Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso PRF: Jungmann diz que diretor-geral pode publicar edital

Avanço no concurso PRF. O ministro Raul Jungmann recomendou que o diretor-geral da PRF, Renato Dias, agilize preparativos.

*Matéria atualizada em 14/08/2018, às 9h15

Novidades no concurso PRF 2018. O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 14, uma portaria informando que o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias, pode divulgar o edital do concurso para 500 vagas.

No texto Jungmann diz que Dias pode tocar os preparativos do concurso, já autorizado, publicando editais. Na portaria, Jungmann afirma que cabe a Renato Dias "publicar editais, portarias e outros atos administrativos". Isso significa que Renato Dias pode publicar nos próximos dias a dispensa de licitação oficializando a organizadora do concurso PRF e depois o edital. A previsão da corporação é divulgar o documento este mês.

Reprodução: Diário Oficial da União

Edital do concurso PRF está adiantado

Concurso PRF terá 500 vagas. Ministro Raul Jungmann
conta com novos policiais (Foto: Divulgação)

A PRF não esperou o aval do Ministério do Planejamento para o concurso e começou a elaborar o edital bem antes de a portaria autorizaria ser publicada. Isso ajudará a corporação a conseguir liberar o edital nos próximos dias.

O documento dependia ainda de ajustes finais, como o quantitativo de vagas, que foi confirmado com a publicação da portaria (serão 500), além do cronograma da seleção e o estudo da profissiografia do cargo de policial rodoviário federal.

Sobre o processo de contratação da banca, a PRF ainda não informou detalhes do andamento. Assim como o edital, a corporação também não esperou a portaria para iniciar o processo de escolha da banca, que ficou parado pois dependia do aval oficial do Ministério do Planejamento.

No mês de maio, o setor de Concursos informou à FOLHA DIRIGIDA que o objetivo era escolher a banca por meio de dispensa. O processo de escolha da organizadora, a princípio, ficaria apenas entre três bancas, que já haviam enviado suas propostas para análise.

Dessas, Cebraspe (antigo Cesps/UnB) e Iades tiveram seus nomes revelados, com o nome da última concorrente se mantendo em sigilo. O processo foi encaminhado para o setor responsável por contratações, que não confirma se haverá licitação. A dispensa (de licitação), por sua vez, seria mais viável pela rapidez. 

O órgão conta com as seguintes lotações

-> Sede, em Brasília
-> 27 superintendências regionais
-> 150 delegacias
-> 413 unidades operacionais
-> Total de mais de 550 unidades em todo o país

Requisitos -> o candidato precisará ter de 18 a 65 anos de idade. Podem concorrer homens e mulheres e a escolaridade exigida é o ensino superior completo, em qualquer área de formação. A PRF exige ainda que o candidato tenha carteira de habilitação, na categoria B ou superior.

Conheça o cargo

O cargo de policial rodoviário federal foi criado em 23 de julho de 1935, sob o nome de inspetores de tráfego. Por esse motivo, na data é celebrado o dia do policial rodoviário federal.

Estão entre as atribuições dos policiais rodoviários federais as seguintes atividades:

  • Preservar a ordem, a segurança pública e o patrimônio da União, por meio do patrulhamento ostensivo das rodovias federais;

  • Atuar na prevenção de acidentes e realizar o atendimento a vítimas nas rodovias federais;

  • Realizar o policiamento, a fiscalização e a inspeção do trânsito e do transporte de bens e pessoas;

  • Exercer os poderes de autoridade de trânsito, autuando infratores, cobrando e arrecadando multas;

  • Assegurar a livre circulação das vias, especialmente em casos de acidentes de trânsito, manifestações sociais e calamidades públicas;

  • Realizar a escolta de autoridades nacionais e internacionais, quando solicitado.

Acesse outros editais da PRF

 



ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Comentários