Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Edital para fiscal de São Paulo em dezembro

O edital do concurso para auditor fiscal tributário da Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo será divulgado após da aprovação de um projeto de lei que reestrutura a carreira, permitindo a ampliação do número de vagas a serem oferecidas no concurso de 52 para 120.

O edital do concurso para auditor fiscal tributário da Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo será divulgado após da aprovação de um projeto de lei que reestrutura a carreira, permitindo a ampliação do número de vagas a serem oferecidas no concurso de 52 para 120.  O Projeto de Lei 525/2011 foi enviado à Câmara dos Vereadores na última semana e deverá entrar na pauta da sessão para leitura nesta quarta-feira, dia 16. A autorização do prefeito Gilberto Kassab, publicada em 6 de outubro, foi para 52 vagas, até o limite de 120.

“Eu vou esperar aprovar o projeto de lei para poder ampliar a quantidade de vagas. Se o projeto de lei for aprovado em novembro, há possibilidade do edital sair ainda este mês. Se ele não for aprovado em novembro, aí será publicado quando aprovado. Nós queremos soltar o edital já com todas as vagas para não soltar com 52 vagas e depois ter de fazer um outro concurso para as vagas complementares”, disse o secretário de Finanças, Mauro Ricardo Machado Costa, após a entrega dos prêmios do 2º sorteio da Nota Fiscal Paulistana, no último dia 4. Com isso, o cronograma do concurso poderá ser alterado. Ao ser questionado sobre o curto prazo de tempo entre o edital e as provas, inicialmente previstas para acontecer entre dezembro e janeiro, o secretário levantou a hipótese de haver um prazo maior que dois meses.
 
“Tem possibilidade de ampliação, mas eu aconselharia esses candidatos para que não deixem para começar os estudos na publicação do edital. Já há intenção da prefeitura, já há aprovação do prefeito então eu sugiro que já estudem”, enfatizou. Segundo ele, não haverá mudanças consideráveis no conteúdo programático em relação ao concurso anterior.

Além de vagas para auditor da área de Administração Tributária, que exige ensino superior em qualquer formação, há oportunidades também na área de Tecnologia da Informação, para as quais, segundo o secretário, serão destinadas aproximadamente 30 vagas. Até o fechamento desta edição, a assessoria de imprensa da Secretaria de Finanças não havia confirmado o número exato de vagas para essa especialidade. O cargo requer formação específica.
 
O conteúdo programático para a área ainda está sendo definido. A remuneração de auditores em início de carreira é de R$12.967,67, com estabilidade garantida pelo regime estatutário de contratação. A organizadora responsável pelos dois últimos concursos da instituição, em 1998 e 2006, foi a Fundação Carlos Chagas. A Secretaria de Finanças ainda não definiu que empresa cuidará da organização desse concurso.

Os concursos para o cargo de auditor são verdadeiras maratonas de prova. Em janeiro de 2007, quando foram aplicadas as provas do último concurso, cujo edital saiu em outubro de 2006, os candidatos foram submetidos a dois domingos consecutivos de avaliação. Em cada um dos dias, os candidatos fizeram duas provas de 60 questões.

 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações