Folha Dirigida Entrar Assine

Polícia Civil-RN: saiba como foram as provas do último concurso

Saiba como foram as provas do último concurso Polícia Civil-RN para delegado, escrivão e agente de polícia.

Com edital previsto para sair ainda este ano, o concurso da Polícia Civil-RN promete atrair muitos candidatos. Por isso, os interessados em concorrer a uma das 307 vagas devem intensificar os estudos e o edital anterior pode ser uma referência. 

Publicado em 2008, o documento contemplou as mesmas carreiras que serão concorridas no novo concurso: delegado, escrivão e agente de polícia. Todas exigem formação completa de nível superior. 

Na época, foram concorridas 438 vagas, sendo 107 de escrivão, 263 de agente e 68 de delegado. As remunerações eram de R$7.957,18 para delegado e R$2.085,78 para as demais carreiras. Hoje os valores já chegam a R$12 mil.

Concurso PC-RN é prioridade e banca sai este mês, diz secretário

Último concurso da PC-RN teve seis etapas de avaliação 

Sob organização do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), o último concurso da PC-RN foi composto por seis etapas de avaliação: 

  1. prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  2. prova discursiva, de caráter eliminatório;
  3. avaliação física, de caráter eliminatório, exceto para o cargo de escrivão;
  4. prova prática, de caráter eliminatório, somente para o cargo de escrivão
  5. exame psicotécnico, de caráter eliminatório; e
  6. Curso de Formação, de caráter eliminatório. 

Provas objetivas

No exames de múltipla escolha, os candidatos do concurso PC-RN 2008 tiveram cinco horas, no máximo, para responder a 100 questões. Foram 30 itens de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. 

A parte de Conhecimentos Básicos abrangia as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Informática e Atualidades. Já na parte específica os tópicos variaram entre os cargos, conforme o programa do edital. 

Cada questão do exame acertada valia 1 ponto. Foram reprovados e eliminados do concurso aqueles que obtiveram notas inferiores a: 

  • 15 pontos em Conhecimentos Básicos;
  • 35 pontos em Conhecimentos Específicos; 
  • 50 pontos no conjunto das provas.

Aqueles que alcançaram pontuação acima do mínimo estabelecido em cada parte do exame tiveram as suas provas discursivas corrigidas. Essa etapa foi realizada no mesmo dia da prova objetiva. 

⇔ Provas para Download ⇔

Provas discursivas

As provas discursivas foram aplicadas na mesma data do exame de múltipla escolha, contudo foram corrigidas somente as dos candidatos aprovados na objetiva e classificados em até a cinco vezes o número de vagas para cada cargo. 

O exame valia até 10 pontos consistiu em um texto narrativo, descritivo ou dissertativo de, no máximo, 30 linhas. O tema poderia abordar qualquer área de conhecimento prevista no programa de provas do edital. Confira quais foram os temas de cada cargo cobrados em 2008:

Escrivão e agente - Aspectos criminais do estatuto da criança e do adolescente
Delegado - Limites da investigação no Brasil por organismos estranhos à polícia

Como evitar a eliminação em provas discursivas de concursos?

Avaliação física

Essa etapa foi destinada somente aos candidatos a delegado e agente de polícia. Os concorrentes foram submetidos aos seguintes testes: 

  • teste dinâmico de barra com 5 repetições para candidatos do sexo masculino;
  • teste estático de barra de 15 segundos para candidatas do sexo feminino;
  • flexão abdominal em 1 minuto (35 repetições para homens e 26 para mulheres);
  • corrida de 12 minutos (2.100m para homens e 1.600m para mulheres). 

Prova prática 

A terceira etapa do concurso foi aplicada somente aos candidatos a escrivão e consistiu na elaboração de uma planilha no Excel, que deveria ser convertida em uma tabela para uso em um documento do Word e, posteriormente, enviada por meio de correio eletrônico (Outlook). 

O exame valia até 10 pontos e foi realizado no Office 2003 (mais recente naquela época). O candidato precisava estar apto para digitar em qualquer tipo de teclado. Foram eliminados os candidatos que obtiveram nota inferior a 5 pontos. 

Os habilitados nessas primeiras etapas foram convocados para as avaliações seguintes, que compreenderam o teste psicotécnico e o curso de formação. O primeiro foi realizado pelo próprio Cespe, sendo o candidato considerado recomendado ou não-recomendado. 

Os recomendados foram convocados para participar do Curso de Formação Profissional Policial. O número de pessoas chamadas respeitou os seguintes critérios:

  • para delegado foram convocados os classificados até a 90.ª posição; 
  • para agente foram os classificados até a 320.ª; e
  • para escrivão chamaram até 130.ª posição.

O curso de formação foi realizado pela Academia de Polícia Civil . Para não ser eliminado nesta fase era preciso obter média de 6 pontos, no mínimo, em todas as disciplinas do Plano de Curso. 

(Foto: Sesed Assecom)
Concurso PC-RN terá 307 vagas de nível superior
(Foto: Sesed Assecom)​​​​​

Concurso Polícia Civil-RN muda comissão pela terceira vez neste ano

Banca do próximo concurso PC-RN sai este mês

Em entrevista à rádio Jornal 96 concedida no final de agosto, o secretário adjunto de Administração do RN e presidente da comissão do concurso para a Polícia Civil, Ediran Teixeira, disse que a banca deverá ser escolhida ainda em setembro. 

Em sua fala, Teixeira afirma a seleção é prioridade do Governo. O edital tem previsão para ser divulgado logo após a escolha da banca, devendo ocorrer entre os meses de outubro e novembro. 

Serão concorridas 307 vagas, todas de nível superior, conforme a tabela a seguir:

Carreira Nº de vagas Remuneração inicial
Delegado 41 R$12.303,27
Escrivão 26 R$3.022,11
Agente de polícia 240 R$3.022,11


Enquanto aguarda a realização do concurso, a PC-RN tem déficit de mais de 3 mil policiais. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol-RN), a instituição trabalha com apenas 26% do efetivo que é considerado ideal.

Mais de 400 policiais poderão se aposentar nos próximos anos

O déficit abrange os cargos de delegado, escrivão e agente. Nenhumas dessas carreiras possui edital de concurso ainda vigente. Por isso, a Polícia Civil só poderá repor o déficit quando homologar os resultados da próxima seleção. 

Comentários