São Bento de Tocantins inicia preparativos para novo concurso

A Prefeitura de São Bento do Tocantins já deu início aos preparativos para a realização de seu próximo concurso público.

A Prefeitura de São Bento do Tocantins, no norte do Tocantins, já iniciou os preparativos para a realização de seu próximo concurso público. Foi anunciada nesta segunda-feira, dia 1°, no Diário Oficial da União, a retomada da licitação que definirá a banca organizadora do concurso.

Inicialmente, o Pregão Presencial para abertura das propostas das instituições interessadas estava marcado para o dia 20 de maio, mas foi suspenso por conta da pandemia do novo Coronavírus. Uma nova data para o início do processo licitatório já está definida.

A abertura das propostas ficou remarcada para o dia 15 de junho, na sede da prefeitura municipal. De acordo com informações do departamento de licitação, o edital de licitação, com o projeto básico do concurso, ainda deverá ser publicado no site da prefeitura.

O prazo legal para a divulgação do documento é de até cinco dias úteis. Ou seja, até o início da próxima semana o edital de licitação deverá ser publicado no site da prefeitura.

Normalmente, os editais de licitação têm como um de seus anexos o projeto básico (ou termo de referência) do concurso. No projeto constam algumas informações básicas acerca da seleção como quantitativo de vagas, cargos e requisitos.

É por meio deste documento que as organizadoras avaliam como será o concurso e encaminham suas propostas. A vencedora será a responsável por todos os trâmites envolvendo a seleção dos candidatos, desde a publicação do edital até a divulgação dos resultados finais.

+ Ministério do Desenvolvimento Regional recebe aval para 249 vagas

Pessoas assinando contrato
Pregão presencial que definirá banca está marcado para 15 de junho
(Foto: Pixabay)


Prefeitura não realiza concurso há dez anos

O último concurso realizado pela Prefeitura de São Bento do Tocantins ocorreu em 2010. Na época foram ofertadas 47 vagas, para cargos de todos os níveis de escolaridade.

No nível fundamental, as chances eram para as funções de auxiliar de serviços gerais, guarda, operador de máquinas, motorista, gari, mecânico, recepcionista, agente comunitário de saúde. 

No nível médio as vagas eram para fiscal sanitário; fiscal de endemias e doenças epidemiológicas; e assistente administrativo. Já no nível superior, foram oferecidas oportunidades professor, enfermeiro, odontólogo e assistente social.

Fique por dentro de todas as novidades do concurso público

Os candidatos foram avaliados por meio de uma prova objetiva, cujo conteúdo variou de acordo com o nível de escolaridade e cargo pretendido. No geral, foram exigidos itens de:

  • Língua Portuguesa;
  •  Matemática;
  •  Atualidades e Conhecimentos Gerais; e 
  • Conhecimentos Específicos.


As provas objetivas tinham caráter eliminatório e classificatório. A seleção na época foi organizada pela banca Makro Assessoria.

Os candidatos às vagas de agente comunitário de saúde e fiscal de endemias e doenças epidemiológicas ainda tiveram uma segunda etapa de avaliação que consistia em um curso de formação introdutório. A etapa tinha caráter eliminatório.