Exclusivo! Polícia Civil-RJ confirma concurso para delegado 2018

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, a subchefia administrativa da Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou o concurso para delegado.

Agora é oficial! Com exclusividade à FOLHA DIRIGIDA, a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro confirmou que o novo concurso para delegado foi autorizado. A informação foi passada pela subchefe administrativa da corporação, Gisele Pereira, em entrevista nesta sexta-feira, 29. O concurso terá 16 vagas iniciais para o cargo.

Segundo Gisele Pereira o edital do concurso já está em elaboração e a licitação para escolha da banca em andamento. A autorização do concurso Polícia Civil-RJ para delegado foi publicada no Diário Oficial do Estado de quarta-feira, 27. O despacho do governador Luiz Fernando Pezão, no entanto, só trouxe o número do processo. Nas redes sociais, começou a circular a informação de que se tratava do concurso para delegado do Rio de Janeiro.

Leia a entrevista completa com a delegada Gisele Pereira

Gisele Pereira, subchefe administrativa da Polícia Civil-RJ, confirma concurso para delegado 2018
Gisele Pereira, subchefe administrativa da Polícia Civil-RJ, confirma o 
novo concurso para delegado 2018 (Foto: Bruna Somma)


O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindpol-RJ), Márcio Garcia, chegou a afirmar à FOLHA DIRIGIDA que a publicação do Diário Oficial se referia à nova seleção para ingresso na corporação. A confirmação da corporação só foi feita nesta sexta, 29, por meio da entrevista.

Com a autorização, servidores serão designados a formarem comissão para escolha da banca organizadora do concurso. Somente após a escolha da instituição, o edital poderá ser finalizado e publicado.

→ Saiba como funcionam os concursos públicos em 13 passos

Acesse cursos preparatórios da Faepol para delegados: 





Concurso Polícia Civil-RJ para delegado: remuneração de R$18 mil

O cargo de delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro exige nível superior em Direito. A remuneração é de R$18.157,73, já incluído o auxílio-alimentação de R$264. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

Ainda de acordo com a subchefe administrativa da Polícia Civil, a previsão de contratação dos novos delegados do estado do Rio de Janeiro é 2019. Gisele Pereira ainda afirmou que o concurso segue mesma estrutura de 2012 e que todas as etapas mantidas.

Desde 2013, o concurso Polícia Civil-RJ para delegado estava previsto e aguardava a autorização do governo estadual. O então diretor de Recrutamento e Seleção da corporação, Georges Toth Junior, chegou a afirmar que seriam oferecidas 117 vagas para carreira. "Foram solicitadas 100 vagas, sendo que 17 sobraram do último concurso, realizado em 2012, já que chamamos todos os excedentes”, afirmou em entrevista concedida em 2014.

O último concurso para delegado de polícia, realizado há seis anos, visou ao preenchimento de 100 vagas. A banca organizadora foi a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, discursivas e orais, exames psicotécnicos, de capacidade física e médico. Além do curso de formação, com provas de investigação social e de títulos. 

Quer curso preparatória para o concurso Polícia Civil-RJ para delegados? 

Déficit da Polícia Civil do Rio de Janeiro chega a 15 mil agentes

A Lei estadual 699/1983 determina que a Polícia Civil do Rio de Janeiro apresente 23 mil agentes. O estado, entretanto, só conta com 8 mil policiais, hoje em dia. Isso representa uma carência de 15 mil profissionais. A corporação ainda tem que lidar com precárias condições de trabalho, assim como falta de manutenção das viaturas.

A intervenção federal na Segurança Pública do Estado foi vista como uma possível solução para o quadro de pessoal da Polícia Civil. O chefe de Gabinete da Intervenção, Mauro Sinott, chegou a afirmar que o aumento do efetivo em órgãos de Segurança seria prioridade na gestão do interventor federal, general Braga Netto.

Em visita à Academia de Polícia no dia 19 de junho, o secretário de segurança, general Richard Nunes, reafirmou a necessidade de realização de capacitações e da regularidade de concursos públicos para a corporação. “Nós precisamos de regularidade de ingresso nos Recursos Humanos da Polícia Civil”, disse.

Acompanhado do chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa, foram discutidos vários projetos que, segundo Nunes, serão levados ao gabinete da intervenção militar. As informações foram publicadas no Twitter da PC-RJ no mesmo dia.