Concurso PRF nível médio: saiba como foi a última prova de agente

Saiba como foram as estruturas de prova do último concurso para agente administrativo de nível médio da PRF.

Segue em análise no Governo Federal o pedido de concurso PRF para mais de 4 mil vagas, das quais 75 são destinadas à carreira de nível médio. A expectativa é positiva para a autorização, por isso os interessados devem começar a se preparar desde já. 

Uma boa referência de estudos é o edital da última seleção para agente administrativo, realizada em 2014. Sob organização da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), os candidatos foram submetidos a duas etapas de avaliação: 

  1. Prova Objetiva;
  2. Investigação Social.

Inicialmente, o concurso visava o preenchimento de 216 vagas na carreira de apoio da Polícia Rodoviária Federal. Porém, durante o prazo de validade, 477 aprovados foram nomeados, segundo levantamento realizado pela FOLHA DIRIGIDA.

O estado com mais convocados foi o Rio Grande do Sul, com 53 nomeações. Seguido por Santa Catarina, com 42, e Minas Gerais, com 30. Para a próxima seleção a expectativa também é de muitas chamadas. 

Leia também - Concurso PRF agente administrativo: confira as notas de corte de 2014

Atualmente a remuneração do agente administrativo da PRF é de R$4.022,77, composta pelo vencimento, a gratificação de desempenho e auxílio-alimentação (R$458). Para ingressar é preciso diploma de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau). 

As funções do cargo podem ser exercidas na sede nacional, localizada em Brasília, ou em uma das superintendências regionais, situadas nas capitais dos estados. Abertura do concurso agora está condicionada ao aval do Governo.

A própria PRF confirmou à FOLHA DIRIGIDA, em junho, que encaminhou ao Ministério da Economia pedido de concurso público para preenchimento de 4.435 vagas, sendo 75 para a carreira de agente administrativo.

As outras 4.360 vagas, quando autorizadas, serão para a carreira policial da PRF, de nível superior. Neste caso, os ganhos são de R$10.357,88. 

Concurso PRF 2019: enviado pedido de edital com 4.435 vagas

Prova objetiva para agentes teve 60 questões

No concurso PRF 2014 a primeira etapa de avaliação foi a prova objetiva, com caráter eliminatório e classificatório. Os candidatos tiveram até três horas e 30 minutos para responder a 60 questões de múltipla escolha divididas em duas partes:

► 24 de Conhecimentos Básicos:

Língua Portuguesa (12)
Ética e Conduta Pública (6)
Raciocínio Lógico (6)

36 de Conhecimentos Específicos:

Noções de Direito Constitucional (6)
Noções de Direito Administrativo (6)
Noções de Administração (6)
Noções de Arquivologia (6)
Noções de Informática (6)
Legislação Relativa à PRF (6)

Cada questão da parte Específica valia 1,5 ponto. Já na parte de Conhecimentos Básicos, os itens de Língua Portuguesa contabilizavam 2 pontos e os das demais disciplinas, 1 ponto.

Como já mencionado, o exame teve caráter também eliminatório. Deste modo, para não ser eliminado na primeira etapa, o candidato precisou obter, pelo menos, 30% do total de pontos, ou seja, 27 pontos. 

Confira a tabela com a estrutura de pontos do exame objetivo.

Disciplina (nº de questões) Ponto por questão Pontuação máxima
Língua Portuguesa (12) 2 24
Ética e Conduta Pública (seis) 1 6
Raciocínio Lógico (seis) 1 6
Noções de Direito Constitucional (seis) 1,5 9
Noções de Direito Administrativo (seis) 1,5 9
Noções de Administração (seis) 1,5 9
Noções de Arquivologia (seis) 1,5 9
Noções de Informática (seis) 1,5 9
Legislação Relativa à PRF (seis) 1,5 9
Total - 90

Além de conhecer a estrutura das provas, a melhor forma de se preparar para o próximo edital é praticando! Aqui no site da FOLHA DIRIGIDA assinantes têm acesso a:

Banco de Editais
Provas para Download
Questões para Download
Edital Verticalizado
Análises

Investigação social foi aplicada para mais de 700 candidatos

Além de eliminatória, a prova objetiva do concurso PRF 2014 foi classificatória. Ou seja, foram convocados para a etapa seguinte somente os candidatos que, além de terem atingido a pontuação mínima, ficaram mais bem classificados.

A classificação da etapa compreendeu a lista de concorrentes não eliminados em ordem decrescente das notas. Ou seja, os que obtiveram maior pontuação, ficaram em primeiro lugar no exame.

Por isso, atingir a pontuação mínima na prova objetiva não garantiu, necessariamente, a participação na segunda etapa. Essa, que consistiu na investigação social, obedeceu um limite preestabelecido de 752 candidatos mais bem classificados.

Esses concorrentes foram convocados em quantidade proporcional ao número de vagas do Estado para o qual estava concorrendo, conforme a tabela a seguir:

Local Nº de
convocados
Local Nº de
convocados
1ª SRPRF – Goiás 29 14ª SRPRF – Paraíba 18
2ª SRPRF – Mato Grosso 35 15ª SRPRF – Rio Grande do Norte 14
3ª SRPRF – Mato Grosso do Sul 48 16ª SRPRF – Ceará 14
4ª SRPRF – Minas Gerais 52 17ª SRPRF – Piauí 38
5ª SRPRF – Rio de Janeiro 05 18ª SRPRF – Maranhão 22
6ª SRPRF – São Paulo 38 19ª SRPRF - Pará 25
7ª SRPRF – Paraná 53 20ª SRPRF - Sergipe 18
8ª SRPRF – Santa Catarina 54 21ª SRPRF – Rondônia/ Acre 14
9ª SRPRF – Rio Grande do Sul 60 1º DRPRF – Distrito Federal 32
10ª SRPRF – Bahia 53 2º DRPRF - Tocantins 18
11ª SRPRF – Pernambuco 42 3º DRPRF - Amazonas 14
12ª SRPRF – Espírito Santo 14 4º DRPRF - Amapá 14
13ª SRPRF – Alagoas 14 5º DRPRF – Roraima 14

Os habilitados para a investigação social foram chamados para o preenchimento e a entrega da Ficha de Informações Pessoais (FIP). Aqueles que não foram convocados, estavam automaticamente eliminados do concurso.

A etapa, realizada pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal, compreendeu a avaliação de comportamento e de idoneidade moral dos candidatos. Foram investigadas vida pregressa e atual, nos âmbitos familiar, social, funcional, civil e criminal.

Seu concurso tem investigação social? Entenda!

Além de preencher o FIP, foram solicitados outros documentos aos candidatos, como possíveis certidões de antecedentes criminais, certidões da Justiça Eleitoral e certidões dos cartórios de execução cível da cidade/município de residência pelos cinco anos anteriores.

Alguns fatos e situações que poderiam caracterizar conduta social inadequada eram:

  • uso de droga ilícita de qualquer espécie;
  • prática habitual do jogo proibido;
  • descumprimento de obrigações legítimas;
  • prática de infração penal;
  • demissão de cargo público;
  • demissão por justa causa;
  • declaração falsa ou omissão de registro relevante sobre sua vida pregressa;
  • cometimento de infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro;
  • mandado de prisão em seu desfavor;
  • reincidência (voltar a praticar um delito) na prática de transgressões ou faltas disciplinares; 
  • participação ou filiação em entidade ou organização legalmente proibida;
  • omissão de dados; etc.

A investigação social, ao contrário da prova objetiva, teve caráter apenas eliminatório. Deste modo, todos os candidatos com qualquer tipo de conduta considerada inadequada pela comissão foi excluído do concurso. 

Concurso PRF 2019: saiba tudo sobre o cargo de agente administrativo

(Foto: Luca Gebara/Agência AL)
PRF pediu concurso para mais de 4 mil vagas ao Governo Federal
(Foto: Luca Gebara/Agência AL)

Saiba como foram os critérios de desempate

A nota final do concurso público consistiu no total de pontos alcançados na prova objetiva. Mas, a aprovação efetiva ficou condicionada à indicação positiva na investigação social. 

Na classificação final, em caso de pontuação igual entre os candidatos, foram adotados os seguintes critérios de desempate: candidato mais velho (conforme estabelece o Estatuto do Idoso) e maior pontuação em:

  1. Conhecimento Específico;
  2. Língua Portuguesa;
  3. Legislação relativa à PRF;
  4. Noções de Direito Constitucional;
  5. Noções de Direito Administrativo;
  6. Noções de Administração;
  7. Noções de Arquivologia;
  8. Noções de Informática;
  9. Raciocínio Lógico.

Os candidatos não classificados no número máximo de aprovados, ainda que tenham atingido nota mínima, foram automaticamente eliminados do concurso público, exceto os empatados na última classificação.

Comentários