Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso PRF 2019: Moro trabalha para aumentar número de policiais

Concurso PRF 2019: Moro trabalha para aumentar número de policiais

O ministro da Justiça de Segurança Pública, Sergio Moro, disse que trabalha para aumentar o número de policiais na PRF.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta quarta-feira, 8, que vai trabalhar para conseguir aumentar o efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Isso deverá ser feito por meio da chamada do maior número possivel de aprovados do concurso PRF em andamento e de um novo edital.

"A PRF deveria ter um efetivo maior. Também queremos trabalhar para aumentar o efetivo", comentou, lembrando o que já está sendo feito na Políci Federal.

De acordo com o ministro, a PRF deveria ter um efetivo maior do que o atual. O representante da pasta da Segurança não falou sobre números, mas entende que o grande déficit de servidores da corporação tem prejudicado o andamento dos trabalhos.

Moro falou sobre o efetivo da PRF na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, na Câmara dos Deputados, em Brasília. Na ocasião, ele também falou sobre a chamada de 1.200 aprovados no concurso da Polícia Federal.

Moro quer aumentar o efetivo da PRF (Foto: Divulgação)
Ministro Sergio Moro quer aumentar o efetivo de policiais na PRF
 (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

PRF já estuda pedido de novo concurso

A boa notícia é que a Polícia Rodoviária Federal já sinalizou que estuda enviar um novo pedido de concurso em 2019. A informação foi passada pela Assessoria de Imprensa à FOLHA DIRIGIDA, que negou já ter realizado uma solicitação ao Ministério da Economia.

A corporação informou ainda que o pedido já começou a ser elaborado, mas ainda não há uma previsão de quando será enviado ao governo. A PRF e todos os demais órgãos que desejam seguir o mesmo caminho terão até o dia 31 de maio para protolocar suas solicitações.

A PRF não estimou, também, quantas vagas serão solicitadas ao Governo. O último aval foi para 500 vagas de policial rodoviário federal, mas que não suprem a necessidade da corporação.

Governo chamará todos os aprovados nos concursos PF e PRF

Um novo concurso também é bem visto pelo diretor-geral da PRF, Adriano Furtado, que pretente lutar por concursos anuais na corporação. Em janeiro, o titular da corporação esteve reunido com representantes sindicais da carreira e foi receptivo às pautas propostas pela entidade.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, destacou sobre a importância de aumentar o número de policiais para reforçar o quadro da instituição. Carniel pediu que o diretor da PRF lutasse junto ao governo para que sejam realizados concursos frequentes para que fosse amenizado o déficit da corporação e preenchidas as vagas previstas em lei.

"São somente 500 vagas, elas não resolvem o problema da PRF. Há uma expectativa de que o Presidente convoque os excedentes após o processo de formação dos aprovados se encerrar. Espero que consigamos o número total de excedentes”, afirmou o presidente da FenaPRF

O que precisa ter para concorrer?

Para concorrer ao cargo de policial, os candidatos precisam ter nível superior em qualquer área e de 18 a 65 anos de idade, conforme legislação. Podem concorrer homens e mulheres. A PRF exige ainda que o candidato tenha carteira de habilitação, na categoria B ou superior.

A remuneração do policial rodoviário é de R$10.357,88 em 2019, valor que já inclui o auxílio-alimentação, que atualmente é de R$458. 

• Saiba como ficam as autorizações de concursos federais para 2019

Comece a estudar e prepare-se para o concurso PRF
confira curso para o concurso PRF

Moro quer chamar excedentes do concurso em andamento

Com edital publicado em 2018, o concurso da PRF que está em andamento deverá ter um número de convocados maior do que a oferta de vagas iniciais. Isso porque Moro disse recentemente que pretende chamar os excedentes. No entanto, ainda depende de uma confirmação do Ministério da Economia.

O Governo deve fazer com a PRF semelhante a Polícia Federal, quando autorizou a chamada de mais aprovados. Ainda não se sabe quantos aprovados a mais serão chamados, mas fica a expectativa para que todos possam ser convocados para o curso.

Moro disse que a pasta tem a intenção de ampliar a contratação de novos policiais rodoviários federais, chamando mais aprovados do concurso em andamento. Mas ele ponderou que as tratativas ainda estão sob medidas e conversas iniciais no Ministério da Economia.

De acordo com o portal G1, Sergio Moro classificou este processo como "prematuro", sem uma previsão para que essa demanda possa ser acolhida e anunciada. A declaração foi dada na última quinta-feira, 2, durante a apresentação dos resultados da Operação Lábaro, conduzida pela Polícia Rodoviária Federal. 




Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações