Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso PRF estende prazo de recursos para matrícula no curso

A Polícia Rodoviária Federal estendeu por mais 24 horas o prazo para recursos contra a matrícula no curso de formação.

A Polícia Rodoviária Federal estendeu por mais 24 horas o prazo para recursos quanto ao procedimento inicial de matrícula no curso de formação do concurso PRF. O aviso foi feito por meio do Diário Oficial da União.

No dia 1º de agosto, os candidatos receberam a convocação para o envio das documentações iniciais para matrícula no curso de formação profissional (CFP). Esse era um procedimento obrigatório e quem não cumprisse serão considerado eliminado do concurso. Os documentos foram enviados por meio de upload no site do Cebraspe, o organizador da seleção.

Na última semana, a PRF publicou o resultado das avaliações de títulos, além da lista com os candidatos que enviaram corretamente os documentos. O participante que teve a sua documentação indeferida pode verificar os motivos e entrar com pedidos de recurso. O prazo encerraria na última terça, 20, mas foi prorrogado até esta quarta-feira, 21, às 18h.

O resultado final com a lista completa dos candidatos que enviaram os documentos necessários para matrícula, após recurso, além do resultado final do concurso e convocação para o curso estão previstos para serem publicados em 29 de agosto.

(Foto: Luca Gebara/Agência AL)
Diretor-geral da PRF quer novos policiais para repor o efetivo
(Foto: Luca Gebara/Agência AL)

Diretor-geral quer contratar mais 8 mil PRFs

O atual concurso da PRF não será capaz de suprir toda a demanda da corporação, nem mesmo as aposentadorias que já somam 1.204 desde 2016, quando expirou-se a validade do concurso passado. 

Adriano Marcos Furtado. diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, esteve reunido com representantes sindicais e reconhece novamente a necessidade de repor o efetivo. Como medida para melhorar esse cenário, pretende contratar mais de 8 mil policiais nos próximos anos por meio de um novo concurso PRF.

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Deolindo Carniel, disse que foram pontuadas as principais necessidades da carreira. Ele garantiu que Furtado trabalhará para que o efetivo seja reposto e conseguir ter, no mínimo, os 13 mil policiais até o fim do governo de Jair Bolsonaro.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que foi enviado um pedido para abertura de mais de 4 mil vagas. Dessas, são 4.360 para policial rodoviário federal, função que exige o nível superior, e 75 para o cargo de agente administrativo, de nível médio. 



Comentários