Concurso Polícia Civil-AL: deputada reforça pedido por novo edital

A deputada Jó Pereira (MDB) reforçou ao governo a necessidade de um novo edital para o concurso Polícia Civil-AL, na última terça, 29.

Na última terça-feira, 29, o plenário da Assembleia Legislativa do Alagoas discutiu e votou oito matérias, dentre elas a indicação nº 218/2019. De autoria da deputada Jó Pereira (MDB), o texto é uma solicitação ao Governador do Estado para a realização do novo concurso Polícia Civil-AL, além de seleções para a área da Segurança.

De acordo com a matéria, o objetivo é estruturar as delegacias e dar uma melhor qualidade na elaboração dos inquéritos policiais. Para isso, o governo precisa realizar o concurso Polícia Civil-AL. Segundo a deputada, os cargos que apresentam maior carência são os de delegado de polícia, psicólogo e de assistente social

"Com a contratação destes profissionais, as investigações, interrogatórios e inquéritos policiais serão elaborados com mais qualidade, sem contar no melhor atendimento ao usuário", destacou.

O cargo de delegado está previsto no novo concurso da PC-AL. No entanto, as vagas para psicólogo e de assistente social não têm uma previsão. Mas, segundo a deputada, precisam ser criadas, considerando a demanda por profissionais destas áreas.

Servidores das áreas de Psicologia e Assistência Social fornecem um grande suporte para as vítimas mais vulneráveis, como idoso, criança, adolescente, mulher vítima de violência e deficientes", diz parte do texto.

Concurso Polícias Civil-AL está confirmado (Foto: Marcio Ferreira/Agência Alagoas)
Concurso Polícia Civil-AL tem 300 vagas previstas
(Foto: Marcio Ferreira/Agência Alagoas)

 

Em agosto deste ano, durante uma coletiva de imprensa, o governador Renan Filho falou sobre as próximas seleções para a área de Segurança. Para o concurso Polícia Civil-AL, o chefe do Executivo Estadual confirmou que serão oferecidas 300 vagas.

A seleção vai contar com oportunidades nos cargos de agente e delegado, conforme adiantado por FOLHA DIRIGIDA. O governador ainda informou que, deste total, 40 vagas serão para a carreira de delegado.

Em junho deste ano, FOLHA DIRIGIDA antecipou que o edital do concurso da Polícia Civil de Alagoas será divulgado neste segundo semestre. Durante a coletiva, Renan Filho voltou a confirmar este prazo.

Inicie seus estudos

Já no fim de setembro, o concurso Polícia Civil-AL voltou a ser tema de reunião no governo. Na ocasião, o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) e membros da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol) se reuniram com o governador para falar sobre a seleção e outros itens.

A diretoria do Sindpol defendeu a realização do concurso Polícia Civil-AL regionalizado, ressaltando que, desta forma, o candidato já saberá onde irá trabalhar. Ainda sobre a seleção, o governo afirmou que tem o objetivo de lançar o edital do concurso ainda esse ano. No entanto, faltam alguns ajustes e detalhes.

Para ser delegado da Polícia Civil-AL é preciso ter nível superior em Direito. O vencimento atual ainda não foi divulgado. Em 2012, quando foi realizada a última seleção, o valor inicial era de R$12.593,22.

Já o cargo de agente de polícia tem o nível superior e a Carteira de Habilitação como exigências. O ganho inicial da carreira é de R$3.800, podendo chegar a R$10.763,58 com as progressões por tempo de serviço e por cursos de formação. 

Concurso Polícia Civil-AL não supre déficit, diz sindicato

De acordo com o Sindpol-AL, as 300 vagas anunciadas pelo governo só suprem 10% do déficit do efetivo. Por isso, a categoria solicita 1.500 vagas ao Governo do Alagoas.

Em nota divulgada em seu site oficial, o grupo informa que a instituição tem apenas 1.607 agentes de polícia para atender toda a população alagoana, o que representaria uma proporção de um agente para cada 2.070 pessoas.

" Sindpol-AL alerta que a falta de efetivo traz graves prejuízos à sociedade, prejudicando o desempenho da investigação e elucidação dos crimes, o que fortalece a criminalidade, além de oferecer danos ao atendimento e acolhimento às vítimas de violência, bem como impede o combate à violência", diz em nota.

Ainda de acordo com o sindicato, a recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) é de um policial para cada 250 habitantes. Já a Lei Estadual, que disciplina o quantitativo de policiais civis nas delegacias, fixa o número de 4.536 profissionais.

Em 2016, quando a Delegacia Geral da Polícia Civil-AL solicitou ao Gabinete Civil a abertura do concurso, foram pedidas 300 vagas, mas o número incluía também o cargo de escrivão, que não foi mencionado pelo governador nos últimos anúncios. Seriam 200 vagas de agente, 20 de delegado e 80 para escrivão.

Comentários