Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

PM-TO: edital passa pelos últimos ajustes

PM-TO: edital passa pelos últimos ajustes

Em breve, o Estado de Tocantins terá um grande concurso público para cargos de ensino médio e superior. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM-TO), o edital do processo seletivo está passando por trâmites burocráticos. Por isso, a tendência é que as regras e o cronograma não demorem muito para serem divulgados.

Em breve, o Estado de Tocantins terá um grande concurso público para cargos de ensino médio e superior. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM-TO), o edital do processo seletivo está passando por trâmites burocráticos. Por isso, a tendência é que as regras e o cronograma não demorem muito para serem divulgados.
 
A PM-TO não confirmou data de liberação do edital e de realização das provas. A expectativa é de que sejam ofertadas 1 mil vagas para o Curso de Formação de Praças (soldados) e 40 para o Curso de Formação de Oficiais. Do total de cada cargo, 10% são destinadas para mulheres.
 
Os que concorrerem às vagas no Curso de Formação de Praças precisarão ter, como escolaridade mínima, o ensino médio completo. O salário inicial, neste caso, é de R$4.056,67. Já no caso das vagas para o Curso de Formação de Oficiais, é preciso ter ensino superior em qualquer área e os vencimentos iniciais são de R$7.631,84.
 
A carga horária é diferenciada, dependendo da atividade desempenhada pelo profissional. Segundo a assessoria de imprensa da PM-TO, as atribuições dos soldados, em geral, estão ligadas à execução de atividades planejadas pelo comando da corporação. Já os oficiais atuarão em funções de chefia e direção dos diversos órgãos e atividades que compõe a estrutura organizacional da polícia.

Novos policiais militares terão oportunidades de qualificação

 
Segundo a assessoria de imprensa da PM-TO, o fortalecimento da Segurança Pública por meio de políticas que vão desde a capacitação de servidores até a aquisição de bens, equipamentos e armamento tem sido prioridade do governo nos últimos anos. À FOLHA DIRIGIDA, o órgão informou que a inclusão de novos policiais militares, por meio do concurso público, é essencial para dar continuidade à renovação do efetivo. Ainda segundo a assessoria, como nas gestões anteriores não foram realizados concursos com grande quantidade de vagas, o efetivo já se encontrava reduzido.
 
O novo concurso para a PM-TO será realizado em um momento no qual o país, como um todo, enfrenta uma grave crise econômica. No entanto, em vez de adiar a realização do processo seletivo, como alguns estados no país têm feito, sob a alegação de falta de verbas, o governo optou por investir no fortalecimento de seu efetivo. Segundo a assessoria da PM- TO, o concurso público é outro projeto que a atual gestão aplica buscando a renovação de seus quadros e o atendimento das demandas de policiamento do Estado.
 
Os candidatos que conquistarem uma das vagas no próximo concurso para a PM-TO, além de um emprego estável e com boa remuneração, terão ótimas oportunidades de qualificação. Segundo a assessoria de imprensa, durante a carreira, são ofertados diversos cursos. Alguns são necessários para ascender na carreira hierárquica e outros ofertados de maneira voluntária, onde o policial militar agrega conhecimento para utilizar na atividade administrativa ou operacional. Mais da metade do atual efetivo já passou por algum desses cursos.
 
Para que os interessados em disputar as vagas para praças e oficiais do concurso para a Polícia Militar de Tocantins (PM-TO) possam saber um pouco mais sobre a corporação, a FOLHA DIRIGIDA Online disponibiliza abaixo, na parte anexos, a lei nº 2.578. Ela dispõe sobre o Estatuto dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Estado do Tocantins.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações