Porto Alegre-RS prepara concurso para Educação e forma comissão

No Rio Grande do Sul, a Prefeitura de Porto Alegre inicia os preparativos de concurso para professor de educação infantil e anos iniciais

A Prefeitura de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, prepara novo concurso para ingresso na Secretaria de Educação. Os trâmites para o edital já estão em andamento. A comissão organizadora da seleção foi publicada no Diário Oficial do Município de terça-feira, 5.

Servidores das Secretarias de Educação, Planejamento e Gestão integram o grupo. Eles serão responsáveis por toda parte interna do concurso Porto Alegre-RS. O que inclui levantamento de vagas, cargos e contratação da banca organizadora.

A portaria que designa a comissão também confirma que o concurso será para os cargos de professor nas especialidades de Educação Infantil e Anos Iniciais do ensino fundamental. A oferta, com o número de vagas, ainda não foi informada.

A seleção já foi autorizada pela prefeitura, com supervisão do Comitê para Gestão de Despesas de Pessoal (CGDEP). Com isso, a comissão organizadora poderá prosseguir para o próximo passo do concurso: a elaboração do projeto básico.

Esse documento, também conhecido como termo de referência, funciona como um espelho para o edital. Ele apresenta, por exemplo, dados importantes como vagas, carreiras, escolaridades, salários, etapas de seleção e cronograma das atividades.

Prefeitura de Porto Alegre-RS prepara concurso para ingresso na
Secretaria de Educação (Foto: Divulgação)

 

Quando pronto, o projeto básico integra a licitação para escolha da banca organizadora. As instituições participantes recebem o documento para que possam propor seus preços para ficar à frente do concurso. Em geral, a que apresenta o melhor valor e atende aos requisitos é contratada.

A partir disso, ganha o direito de receber as inscrições e aplicar as etapas de seleção, como provas objetivas. As escolaridades dos cargos e remunerações atualizadas ainda não foram confirmadas.

Mas, no último concurso Educação Porto Alegre-RS, realizado em 2018, as carreiras de professor de Educação Infantil e anos iniciais tiveram como requisito licenciatura em Pedagogia ou Licenciatura em Pedagogia/ Educação Infantil ou Séries iniciais (a depender do cargo).

Ou ainda curso normal de pós-médio modalidade normal ou curso normal superior. Na época, os salários iniciais eram de R$1.463,61, em ambos os casos.

Assine a Folha Dirigida e aumente as chances de aprovação em concursos
+ Como estudar para concurso público sem edital?

Último concurso Educação Porto Alegre-RS teve três etapas

O último concurso para provimento de cargos na Secretaria de Educação de Porto Alegre-RS ocorreu em 2018. O edital trouxe a oferta de apenas duas vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva.

Das oportunidades, uma foi para professor de Educação Infantil e uma para professor dos anos iniciais. A jornada de trabalho em ambos os casos foi de 20 horas por semana. As remunerações iniciais foram de R$1.463,61. Mas, esse valor poderia ser maior conforme as especialidades:

R$1.463,61 Habilitação de Ensino Médio (Magistério de 2º grau), com complementação pedagógica (estágio)
R$1.682,93 Habilitação de Ensino Médio (Magistério de 2º grau), com complementação pedagógica (estágio), mais 01 (um) ano de estudos adicionais
R$1.972,30 Habilitação de nível superior em nível de graduação representada por licenciatura de curta duração
R$2.264,31 Habilitação de nível superior em nível de graduação representada por licenciatura plena
R$2.658,48 Habilitação de nível superior em nível de graduação representada por licenciatura plena complementada por curso de Pós-Graduação em nível de: Especialização com, no mínimo, 360 horas/aula, Mestrado ou Doutorado

 

Com a Fundação La Salle como banca organizadora, os candidatos foram submetidos a três etapas de seleção: provas objetivas, discursiva (redação) e títulos. A primeira contou com 100 questões de múltipla escolha.

O exame foi composto por 40 perguntas de Conhecimentos Específicos, 15 de Língua Portuguesa, dez de Base Nacional Comum e Plano Nacional de Educação, dez de Legislação, dez de Raciocínio Lógico e 15 de Atualidades de História e Geografia do Brasil.

Os concorrentes ainda tiveram que elaborar, no mesmo dia, uma redação. Os habilitados, então, passaram pela análise de títulos. O concurso está válido por dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Comentários