Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso Polícia Civil-RJ 2019: o que sabemos dos editais

Tudo sobre o concurso Polícia Civil-RJ 2019. Confira perguntas e respostas mais comuns sobre o edital.

O edital mais aguardado por futuros servidores no Rio de Janeiro em 2019 é, sem dúvidas, para o concurso Polícia Civil-RJ. Na verdade, mais de um edital será publicado, já que o concurso terá 1 mil vagas para diversos cargos.

O que tem atraído muitos interessados são as oportunidades, pois há cargos do nível fundamental ao superior, com o menor salário passando de R$4 mil mensais. Além dos benefícios e status que a carreira proporciona.

Para ajudar a todos que estão se preparando para esse concurso, a FOLHA DIRIGIDA montou um Perguntas Frequentes da seleção, respondendo à maioria das dúvidas que chegam diariamente em nossos canais.

Se você não teve a sua dúvida respondida, comenta lá no final deste conteúdo que tentaremos atender o quanto antes. Combinado?

Concurso da PC-RJ terá mil vagas em diversos cargos (Foto: Governo do Estado)
Concurso da PC-RJ terá mil vagas em diversos cargos até o final de 2019
(Foto: Governo do Estado)

O que você vai encontrar nessa matéria?

  1. Quantas vagas foram autorizadas ao todo?
  2. Quando saem os editais da Policia Civil-RJ?
  3. Quais serão os cargos do concurso PC-RJ?
  4. O que caiu no último concurso para cada cargo?
  5. Quais serão as etapas do concurso?
  6. Como deverá ser o TAF para cada cargo?
  7. Como funciona o teste psicotécnico da PC-RJ?
  8. Todos os cargos têm porte de arma?
  9. Qual a diferença entre inspetor e investigador?
  10. Qual a diferença entre auxiliar e técnico de necropsia?
  11. Para o técnico de necropsia, tem que ter o curso técnico?
  12. Para o concurso de auxiliar de necropsia, é necessário ter curso?
  13. Existe altura mínima para os cargos?
  14. Tem idade limite para fazer o concurso da PC-RJ?
  15. Há chances de ter também prova discursiva?
  16. Quais exames são solicitados?
  17. Existe promoção para os policiais civis?
  18. Quem estuda para investigador consegue fazer a prova de inspetor?
  19. Com a Reforma da Previdência mais vagas deverão surgir?

Quantas vagas foram autorizadas ao todo?

O concurso da Polícia Civil-RJ foi autorizado pelo governador Wilson Witzel, oficialmente, no dia 7 de junho. A seleção ofertará 1.000 vagas. A comissão permanente do concurso já foi formada.

Quando saem os editais da Polícia Civil-RJ?

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o secretário da Polícia Civil-RJ, Marcus Braga, informou que todos os editais do concurso saem até dezembro de 2019.

O motivo do atraso em relação a data proposta anteriormente, julho, é por conta dos termos de referência que precisarão ser refeitos. Os projetos foram desenvolvidos quando a previsão do concurso ainda era 96 vagas, autorizadas no governo anterior. 

O chefe da corporação também confirmou que o edital para delegado deverá ser o primeiro a sair.

Quais serão os cargos do concurso PC-RJ?

As 1.000 vagas para esse concurso estão distribuídas da seguinte forma:

Delegado de polícia

► Número de vagas: 100
► Requisitos para o cargo: Para se candidatar será preciso ter diploma de Bacharel em Direito.
► Remuneração e informações gerais: A jornada de trabalho é de 40 horas por semana. A remuneração é R$18.747,95, e esse valor já inclui o auxílio-alimentação.

Além desse valor inicial, também terá o adicional de atividade perigosa, o adicional por tempo de serviço, gratificação por habilitação profissional e gratificação de atividade técnico-científica de nível superior.

Perito legista

► Número de vagas: 100
► Requisitos para o cargo: para concorrer o requisito é nível superior em Medicina, Odontologia, Farmácia ou Bioquímica.
► Remuneração e informações gerais: a remuneração é de R$10.149,45, valor já inclui o auxílio-alimentação.

Inspetor

► Número de vagas: 500
► Requisitos para o cargo: é preciso ter o nível superior em qualquer área e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B.
► Remuneração e informações gerais: R$6.280,31, valor que inclui o auxílio-alimentação.

Mensalmente, também está incluso o adicional de atividade perigosa, o adicional por tempo de serviço, gratificação por habilitação profissional e gratificação de atividade técnico-científica de nível superior.

Investigador

► Número de vagas: 100
► Requisitos para o cargo: O nível superior foi declarado inconstitucional no dia 4 de setembro (entenda o caso aqui!). A escolaridade está a confirmar, após decisão do TJ-RJ. 
► Remuneração e informações gerais: a remuneração inicial é R$5.740,38, valor que já inclui o auxílio-alimentação.

Por mês, os policiais civis também recebem adicional de atividade perigosa e adicional por tempo de serviço. Além de gratificação por habilitação profissional e gratificação de atividade técnico-científica de nível superior.

Perito Criminal

► Número de vagas: Para o cargo de perito criminal serão ofertadas 60 vagas.
► Requisitos para o cargo: Para concorrer a esse cargo é preciso ter nível superior em alguma dessas áreas:  Engenharia, Informática, Farmácia, Veterinária, Biologia, Física, Química, Economia, Ciências ou Agronomia.
► Remuneração e informações gerais: A remuneração é de R$10.149,95, esse valor já inclui o auxílio-alimentação.

Técnico policial de necropsia

► Número de vagas: 80
► Requisitos para o cargo: nível médio completo. Não é necessário ter curso técnico para concorrer a esse cargo e nem carteira de habilitação.
► Remuneração e informações gerais: a remuneração dos técnicos de necropsia é R$5.277,59.

O valor, acima da média para a escolaridade, já inclui o auxílio-alimentação de R$264. Por mês, os policiais civis também recebem adicional de atividade perigosa e adicional por tempo de serviço.

Estude para o concurso de técnico de necropsia

Auxiliar policial de necropsia

► Número de vagas: 60
► Requisitos para o cargo: nível fundamental completo. Não há a necessidade de curso especial ou carteira de habilitação.
► Remuneração e informações gerais: a remuneração do auxiliar de necropsia da PC-RJ é R$4.506,27. Esse valor já inclui o auxílio-alimentação de R$254.

Mensalmente, os policiais civis também recebem adicional de atividade perigosa; adicional por tempo de serviço; gratificação por habilitação profissional e gratificação de atividade técnico-científica de nível superior.

enlightenedSaiba como comprovar nível fundamental de auxiliar?

O que caiu no último concurso para cada cargo?

Antes de você conferir o que foi cobrado nos concursos passados, na FOLHA DIRIGIDA você acessa todos os editais anteriores da Polícia Civil e também as provas daqueles concursos.

Delegado

Última prova em 2012 e a banca organizadora foi a Funcab. As etapas foram:

1. Prova Objetiva Preliminar:

  • Direito Penal – 20 questões
  • Direito Proc. Penal – 20 questões
  • Direito Administrativo – 20 questões
  • Direito Constitucional – 20 questões
  • Direito Civil - 10 questões
  • Medicina Legal – 10 questões

2. Prova Discursiva Específica:

  • Direito Penal – 4 questões
  • Direito Proc. Penal - 4 questões
  • Direito Administrativo – 4 questões
  • Direito Constitucional – 4 questões
  • Medicina Legal – 4 questões
  • Direito Civil – 4 questões

3. Prova Oral

Perito Legista

Última prova foi em 2011, organizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A prova cobrou:

  • Língua Portuguesa – 30 questões
  • Conhecimento específicos – 70 questões

Perito Criminal

Última prova foi em 2013, com banca organizadora o IBFC. 

  • Língua Portuguesa – 30 questões
  • Conhecimentos Específicos – 70 questões 

Investigador

Última prova foi em 2005, sob responsabilidade da banca Fundação Cesgranrio.

  • Língua Portuguesa – 30 questões
  • Noções de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional) – 30 questões
  • Noções de Informática – 10 questões

Inspetor

Última prova em 2012, organizada pela banca Fundatec.

  • Língua Portuguesa – 30 questões
  • Conhecimentos Específicos – 50 questões
  • Conhecimentos básicos de informática – 20 questões

enlightenedSeu cargo será o de inspetor? Confira 9 dicas de estudo!

Técnico Policial de Necropsia 

Última prova foi em 2009, organizada pela FGV.

  • Língua Portuguesa – 20 questões
  • Conhecimentos de Anatomia e Fisiologia Humanas – 40 questões

enlightened  Estude online para técnico de necropsia com o Projeto Aprovação

Auxiliar Policial de Necropsia 

Última prova foi em 2002, organizada pela Faepol.

  • Noções Básicas de Biologia e Anatomia Humanas – 30 questões
  • Língua portuguesa – 20 questões
  • Matemática – 10 questões

enlightened Confira dicas para estudar para auxiliar e técnico de necropsia

Quais serão as etapas do concurso?

A diretora da Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol), delegada Renata Teixeira, confirmou que haverá duas fases de seleção para cada cargos, conforme determina a lei. São elas:

1ª fase: provas de conhecimentos, exame psicotécnico, exame médico e prova de capacidade física.
2ª fase: curso de formação profissional, com apuração de frequência, aproveitamento e conceito.

A exceção é para os cargos que solicitam provas de títulos e para o delegado, que possui outras etapas, como a prova oral. Vale destacar que todos deverão passar pelo curso de formação, que será mais uma etapa do concurso, logo, reprova também. Então é preciso ter bastante dedicação para passar nessa etapa também.

enlightenedProfessora ensina como estudar Língua Portuguesa
enlightened Professor dá dicas de Informática para o concurso

Baixe edital verticalizado para auxiliar e técnico de necropsia da PC-RJ 2019

Como deverá ser o TAF para cada cargo?

A seguir, você confere as tabelas de acordo com o último edital de cada cargo. É importante ressaltar que, como são com base nos editais anteriores, alguma cobrança pode ser alterada no concurso de 2019.

Perito Legista

Para candidatas do sexo feminino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de Resistência

1.800 metros

14 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

22 segundos


Para candidatos do sexo masculino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de Resistência

2.200 metros

14 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

20 segundos

Perito Criminal

Para candidatas do sexo feminino:

TESTE FÍSICO

ÍNDICE MÍNIMO

TEMPO MÁXIMO

Flexão de cúbitos (braços)

15 repetições

1 minuto

Flexão Abdominal

20 repetições

1 minuto

Corrida de Resistência

1.600 metros

12 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

22 segundos


Para candidatos do sexo masculino:

TESTE FÍSICO

ÍNDICE MÍNIMO

TEMPO MÁXIMO

Flexão de cúbitos (braços)

25 repetições

1 minuto

Flexão Abdominal

25 repetições

1 minuto

Corrida de Resistência

2.000 metros

12 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

20 segundos

Delegado

Não foram encontradas as últimas informações do TAF no edital

Investigador

Para candidatas do sexo feminino:

TESTE FÍSICO

INDICE MÍNIMO

TEMPO MÁXIMO

Corrida de meio fundo

1.800 metros

12 min.

Corrida de velocidade

100 metros

20 seg.


Para candidatos do sexo masculino:

TESTE FÍSICO

INDICE MÍNIMO

TEMPO MÁXIMO

Corrida de meio fundo

2.200 metros

12 min.

Corrida de velocidade

100 metros

18 seg.

Inspetor

Para candidatas do sexo feminino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Flexão abdominal

25 repetições

1 minuto

Flexão de cúbitos (braços)

20 repetições

1 minuto

Corrida de Velocidade

100 metros

22 segundos

Corrida de Resistência

2.000 metros

12 minutos


Para candidatos do sexo masculino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Flexão abdominal

30 repetições

1 minuto

Flexão de cúbitos (braços)

30 repetições

1 minuto

Corrida de Velocidade

100 metros

20 segundos

Corrida de Resistência

2.400 metros

12 minutos

Técnico policial de necropsia

Para candidatas do sexo feminino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de Resistência

1.800 metros

14 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

22 segundos

Para candidatos do sexo masculino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de Resistência

2.200 metros

14 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

20 segundos


Auxiliar policial de necropsia

Para candidatas do sexo feminino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de de Meio Fundo

1.800 metros

12 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

20 segundos

Para candidatos do sexo masculino:

Teste Físico

Índice Mínimo

Tempo Máximo

Corrida de Meio Fundo

2.200 metros

12 minutos

Corrida de Velocidade

100 metros

18 segundos


enlightenedComo se preparar para o TAF da PC-RJ 2019? 

Como funciona o teste psicotécnico da PC-RJ?

O exame psicotécnico, de caráter eliminatório, consistirá em testes psicológicos para apurar as características cognitivas, de aptidões emocionais, motivacionais e de personalidade necessárias. Isso em conformidade com o perfil profissiográfico estabelecido para o exercício do cargo, que implica o porte de arma de fogo.

Todos os cargos têm porte de arma?

Uma das maiores dúvidas de quem vai prestar esse concurso é se todos os cargos tem porte de arma. O porte de arma de fogo no âmbito do Estado do Rio de Janeiro é inerente aos policiais civis, aos policiais militares e aos bombeiros militares. O que inclui os cargos desse concurso da PC-RJ. 

Qual a diferença entre inspetor e investigador?

Anteriormente, para concorrer ao cargo de investigador, era necessário o nível médio de escolaridade, passando a exigir o nível superior. Entretanto, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) julgou como inconstitucional a lei que altera a escolaridade de investigador da Polícia Civil-RJ para nível superior.

Para inspetor é preciso ter o nível superior, não importa a área de formação. Para ambos ainda é necessária a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B.

A remuneração para os cargos é diferente. Para inspetor é R$6.280,31 e para investigador é R$5.740,38. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$264. Em relação às funções, os cargos também diferem e quem define isso é a Lei 3.586/01, que estrutura a corporação.

O investigador policial integra o grupo de agentes policiais estadual de investigação e prevenção criminal assim como o cargo de inspetor. Entretanto, de acordo com a lei, a carreira de investigador é subordinada imediatamente aos inspetores.

Os investigadores são responsáveis por exercer trabalhos relacionados ao transporte de autoridades, garantindo-lhes a segurança, a condução de viaturas policiais, ostensivas ou não.

Também realizam trabalhos relacionados à produção de fotografias, atua na escolta e conduta de pessoas presas nas carceragens e xadrezes policiais, assim como registra a existência de bens e valores de pessoa recolhidas em unidades policiais.

Já os inspetores de polícia são responsáveis por exercer atividades, envolvendo supervisão, coordenação, orientação e controle de chefias de policiais civis.

Assim como assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais também estão entre as atribuições.



Qual a diferença entre auxiliar e técnico de necropsia?

Enquanto o inspetor e investigador possuem o mesmo nível de escolaridade, não é o caso do auxiliar e técnico. Para auxiliar policial de necropsia o nível fundamental é exigido e a remuneração é de R$4.506,27.

O técnico policial de necropsia exige o nível médio e tem remuneração de R$5.277,59. Nenhum dos cargos exige a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). As atribições constam na Lei 3.586/01.

Os auxiliares de necropsia são responsáveis por exercer atividades de natureza repetitiva relacionadas à remoção, lavagem e asseio de cadáveres, limpeza e conservação de necrotérios, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições.

Já os técnicos de necropsia são responsáveis, segundo a legislação, por exercer atividades de natureza repetitiva relativa à execução de trabalhos operacionais-complementares, na área de anátomo-patologia; o que abrange a realização de necropsia e dissecação de cadáveres, sob supervisão direta de peritos policiais. Assim como conservação do material técnico, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições. 



Para o técnico de necropsia, tem que ter o curso técnico?

Não. O cargo de técnico policial de necropsia exige apenas o nível médio de escolaridade. Todo o conhecimento para execução da função de técnico de necropsia será ensinado no curso de formação da Acadepol.

Para o concurso de auxiliar de necropsia, é necessário ter curso?

Não. O cargo de auxiliar policial de necropsia exige apenas o nível fundamental de escolaridade. Todo o conhecimento para execução da função de auxiliar de necropsia será ensinado no curso de formação da Acadepol, assim como no caso do técnico policial de necropsia.

Existe altura mínima para os cargos?

Não. A Polícia Civil não exige altura mínima.

Tem idade limite para fazer o concurso da PC-RJ?

Também não há um limite. O requisito é idade mínima de 18 anos. A idade máxima para prestar concurso é a da aposentadoria, ou seja, é possível até 65 anos.

Há chances de ter também prova discursiva?

As etapas do concurso já foram confirmadas pela diretora da Acadepol, e não incluem a prova discursiva.

“O concurso será composto por duas fases. A primeira é uma prova de conhecimentos, exame médico, exame psicotécnico e prova de capacidade física”, afirmou a delegada Renata Teixeira.

Na segunda fase, a delegada afirma que será o curso de formação realizado na Acadepol.

Outro ponto para não se preocupar com alterações é a questão da situação de recuperação fiscal do Rio De Janeiro, segundo O Especialista da FOLHA DIRIGIDA, professor Alexandre Prado. Ele explica que qualquer alteração no modelo do concurso ocasionaria em um custo maior para a execução, logo, são poucas as chances de ter essa etapa.

Quais exames são solicitados?

Os exames médicos solicitados são informados de acordo com a publicação do edital pela banca organizadora. No ato de sua publicação no Diário Oficial, deve-se verificar se o candidato atende a todos os requisitos ali solicitados.

Existe promoção para os policiais civis?

Segundo o capítulo IV da Lei 586/01 fala sobre a promoção na corporação da Polícia Civil-RJ: "Art. 22 - As promoções dos policiais civis serão realizadas, sempre, no dia 21 de abril, e no dia 29 de setembro, pelos critérios de antiguidade e merecimento, conforme se dispuser no Estatuto dos Policiais Civis e seu Regulamento, observada a existência de cargos vagos e na forma das linhas de progressão dispostas em Anexo desta Lei".

Não existe promoção de um cargo para o outro, como de técnico para inspetor. Para cada cargo é preciso fazer um concurso público específico.

Quem estuda para investigador consegue fazer a prova de inspetor?

Sim! Para investigador, no último concurso foi cobrado: Língua Portuguesa – 30 questões; Noções de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional) – 30 questões; Noções de Informática – 10 questões.

Para Inspetor, as disciplinas foram: 30 questões de Língua Portuguesa, 20 perguntas de Conhecimentos Básicos de Informática, 50 de Conhecimentos Específicos (Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal e Leis Penais Especiais, Direito Processual Penal).

O Especialista, professor Alexandre Prado, acredita que os programas devem ser parelhos para os cargos, afinal, ambos exigem escolaridade de nível superior completo. Dessa forma, é possível sim aproveitar o estudo de um para o outro. Entretanto, não deixe de comparar os conteúdos na hora de estudar.

Com a Reforma da Previdência mais vagas deverão surgir?

Provavelmente sim, pois os servidores que já colecionarem condições legais para se aposentar poderão dar entrada no pedido. Isso acarretará em um maior número de vacâncias no órgão. 



Comentários