Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso PC-RN é prioridade e banca sai este mês, diz secretário

Secretário de Administração e presidente da comissão do concurso Polícia-RN reforça que banca será definida em 30 dias.

Com edital confirmado para este ano, o concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte deverá ter novidades divulgadas nas próximas semanas. O secretário adjunto de Administração do Estado, Ediran Teixeira, confirmou que a seleção é prioridade do Governo e que banca será definida em 30 dias. 

A declaração foi dada em entrevista postada nas redes sociais da Associação dos Delegados de Polícia Civil-RN (Adepol-RN) na sexta-feira, 30. Teixeira é o presidente da comissão do concurso PC-RN.

Como já adiantado, o edital tem previsão para ser divulgado logo após a escolha da banca. Isso poderá ocorrer entre os meses de outubro e novembro, dependendo de como transcorrerem os trâmites internos. 

Edital terá 307 vagas em cargos de nível superior

O concurso Polícia Civil-RN vai ofertar um total de 307 vagas, segundo informações da delegada-geral da instituição, Ana Cláudia Saraiva. As oportunidades serão todas de nível superior, nas seguintes carreiras:

Carreira Nº de vagas Remuneração inicial
Delegado 41 R$12.303,27
Escrivão 26 R$3.022,11
Agente de polícia 240 R$3.022,11

A oferta para a carreira de agente anunciada recentemente pela delegada é maior que o esperado. Antes eram previstas 235 vagas. 

Não é por acaso que o concurso para a Polícia Civil é prioridade do governo do Rio Grande do Norte. Sem editais em validade, a instituição já acumula mais de 3 mil cargos policiais desocupados. 

De acordo com o sindicato da categoria (Sinpol-RN), a instituição trabalha com apenas 26% do que é considerado ideal. O déficit atinge as três carreiras que serão contemplados no próximo edital. 

. Mais de 400 policiais poderão se aposentar nos próximos anos

Confira material de preparação para concursos

Último concurso foi realizado há 11 anos

O último concurso da Polícia Civil-RN foi realizado em 2008 e ofertou 438 vagas. As oportunidades foram distribuídas também pelas carreiras de escrivão (107), agente (263) e delegado (68). A banca organizadora escolhida na época foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB).

Os candidatos tiveram que passar por provas objetivas e discursivas sobre conhecimentos básicos e específicos, além de avaliação física para os cargos de delegado e agente, prova prática para escrivão, exame psicotécnico e curso de formação.

⇔ Provas para Download ⇔





Comentários