Concurso PF 2020: presidente da ADPF confirma pedido para 3 mil vagas

O presidente da Associação Nacional dos Delegados, Edvandir Paiva, confirmou um aumento no pedido de vagas. A estimativa é de 3 mil cargos.

Novidades no concurso PF 2020. O presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Edvandir Paiva, deu uma declaração nesta quarta-feira, 29, indicando que o pedido enviado pela corporação contempla 3 mil vagas para uma nova seleção.

"Sobre o concurso da Polícia Federal, o nosso diretor-geral pediu mais 3 mil vagas de concurso. Nós esperamos que seja atendido, pelo menos, paulatinamente, abrindo algumas vagas agora e outras depois", disse Edvandir.

A reportagem da FOLHA DIRIGIDA está em contato com a Polícia Federal para confirmar a informação desse pedido de concurso. Até a publicação dessa matéria, porém, não obteve retorno. 

Questionado por FOLHA DIRIGIDA, o vice-presidente da ADPF, Luciano Leiro, confirmou que o pedido para 3 mil vagas está sob análise do Ministério da Economia.

"Elas estão distribuídas por todos os cargos. Nós já temos essa quantidade de vagas, quase que um terço do efetivo total. Há 10.800 policiais hoje e temos 14 mil vagas. Ou seja, a diferença está solicitada pelo diretor-geral", confirmou Leiro à FOLHA DIRIGIDA.

A declaração do presidente da associação foi dada em resposta aos seguidores do jornal Correio Braziliente, no Instagram. Eles o questionaram sobre a perspectiva de concurso na Polícia Federal. Edvandir ainda respondeu a uma pergunta sobre carreira única na PF.

"Eu não acredito em carreira única. Isso significa acabar com o concurso público, um dos instrumentos mais democráticos da República.

Em entrevista ao jornal, Edvandir Paiva comenta que a 'a defasagem prejudica qualquer trabalho da Polícia Federal', após ser questionado sobre a fuga dos presos próximo à fronteira. Vale lembrar que, em fevereiro de 2019, a mesma ADPF informou à FOLHA DIRIGIDA que o déficit da Polícia Federal era de 4.330 servidores.

Presidente da Fenapef cita minuta com 3,6 mil vagas

Recentemente, em conversas com a FOLHA DIRIGIDA, o presidente da federação, Luis Boudens, comentou sobre a possibiilidade de mais de 3 mil vagas serem preenchidas. O representante da federação destacou a sua expectativa por um aval maior do que o previsto.

De acordo com Boudens, a PF enviou, junto ao pedido, uma minuta que solicita a permissão para 3.460 vagas a mais, nessas mesmas áreas. Para o presidente da Fepaef, essa demanda ainda pode ser maior, pois há uma luta, junto ao Governo, para a criação de novos cargos admistrativos. O objetivo é ter um quantitativo de 5 mil vagas.

(Foto: Divulgação)
Edvandir Paiva (a direita) confirma pedido de concurso com 3 mil vagas
(Foto: Divulgação)

Pedido de 3 mil vagas do concurso PF é três vezes maior

A informação de que a Polícia Federal possa ter solicitado um pedido com 3 mil vagas é uma novidade e pega todo mundo de surpresa. Isso porque, anteriormente, haviam sido confirmadas 834 vagas por meio de dois pedidos.

Dessa forma, o novo quantitativo supera em mais de três vezes o anterior. Até o momento, não se sabe a distribuição, mas espera-se que possa contemplas as duas áreas: policial e administrativa.

As 834 vagas até então confirmadas contemplariam a cargos de nível médio e superior. A primeira confirmação veio em junho, quando a Polícia Federal confirmou o envio de pedido de concurso ao Governo, no prazo limite de até 31 de maio.

Em agosto, a diretora de Gestão de Pessoal substituta, Vanessa Gonçalves Leite Souza, informou que a Polícia Federal havia registrado pedido para uma demanda em cargos de níveis médio e superior, das áreas Administrativa e Policial. A informação foi obtida em resposta no Portal de Acesso à Informação

Segundo Vanessa, um dos pedidos de concurso enviado ao Ministério da Economia teria como objetivo de preencher 600 vagas de agente policial, que exige nível superior em qualquer área e carteira de habilitação e proporciona ganhos de R$12.441,26.

Além da área policial, foi confirmado o envio de pedido de concurso para o cargo de agente administrativo, pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luis Antônio Boudens, com exclusividade à FOLHA DIRIGIDA. Segundo Boudens, o pedido da área de apoio foi para 234 vagas.

A carreira de agente administrativo tem como exigência o nível médio, com remuneração de R$4.710,76 mensais. Já para os graduados, poderão ser contempladas várias áreas, com salário inicial de R$5.554,87.

Pedido de concurso PF 2020

Carreira Requisitos Remuneração
Agente administrativo Nível médio completo R$4.710,76
Plano Especial de Cargos da PF Nível superior em várias áreas  R$5.554,87
Agente policial Nível superior em qualquer + CNH R$12.441,26


Conheça os cargos da área de apoio nível superior

A distribuição das 3 mil vagas mencionadas pelo presidente da categoria ainda não foi confirmada, mas, como já adiantado, deverão ser contempladas todas as carreiras. Entre elas, a área de apoio, já confirmada pela própria diretora de pessoal.

A representante da PF confirmou pedido para níveis médio e superior. Para o médio, o cargo será o agente administrativo, enquanto que para os graduados, a oferta ainda não está definida, podendo ser ofertadas carreiras como:

  • Administradores;
  • Arquiteto;
  • Arquivista;
  • Assistente social;
  • Bibliotecário;
  • Contador;
  • Engenheiros;
  • Estatístico;
  • Farmacêutico;
  • Médicos;
  • Nutricionista;
  • Odontólogo;
  • Psicólogo; e outros.

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos para o concurso!

E-books 
Provas para download
Artigos sobre concursos
Editais verticalizados
Vídeos com dicas