Concurso PF: plano de estudos para agente, escrivão e papiloscopista

Está se preparando para o concurso da PF? A autorização foi publicada, por isso, confira um plano de estudos para os cargos de agente, escrivão e papiloscopista.

02/05/2018 03:54 | Atualizado: 02/05/2018 06:54

02/05/2018 03:54 | Atualizado: 02/05/2018 06:54
A tendência é que as provas do concurso PF aconteçam em agosto ou setembro, tendo em vista que o edital da Polícia Federal, com 500 vagas, está previsto para sair até junho. Tendo essas previsões por base, os candidatos que começarem a estudar agora terão erca de cinco meses de preparação. Esse tempo é suficiente para chegar à avaliação em condições de disputar uma vaga, segundo o especialista em em concursos e criador do site Mentalidade Concurseira, Marcus Silva.
 
A pedido da FOLHA DIRIGIDA, ele preparou um planos de estudos para quem vai disputar as vagas de agente, escrivão e papiloscopista, todos destinados a quem possui graduação em qualquer área. Quer conferir a planilha completa para organizar ainda melhor a sua preparação? Fica ligado no final desta matéria.

Concurso PF foi autorizado na sexta, 20

A tão aguardada autorização do concurso da Polícia Federal foi publicada no Diário Oficial da União na sexta-feira, dia 20. A distribuição das 500 vagas foi confirmada pelos cinco cargos já esperados, sendo todos de nível superior. A próxima etapa será escolher a banca organizadora.

Confira a distribuição das 500 vagas do concurso Polícia Federal

Agente - 180 vagas;
Delegado - 150 vagas;
Escrivão - 80 vagas;
Perito - 60 vagas;
Papiloscopista - 30 vagas;
 
Quer sair na frente nos estudos para agente da PF? Acesse curso e boa preparação!
 
A Polícia Federal já trabalha na elaboração do edital. A previsão é para que o documento seja divulgado no primeiros emestre, ou seja, até junho. O  ministro Raul Jungamann informou que tudo já está praticamente encaminhado para a realização do concurso, sendo as pendências agora de natureza administrativa .
 
prepare-se para o concurso PF com plano de estudos
Prepare-se para a PF com plano de estudos (Foto: Divulgação)

Especialista explica como utilizar plano de estudos na preparação

Segundo Marcus Silva, com técnicas de estudo, é possível superar o tempo curto até a prova. Uma das que ele indica é a estratégia do nivelamento, em que as matérias (nesse caso, as do último concurso) são classificadas nas categoria "sei mais", "sei mais ou menos" ou "sei menos/nada sei".
 
 
"Desta forma, deve-se partir logo para o estudo dos itens que o candidato sabe menos, seguindo-se para os itens que ele sabe mais ou menos e finalizando-se com o estudo dos itens que ele sabe mais", explica Marcus Silva. Dessa forma, afirma o especialista, o candidato estuda de forma equilibrada e percebe que evolui em sua preparação. "Esta percepção tem dois efeitos: o real, dado que o nivelamento realmente acontece na prática; e o psicológico, que vai estabilizando o lado emocional do candidato", completa.
 
Os planos preparados por Marcus Silva têm 24 horas de estudos semanais. Os domingos são dedicados ao descanso ou para estudar o que não tiver condições de ser visto ao longo da semana. Para agente, o especialista deu destaque a Português e Raciocínio Lógico pelo fato de, no último concurso, 50% dos pontos da prova para o cargo abordarem essas matérias.

Acesse editais de concursos anteriores da PF

 Estude com provas anteriores da PF
download de provas da pf

Marcus Silva recomenda muitos exercícios

Raciocínio semelhante foi aplicado na grade de estudos para escrivão, onde o destaque foi para Português, Informática, Arquivologia, Direitos Penal e Processual Penal, que juntas representaram mais de 60% da última prova. No plano de papiloscopista, os destaques são Português e Informática, porém, pelo fato de haver 15 matérias, a distribuição delas pelo tempo de preparação é mais pulverizada.
 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...