Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso PRF: corporação diz que analisa propostas das organizadoras

Concurso PRF: corporação diz que analisa propostas das organizadoras

O edital do concurso da PRF ainda depende da escolha da banca organizadora. A corporação confirmou que ainda analista as propostas.

concurso PRF trabalha na escolha da banca (Foto: Divulgação/PRF)
Comissão analisa propostas das bancas para o concurso PRF
(Foto: Divulgação/PRF)

A divulgação do edital do concurso PRF depende apenas da escolha da organizadora. Nesta segunda-feira, 10, a corporação confirmou à reportagem de FOLHA DIRIGIDA que a comissão ainda analisa as propostas das instituições interessadas.

De acordo com a Divisão de Concursos da Polícia Rodoviária Federal, o processo está em andamento e não tem uma previsão concreta de quando deverá ser concluído. Esta fase, segundo a corporação, é de levantamento e análise das bancas interessadas.

Perguntada sobre quais seriam as instituições que concorrem ao posto de organizadora do concurso PRF, o setor responsável pela seleção não especificou. O Cebraspe enviou proposta, mas não é o único na disputa pelo concurso.

Vale lembrar que em maio a PRF confirmou que Cebraspe e Iades estavam entre os interessados pela organização do concurso. Na época, apenas três concorreriam. No entanto, após a repercussão, mais organizadoras surgiram na disputa. Seus nomes, porém, não foram revelados.

A Polícia Rodoviária Federal não informou detalhes sobre a modalidade escolhida para a contratação da banca organizadora. Assim que acontecer a definição, o nome da escolhida será publicada no Diário Oficial da União. Em seguida sairá o extrato do contrato, oficializando a escolha.

Processo de escolha da banca pode adiar edital para outubro

Outra informação passada pela corporação nesta segunda, 10, é que o edital do concurso PRF poderá sofrer um novo atraso. Mesmo previsto para setembro, o documento com as regras da seleção corre o risco de ser publicado em outubro. Isso porque, embora a comissão trabalhe com agilidade, o processo de escolha da banca não deve ser concluído nos próximos dias.

De acordo com a PRF, a conclusão de todo o trâmite ainda deve demorar pois não depende apenas da corporação. Após a conclusão das análises e escolha da melhor banca, o processo passará pela Consultoria Jurídica do Ministério da Justiça.

Mesmo sem confirmar prazos de publicação do edital, a corporação estima que todo o processo deve demorar de 20 a 30 dias, podendo atrasar a divulgação do edital para outubro. Vale ressaltar ainda que a PRF não confirmou previsões para a divulgação do documento, uma vez que depende de uma série de fatores internos e externos.

A previsão de edital em setembro foi passada pelo ministro da Segurança Pública Raul Jungmann, após conversa com o diretor-geral da PRF, Renato Dias.

SinPRF-RJ não vê motivos para um novo atraso

Na última quarta-feira, 5, a reportagem de FOLHA DIRIGIDA conversou com o o diretor jurídico do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado do Rio de Janeiro (SinPRF-RJ), Márcio Luiz, sobre a expectativa pela divulgação do edital do próximo concurso público.

O representante da categoria ressaltou a importância do edital ser publicado dentro da previsão atual (setembro) e disse ainda que todo o sistema sindical, junto com a FenaPRF, apoiam esse prazo, tendo em vista a necessidade de recompor o efetivo.

De acordo com Márcio Luiz, não há mais motivos que justifiquem um novo atraso na divulgação desse edital. Segundo ele, quando as primeiras previsões não se concretizaram o motivo foi a luta pelo aumento do número de vagas. Isso, no entanto, já não é mais justificativa, uma vez que a portaria confirmando as 500 oportunidades já foi publicada.

"O que motivou a prorrogação e não cumprimento de todos os prazos antigos foi a tentativa de aumentar o quantitativo para, pelo menos, mil vagas de policial rodoviário federal. O aval já saiu e confirmou as 500 previstas. Logo, não há mais qualquer razão que justifique um novo atraso", disse Márcio Luiz à FOLHA DIRIGIDA.

Mesmo sem previsões, Direção-Geral confirma preparativos

Na última semana, a reportagem de FOLHA DIRIGIDA falou também coo assessor do diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias. O representante do chefe da corporação disse que o edital ainda está sendo preparado e a escolha da banca organizadora ainda encontra-se em andamento.

O próprio ministro da segurança pública, Raul Jungmann, frisou que o edital será publicado em setembro. A declaração de Jungmann foi durante uma coletiva de imprensa realizada no IBGE, após um encontro com o presidente do instituto, Roberto Olinto, para discutir uma parceria com o intuito de incluir no censo novos indicadores de Segurança Pública..

O porta-voz de Renato Dias, no entanto, não confirma prazos e datas. A próxima etapa, segundo ele, é escolher qual será a instituição responsável pelo concurso. "É o que está previsto. Ainda ontem o Renato me dizia isto", disse Jungmann sobre a publicação do edital concurso da PRF acontecer em setembro.

O que precisa ter para concorrer?

Requisitos ⇒ o candidato precisará ter de 18 a 65 anos de idade. Podem concorrer homens e mulheres e a escolaridade exigida é o ensino superior completo, em qualquer área de formação. A PRF exige ainda que o candidato tenha carteira de habilitação, na categoria B ou superior.

Remuneração ⇒ a remuneração inicial do cargo de policial rodoviário federal é de R$9.931,57 em 2018 e passará para R$10.357,88 em 2019. Os valores já incluem o auxílio-alimentação, que atualmente é de R$458.

Último concurso PRF aconteceu em 2013

O último concurso da Polícia Rodoviária Federal foi realizado em 2013 e pode servir como base de estudos para os candidatos que desejam começar uma preparação antecipada, mesmo sem edital. Na época, o Cebraspe (antigo Cespe/UnB) foi o escolhido como organizador e manteve a sua tradição de concursos nacionais e da área da segurança.

A última seleção contou com uma oferta de mil vagas para o cargo de policial rodoviário federal. Tudo indica que o próximo edital do concurso PRF siga os mesmos padrões do anterior, com relação a estrutura, etapas e cronograma. A recente novidade foi que a corporação confirmou mudanças no programa do novo edital.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva, teste de capacidade física, exame de saúde, avaliação psicológica, investigação social e (ou) funcional, avaliação de títulos e curso de formação. A prova objetiva contou com 120 questões e foi dividida em diversas disciplinas, sendo elas:

• Português;
• Matemática;
• Noções de Direito Constitucional;
• Ética no Serviço Público;
• Noções de Informática;
• Noções de Direito Administrativo;
• Noções de Direito Processual Penal;
• Legislação Especial;
• Direitos Humanos e Cidadania;
• Legislação Relativa ao DPRF;
• Física Aplicada à Perícia de Acidentes Rodoviária. 

À procura de provas anteriores da PRF?

Acesse outros editais da PRF





Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações