Concurso Politec-AP tem validade prorrogada por mais dois anos

A Polícia Técnico-Científica do Estado do Amapá prorrogou por mais dois anos o prazo de validade do concurso com 80 vagas.

A Polícia Técnico-Científica do Estado do Amapá teve o prazo de validade do concurso Politec-AP prorrogado por mais dois anos. O novo período começará a contar a partir do dia 15 de janeiro de 2020 e vai até 2022, nessa mesma data.

A portaria com a prorrogação do prazo foi publicada no Diário Oficial do Estado do Amapá do dia 9 de janeiro. O documento está assinado pela secretária de Estado da Administração, Suelam Amoras Távora Furtado.

O edital de abertura trouxe 80 vagas efetivas, divididas em 20 imediatas e 60 para formação de cadastro de reserva. As chances são para os cargos de perito médico legista (70) e perito médico legista - na área de psiquiatria (dez).

(Foto: Divulgação)
Politec-AP prorroga validade do concurso até janeiro de 2022
(Foto: Divulgação)

Para ambos os cargos, é necessário a graduação em Medicina e ter o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). Para o perito com especialidade em psiquiatria, será preciso comprovar a especialização. As carreiras proporcionam remuneração inicial de R$10.067,96. 

O concurso Politec-AP é organizado pela Fundação Carlos Chagas - a FCC. Para confirmar a participação, foi preciso preencher um formulário de cadastro e quitar R$220 como taxa de inscrição.

Concurso Politec-AP teve quatro etapas de seleção

Todos os candidatos ao concurso da Polícia Técnica do Amapá foram avaliados por meio de quatro etapas de seleção. A primeira etapa foi composta por prova objetiva e redação. Além de prova de títulos, exame documental e de saúde, além do curso de formação.

A prova objetiva foi composta por 50 questões de múltipla escolha. A prova de redação foi aplicada na mesma data, sendo um texto dissertativo argumentativo, com duração de quatro horas.

O exame foi dividido em tópicos de Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos, sendo 20 para o primeiro e 30 para o segundo:

  • Conhecimentos Gerais
    Língua Portuguesa - oito;
    Direito Processual Penal - seis; e
    Direito Penal - seis.
  • Conhecimentos Específicos
    Leis Específicas - cinco; e
    Medicina Legal - 25.

A seleção da Politec-AP reuniu 304 inscritos, dos quais 69 faltaram à prova. O quantitativo foi divulgado pela Secretaria de Estado da Administração do Amapá.

Quais são as atribuições do médico perito legista?

  • proceder aos exames de perícia médico-legal, com autonomia, exclusividade e independência, no cumprimento da legislação vigente;
  • elaborar e assinar os laudos periciais dos exames procedidos, de acordo com a padronização estabelecida em regulamento;
  • requisitar exames radiológicos, anátomo patológicos, microscópicos e toxicológicos, na medida em que o interesse médico-legal o exigir;
  • colher e enviar ao laboratório, material para exame;
  • proceder aos exames de lesões corporais, sanidade mental, sexológica e antropologia forense, necropsias, exumações e outras perícias criminais;
  • efetuar estudos, análises e pesquisas de interesse da Autoridade Policial;
  • prestar auxílio de sua especialidade, quando solicitado, aos peritos criminais e odontolegistas;
  • atender as requisições das Autoridades Policiais e Judiciárias, na instrumentação de inquéritos policiais e ações penais;
  • comparecer aos locais de eventos suscetíveis de perícias, a qualquer hora e dia, bem como emitir parecer médico-legal, em atendimento à requisição de Autoridade competente;
  • cumprir outras atividades inerentes a seu cargo estabelecidas em lei, norma ou regulamento.

Comentários