Folha Dirigida Entrar Assine

Escritório de inteligência de Sérgio Moro deve exigir concursos PF

O ministro da Justiça e Segurança , Sergio Moro, anunciou a criação do escritório de inteligência, que deve exigir um novo concurso na PF.

A Polícia Federal (PF) acaba de ganhar mais um motivo para realizar um novo concurso público. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou o projeto de criação de um escritório de inteligência integrado, que atuará nos principais pontos de trânsito das fronteiras.

O escritório, segundo o ministro, deve reunir agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e até das Forças Armadas, além de representantes das polícias locais. De acordo com a Agência O Globo, Sergio Moro apresentará, até o fim deste ano, o novo projeto de segurança nas fronteiras.

O objetivo é fortalecer o combate ao tráfico de entorpecentes e armamentos. O projeto piloto do escritório de inteligência integrado será implantado em Foz do Iguaçu, no Paraná, que faz fronteira com Ciudad del Este, no Paraguai, e Puerto Iguazú, na Argentina.

"Se o projeto piloto der certo, vai ser reproduzido em outras fronteiras e poderemos potencializar o uso de recursos nessa área", disse Moro à Agência O Globo, afirmando ainda que o projeto não precisará, necessariamente, passar pelo Congresso, já que a maior parte das medidas estão no âmbito do Executivo.

PF poderá autorizar mais concursos (Foto: Divulgação)
PF poderá autorizar mais concursos para
reposição de pessoal (Foto: Divulgação)

Com a necessidade de mais policiais federais nas fronteiras, em um novo projeto, a PF pode vir a realizar um novo concurso.

Isso porque, atualmente, segundo dados obtidos com a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), a vacância no órgão chega a 4.330 servidores.

Ou seja, nem com a aprovação de todos os aprovados no último concurso, como anunciado na última quarta-feira, 10, este déficit será suprido. 

No total, o governo poderá convocar até 4.581 aprovados nos concursos PF e PRF, abertos no ano passado, sendo 2.501 na Polícia Rodoviária Federal e 2.080 na Polícia Federal.

Esses números levam em consideração o máximo de provas discursivas corrigidas nos dois concursos, conforme mencionado nos editais. 

Sendo assim, o número de aprovados contratados será inferior a isso, tendo em vista as reprovações nas fases seguintes.

A partir de junho, PF é independente para abrir concurso

Publicado em março deste ano, o Decreto nº 9.739 do Governo Federal trouxe novas regras para a autorização de concursos públicos federais. Uma das regras trazidas pelo documento é a independência da Polícia Federal.

Ou seja, a PF não precisará mais solicitar a abertura de concursos ao Ministério da Economia, tendo autonomia para abrir as suas seleções.  De acordo com o decreto, o diretor-geral da PF será o responsável por definir os atos de pessoal e de ingresso na corporação.

Isso poderá agilizar os processos e novas seleções. As regras entram em vigor no dia 1º de junho e, no caso da PF, valerá apenas para a área policial - na administrativa segue necessária a solicitação de concurso ao Ministério da Economia.

Você sabe estudar para concursos públicos? Descubra!

Resolva o quiz sobre planejamento de estudos!

Maior carência na PF é para o cargo de agente

Atualmente, a maior demanda da Polícia Federal é para o cargo de agente. Faltam, ao todo, 2.425 profissionais na carreira, que costuma ter grande procura pois exige nível superior em qualquer área. Escrivão e delegado são postos que também contam com uma grande carência.

O primeiro cargo precisa de 970 servidores para reposição do quadro. Enquanto para delegado, o número chega a 680 cargos vagos. As carreiras de perito e papiloscopista vêm logo atrás com déficit de 130 e 125 profissionais, respectivamente.

Confira abaixo o número de cargos vagos e a quantidade de vagas do último concurso:

Carreira Cargos vagos Vagas do edital 2018
Agente 2.425 180
Escrivão 970 80
Delegado 680 150
Perito 130 60
Papiloscopista 125 30

 

Concursos para a Segurança: prepare-se!

O concurso para a PF é um dos mais procurados, na área de Segurança. No entanto, outras seleções estão previstas este ano para o segmento. Abaixo, confira um resumo das seleções previstas!

Acesse o grupo no Telegram





Comentários