Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Apesar do atraso, governador confirma concurso da PM-TO

Com novo presidente, a comissão do concurso da Polícia Militar do Tocantins - PM-TO, dá continuidade aos preparativos para a publicação do edital prevista para 25 de agosto.

Com novo presidente, a comissão do concurso da Polícia Militar do Tocantins  dá continuidade aos preparativos para a seleção. Em solenidade realizada nesta quinta, 25 de agosto, em homenagem ao Dia do Soldado, o governador do Tocantins, Marcelo de Carvalho Miranda, afirmou que o concurso segue confirmado e que os últimos ajustes estão sendo feitos no edital, para a abertura do mesmo em setembro. Inicialmente, a previsão era de que o edital fosse divulgado no último dia 25, o que acabou não ocorrendo. Aa comissão do concurso foi formada em janeiro e, desde então, tem promovido ações para a realização da seleção. Serão oferecidas mil vagas para o Curso de Formação de Soldados (CFSD) e 40 vagas para o Curso de Formação de Oficiais (CFO).
 
Segundo o comandante-geral da PM, coronel Glauber de Oliveira Santos, o concurso é necessário há muito tempo e tem por objetivo compor o quadro de efetivos, reforçando, assim, o policiamento do estado. Além disso, suprirá novas carências da instituição devido às próximas aposentadorias, ampliando em aproximadamente 25% o número atual de funcionários públicos. “Estamos satisfeitos porque o concurso da PM está se tornando uma realidade, a comissão trabalha para finalizar as diretrizes da elaboração do edital que em breve será divulgado”, enfatiza o coronel Glauber.

O último concurso realizado da PM de Tocantins foi realizado em 2013, organizado pela Consulplan. Naquela seleção, foram ofertadas 300 vagas para soldados, sendo 270 para homens e 30 para mulheres. O requisito era nível médio, escolaridade que deverá ser mantida, com vencimento inicial de R$3.057,77, mais auxílio-alimentação. Foi confirmado que os valores para o concurso de 2016 que serão reajustados.

Alguns dos outros requisitos eram ter idade mínima de 18 anos e idade máxima de 30 anos, altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino. O concurso foi composto de prova objetiva e discursiva, exame de capacidade física, avaliação psicológica, exames médicos e odontológicos, investigação social e curso de formação.
 
No dia 26 de agosto, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado, o governador sanciou duas leis que alteram as regras para ingresso na PM, bem como estabelece outras medidas relativas ao concurso público que será realizado. De acordo com a publicação, o QPPM é constituído por Praças da carreira de combatentes, admitidos mediante concurso público para ingresso na Graduação de Aluno-Soldado PM, podendo alcançar a Graduação de Subtenente.

Já o Quadro de Praças Especialistas – QPE será constituído por Praças, admitidas mediante concurso público específico, na área técnica de música, para ingresso na Graduação de Aluno Soldado PM, podendo alcançar a Graduação de Subtenente PM; e o Quadro de Praças de Saúde – QPS fica constituído por Praças, admitidas mediante concurso público específico, na área técnica de enfermagem e de radiologia, e outras especialidades técnicas de saúde, para ingresso na Graduação de Aluno-Soldado PM, podendo alcançar até a Graduação de Subtenente PM.

Agora para se tornar soldado, como já é exigido em diversos outros estados, os candidatos precisam ter Carteira Nacional de Habilitação – CNH, permissão válida para dirigir ou comprovante de aprovação junto ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, no mínimo na categoria “B”. O acesso inicial aos Quadros de Praças se dá na designação hierárquica de Aluno-Soldado, onde receberá e auxílio financeiro mensal no valor de R$ 800,00.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações