Folha Dirigida Entrar Assine

PF tem grande carência de policiais e novo concurso é necessário

Com previsão de mais aposentadorias nos próximos dois anos, a Polícia Federal sofre com grande déficit na área policial. Confira!

A Polícia Federal tem uma grande defasagem em seu quadro de pessoal e precisará de um novo edital de concurso PF para repor boa parte de seu efetivo de policiais. Nem mesmo as chamadas de excedentes autorizadas pelo presidente Jair Bolsonaro amenizam esse cenário, que aumenta a cada mês com as aposentadorias.

O concurso anterior ao que está em andamento teve a sua validade expirada em 2018, com prorrogação. Em dois anos, a Polícia Federal registrou mais de 500 aposentadorias, sendo 206 somente em 2019.

Esses dados são somente da área policial, somando todos os cinco cargos de nível superior: agente, escrivão, delegado, peritos e papiloscopista. O levantamento foi extraído no Painel Estatístico de Pessoal do Ministério do Planejamento.

De acordo com o PEP, as inatividades podem ser integrais ou proporcionais e são classificadas como voluntárias, por invalidez ou compulsória. A maioria é de servidores do sexo masculino, com mais quantidade de saídas na região sudeste.

Confira a quantidade de saídas de policiais por aposentadorias em 2019:

  • Janeiro: 31 aposentadorias;
  • Fevereiro: 31 aposentadorias;
  • Março: 47 aposentadorias;
  • Abril: 37 aposentadorias;
  • Maio: 22 aposentadorias;
  • Junho: 38 aposentadorias
PF registra 206 saídas por aposentadorias somente este ano (Foto: Divulgação/Planalto)
PF registra 206 saídas por aposentadorias somente este ano
(Foto: Divulgação/Planalto)

Sindicato aponta mais de 4 mil cargos vagos

Em fevereiro, a reportagem de FOLHA DIRIGIDA conversou com o vice-presidente, Luciano Leiro. Por meio de uma entrevista exclusiva, ele falou sobre a expectativa pela chamada dos excedentes - que naquela época era uma reivindicação - além de ter comentado sobre o déficit da corporação.

O vice-presidente da ADPF frisou que mesmo tendo um aval positivo por mais aprovados continuarão na luta para que um novo concurso possa ser realizado. Isso porque a asssociação entende a necessidade e reconhece que apenas mil vagas não serão suficientes para suprir o déficit de servidores da PF.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF)  informou à FOLHA DIRIGIDA que estão em falta 4.330 servidores. No entanto, esse número deve ter crescido pois os dados foram passados em fevereiro. De lá para cá, mais servidores deixaram a corporação.

Na época, a maior necessidade era para o cargo de agente. Esse é o cargo com mais demanda na Polícia Federal e as vagas oferecidas no edital de 2018 não chegam nem perto de suprir todo o déficit em todas as carreiras.

Carreira Cargos vagos Vagas do edital 2018
Agente 2.425 180
Escrivão 970 80
Delegado 680 150
Perito 130 60
Papiloscopista 125 30


Vale lembrar que, em maio, foi publicado o decreto de autorização do presidente Jair Bolsonaro que confirma a chamada de mais aprovados do concurso PF para o curso de formação. São 547 vagas a mais do que o previsto em edital. O documento também foi assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Curso PF

Polícia Federal confirma pedido para novo concurso

Dado esse panorama, uma boa notícia é que um novo concurso poderá ser realizado em breve. A Polícia Federal confirmou à FOLHA DIRIGIDA que enviou ao Governo um novo pedido de edital dentro do prazo previsto de 31 de maio - período que todos os órgãos federais têm para protocolar suas demandas.

A solicitação da PF agora passará por análise e dependerá de um aval por parte do Ministério da Economia. Caso seja concedido, a portaria autorizativa será publicada no Diário Oficial da União com a assinatura do ministro Paulo Guedes.

A corporação, no entanto, ainda não confirmou quantas vagas foram solicitadas, mas espera-se que contemple a todas as carreiras, bem como a área administrativa. Os cargos da área policial são destinados apenas a quem tem nível superior, confira detalhes:

Carreira Requisitos Remuneração
Agente administrativo Nível médio completo R$4.710,76
Agente Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Escrivão Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Papiloscopista Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Perito Nível superior em áreas específicas R$23.130,48
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$23.130,48


O Governo Federal publicou, em março, um decreto que traz as novas regras para autorização de concursos. Nele, consta que a Polícia Federal não precisa mais solicitar a abertura de concursos ao Ministério da Economia. Essa independência é válida somente para a área policial.

Esse aval será de responsabilidade do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo. Ele definirá os atos de pessoal e de ingresso na corporação. Tal autonomia passou a valer a partir do dia 1º de junho, o que poderá agilizar os processos de novas seleções. 



Comentários