Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso PF: distribuição das vagas será questionada em reunião

Concurso PF: distribuição das vagas será questionada em reunião

A distribuição das vagas do concurso PF será tema de reunião da Fenapef com o diretor-geral da PF, Rogério Galloro.

A distribuição das vagas do concurso PF será questionada ao diretor-geral da Polícia Federal, delegado Rogério Galloro. Isso acontecerá em reunião da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) com o titular da corporação, na próxima terça-feira, dia 17. 
 
A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA pelo presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, nesta quarta, 11. "Iremos nos reunir com o diretor-geral pela manhã e depois com a Diretoria de Gestão de Pessoas. Um dos itens da pauta é a distribuição das vagas do concurso, bem como previsão de divulgação do edital", informou Boudens, destacando que até agora o que foi passado à federação é que a portaria autorizativa e o edital sairão este semestre.
 
 
Concurso PF será discutido em reunião da Fenapef com Rogério Galloro, diretor-geral
Concurso PF recebeu autorização extraoficial (Foto: Divulgação)
A reunião da direção-geral com a Fenapef é resultado de ofício encaminhado pela federação e que questionou a distribuição das vagas do concurso. Em nota, a Fenapef revelou a distribuição das vagas que teve conhecimento em fevereiro. 
 
A PF teria o desejo de preencher 180 vagas de agentes, 150 de delegado, 80 de escrivão, 60 de perito e 30 de papiloscopista.
 
Esse número, porém, não está fechado e exatamente essa informação que a federação deseja ter acesso na próxima terça, 17. 
 
Está à procura de cursos para agente da PF? 

Confira a atual distribuição das vagas do concurso PF

Agentes - 180 vagas;
Delegado - 150 vagas;
Escrivão - 80 vagas;
Perito - 60 vagas;
Papiloscopistas - 30 vagas;
Confira E-book especial sobre concurso PF

O que preciso para participar do concurso PF?

Podem concorrer às carreiras de agente, escrivão e papiloscopista da PF quem possui qualquer graduação ou curso de tecnólogo. A corporação exige ainda carteira de habilitação na categoria B ou superior. Os ganhos para os três cargos são de R$12.441,26, chegando a R$12.980,50 no ano que vem, quando os selecionados já deverão estar em atividade. 
 
 
Para delegado, a exigência é graduação em Direito e carteira de habilitação na categoria B. Para perito, o requisito é graduação em áreas específicas, além, também, da carteira de habilitação. As áreas do perito, entretanto, ainda não foram reveladas. A remuneração é de R$23.130,48 para os dois cargos, chegando a R$24.150,74 no ano que vem. A PF contrata pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia. 
 
Sonha com o cargo de delegado da PF? Acesse  curso!

Concurso PF servirá para dobrar efetivo

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, já informou que o concurso PF servirá para duplicar o efetivo da Polícia Federal nas fronteiras do país. 

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações