Nota de corte PF: agente administrativo teve 60% dos pontos em 2014

FOLHA DIRIGIDA listou a nota de corte do último concurso para agente administrativo da PF em cada um dos estados. Veja!

Após a confirmação de um novo pedido de concurso para a Polícia Federal, ao Ministério da Economia, a expectativa por uma nova seleção para a PF só aumenta entre os concurseiros. Quem deseja garantir uma vaga sabe que não pode deixar os estudos para depois. 

Além disso, estar atento aos critérios de avaliação e nota de corte do último concurso pode ajudar os candidatos a se prepararem melhor. Por isso, FOLHA DIRIGIDA separou os critérios utilizados na seleção para o cargo de agente administrativo, realizada em 2014.

A função será uma das contempladas no próximo concurso, caso seja autorizado. A carreira exige o nível médio completo e oferece uma remuneração de R$4.710,76.

Em primeiro lugar é importante entender quais exigências foram estabelecidas para que os candidatos fossem considerados aprovados na prova objetiva do concurso de 2014.

A avaliação foi composta por 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 para Conhecimentos Específicos. Foram cobradas as seguintes disciplinas:

  • Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa, Noções de Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Noções de Direito Administrativo e Constitucional;
  • Conhecimentos Específicos: Noções de Administração Pública, Noções de Administração Financeira e Orçamentária, Noções de Gestão de Pessoas nas organizações, Noções de Administração de Recursos Materiais, Noções de Arquivologia e Legislação Aplicada à Polícia Federal.

Foram reprovados os que obtiveram nota inferior a 10 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos; nota inferior a 21 pontos na prova de Conhecimentos Específicos; e nota inferior a 36 pontos no conjunto das provas objetivas. Era atribuído um ponto a cada resposta correta, menos um ponto a cada resposta errada e zero para marcações duplas.
 

PF poderá ter novo concurso para agente administrativo em breve (Foto: Divulgação)


Saiba quais foram as notas de corte em cada um dos estados

Outra questão importante é a nota de corte. Ou seja, a nota mínima a ser atingida para garantir a classificação ou para avançar para a próxima etapa de seleção, se o concurso tiver mais de uma. 

Basicamente, a nota de corte será igual à nota do último classificado dentro do número de vagas ofertadas. Quanto menor o número de vagas, maior costuma ser a nota.

No concurso de 2014, as notas de corte para agente administrativo variaram de acordo com o estado. Os maiores aproveitamentos foram para os estados de Ceará, Goiás e Tocantins,com notas iguais a 82, 80 e 79, respectivamente.

Na disputa nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul, e no Distrito Federal, cuja orferta de vagas eram as maiores, os classificados apresentaram notas, em média, com 60% de aproveitamento do somatório dos pontos das provas. 

No Distrito Federal, por exemplo, a oferta era de 274 vagas. Dessas, 260 eram para ampla concorrência e 14 vagas para deficientes. O último classificado nas vagas de ampla concorrência alcançou 72 pontos, ou seja 60% da pontuação total da prova.

A nota de corte para os demais estados foi de 76 para o Rio de Janeiro, 67 para São Paulo e 70 para o Rio Grande do Sul.

Confira na tabela abaixo as notas de corte para cada um dos estados no último concurso realizado para o cargo de agente administrativo da Polícia Federal:

Estados N° de vagas (ampla concorrência) Nota de corte
AC Quatro  72
AL Três  76
AM Seis 68
AP Cinco 71
BA 14 75
CE Sete 82
DF 260 72
ES Sete 74
GO Cinco 80
MA Nove 71
MG 14 76
MS 13 70
MT Nove  68
PA 12 72
PB Duas 77
PE Oito 76
PI Três 77
PR 14 72
RJ 21 76
RN Seis 80
RO Sete 68
RR Cinco 72
RS 15 70
SC Seis 74
SE Quatro 78
SP 33 67
TO Quatro 79


Prepare-se para o concurso


Novo pedido de concurso abrange vagas de níveis médio e superior

Além das vagas para agente administrativo, foram pedidas oportunidades para as funções de agente, escrivão, papiloscopista, perito e delegado, todas com exigência de nível superior. O quantitativo de vagas solicitadas ainda não foi informado pelo órgão.

• Concurso PF 2019: confirmado envio de pedido para novo edital

A remuneração para as funções será de R$12.441,26. Exceto para perito e delegado, cujo salário é de R$23.130,48. Confira os requisitos e a remuneração de cada um dos cargos na tabela abaixo.

Carreira Requisitos Remuneração
Agente administrativo Nível médio completo R$4.710,76
Agente Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Escrivão Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Papiloscopista Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26
Perito Nível superior em áreas específicas R$23.130,48
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$23.130,48


Vale lembrar que o Governo Federal publicou um decreto com as novas regras para autorização de concursos em março deste ano. De acordo com o documento, a Polícia Federal tem autonomia para realizar concursos sem a necessidade de solicitar uma autorização do Ministério da Economia, apenas para a área policial.

Conforme diz o decreto, os próximos concursos da PF deverão acontecer quando o número de cargos vagos na corporação exceder a 5% dos respectivos cargos ou com menor percentual de cargos vagos.

Fenapef elaborou um estudo com necessidade de pessoal na área de apoio

Segundo informou o presidente da A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Boudens, à FOLHA DIRIGIDA em abril deste ano, o órgão elaborou um estudo sobre a necessidade de pessoal na área de apoio da PF.

Boudens disse que o atual déficit de pessoal, gira em torno de 5 mil servidores e o número deve aumentar ainda mais, por conta das aposentadorias previstas.

"Temos ampla necessidade de reposição de servidores administrativos nas unidades onde são executadas atividades de controle e fiscalização, como portos, aeroportos e fronteiras. Além disso, também nas delegacias, onde há múltiplas demandas nos setores de controle de produtos químicos e de segurança privada, passaporte e imigração, bem como do trabalho essencial desses profissionais nos setores de logística, contratos, telecomunicações e de recursos humanos."

Ainda de acordo com Boudens, será solicitada a contratação de mais 2 mil oficiais de Polícia Federal, para cargos da área de apoio. Entre eles, o de agente administrativo.

Como planejar estudos para concurso? 



Comentários