Concurso PRF 2019: saiba tudo sobre o cargo de agente administrativo

O pedido de concurso PRF para nível médio será avaliado pelo governo. Saiba mais sobre carreira de agente administrativo.

*Matéria atualizada em 21/06/2019, às 12h48

Sem realizar concurso para a área de apoio há cinco anos, o pedido para um novo edital de nível médio da PRF animou os concurseiros. Para os interessados, é importante conhecer todos os detalhes da carreira de agente administrativo e saber como foi a última seleção.

Assim como a área policial, o concurso para agente administrativo também promete atrair muitos candidatos. Isso porque para concorrer será preciso ter apenas o nível médio como requisito de escolaridade, sem a necessidade de curso técnico.

Para esse cargo, não haverá exigência mínima de altura. Quanto a idade, é preciso ter 18 anos completos até a data da posse.

Além disso, para virar um agente administrativo da PRF será necessário ainda ter sido aprovado em todas as etapas de seleção - da inscrição ser homologada até a aptidão no exame final.

Quanto ganha ($) um agente administrativo?

Um dos principais atrativos do próximo concurso PRF de nível médio será a remuneração inicial da carreira. O agente administrativo poderá começar a sua trajetória na corporação recebendo acima de R$4 mil.

Isso porque somando o vencimento inicial mais gratificação e auxílio-alimentação os servidores farão jus a R$4.022,77, que poderá se elevar com as progressões.

E o valor total da remuneração do agente poderá ser ainda maior, pois a gratificação é variável, de acordo com o desempenho do servidor. O servidor de nível médio da PRF cumprirá jornada de trabalho de 40 horas por semana.

A carreira de agente administrativo da Polícia Rodoviária Federal poderá ser exercida na sede nacional, localizada em Brasília, além de todas as superintendências regionais, situadas nas capitais dos estados.

Cargo de agente administrativo pode ter novo edital em breve (Foto: Luca Gebara/Agência AL)
Cargo de agente administrativo pode ter novo edital em breve
(Foto: Luca Gebara/Agência AL)

O agente administrativo tem porte de arma?

Por ser uma carreira de uma corporação policial, a dúvida de muitos concurseiros é quanto ao porte de arma. Será que o agente administrativo tem o mesmo direito do policial rodoviário federal?

A resposta é NÃO!

O agente administrativo não tem o porte de arma justamente por se tratar de uma função administrativa.

+ Exclusivo! PRF envia pedido de concurso com mais de 4 mil vagas

O que faz o agente administrativo?

Entre as principais atribuições do cargo de nível médio da PRF está executar atividades administrativas, relativas às competências legais da Polícia Rodoviária Federal, por meio da prestação de apoio técnico administrativo à área finalística da Instituição.

Cabe ressaltar que ele não trabalha em investigação policial, e sim em departamentos administrativos. Ele não trabaha em delegacias de migração (Delemig),  nem delegacias de controle de armas e produtos químico, diferente do que FOLHA DIRIGIDA havia informado. 

Comece a estudar e prepare-se para o concurso PRF
confira curso para o concurso PRF

Como foi o último concurso para agente administrativo?

Embora a PRF ainda não tenha uma data para publicar o próximo edital, quem deseja ser aprovado deve antecipar os estudos. Para começar, uma boa dica é tirar como base o edital anterior.

O último concurso para agente administrativo da Polícia Rodoviária Federal foi realizado em 2014 e selecionou para 216 vagas na carreira de nível médio.

A banca escolhida para organizar a seleção foi a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt – Funcab, que recebeu as inscrições e realizou as principais etapas,como aplicação de provas.

O edital contou com oportunidades em todos os estados, além do Distrito Federal, onde fica a sede do departamento. Os contratos são feitos sob regime estatutário, que assegura a estabilidade.

+ Estuda e trabalha? Saiba como superar esse desafio

Quais foram as etapas de seleção?

Os candidatos ao cargo de agente administrativo do último concurso foram avaliados por meio de prova objetiva e investigação social, que poderiam classificar ou eliminar o participante, de acordo com o desempenho.

A prova objetiva foi composta por 60 questões. Foi eliminado na primeira fase o candidato que não conseguiu alcançar, pelo menos, 30% dos pontos na avaliação.

Cada disciplina cobrou seis questões, exceto Língua Portuguesa, que trouxe 12 perguntas. Confira a relação:

  • Língua Portuguesa;
  • Ética e Conduta Pública;
  • Raciocínio Lógico;
  • Nocões de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Noções de Administração;
  • Noções de Informática;
  • Legislação Relativa à PRF;
  • Noções de Arquivologia;

Confira o programa de Língua Portuguesa

1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Emprego do sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordâncias nominal e verbal. 10. Regências nominal e verbal. 11. Significação das palavras. 12. Redação de correspondências oficiais: Manual de Redação da Presidência da República.

Confira o programa da Legislação Relativa à PRF

1. Art.144 da Constituição Federal - Perfil constitucional: funções institucionais. 2. Art. 20 da Lei nº 9.503/1997. 3. Decreto nº 1.655/1995. 4. Decreto nº 6.061/2007.

+ Como manter a concentração nos estudos para concursos?

Quantas vagas foram pedidas para agente administrativo?

A Polícia Rodoviária Federal confirmou o envio de pedido para um novo edital de concurso de agente administrativo. A solicitação foi encaminhada para o Ministério da Economia dentro do prazo (31 de maio), dado aos órgãos federais para protocolar as demandas ao Governo.

A solicitação total da PRF foi de 4.435 vagas, e, dessas, serão 75 para a carreira de agente administrativo.

A confirmação foi dada pela Assessoria de Imprensa da corporação. O pedido passará por análise e dependerá de um aval do ministro Paulo Guedes. Ainda não há uma previsão, mas isso pode acontecer ainda este ano.

Com a chegada do segundo semestre e com a necessidade de realizar todas as etapas pré-edital, é provável que, se autorizado, o concurso para nível médio aconteça em 2020.

A presidente do Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos da PRF (SinaPRF), Rejane Maria da Rosa, falou sobre o déficit de servidores administrativos na corporação. Em 2018, a representante da categoria destacou que há pessoas que passaram no último concurso de policial rodoviário, mas que estão há 20 anos atuando como administrativos. 

E aí, ficou interessado na carreira de agente adminitrativo? Inicie já os seus estudos! 



Comentários