Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Comandante geral diz que concurso para soldado depende de atualização de lei

O próximo concurso público para a carreira de soldado da Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) depende de uma atualização na Lei de Ingresso da Polícia Militar (LC 1.224/2013), que deve ser enviada nas próximas semanas à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). “Ela está sendo apresentada e tem que ser votada. É uma questão, espero, de poucos meses para isso acontecer”, afirmou em entrevista à FOLHA DIRIGIDA o comandante geral da PM, coronel Ricardo Gambaroni. O texto fixa regras para o ingresso e evolução dentro da corporação, além de alterar o quadro de servidores, atualmente fixado em 36.947 vagas, no caso de soldado. Projetos do gênero costumam tramitar rapidamente. Na última atualização da lei de ingresso, em 2013, foram menos de 36 dias entre a entrada da proposta na Alesp e a sanção da lei.  

O próximo concurso público para a carreira de soldado da Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) depende de uma atualização na Lei de Ingresso da Polícia Militar (LC 1.224/2013), que deve ser enviada nas próximas semanas à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). “Ela está sendo apresentada e tem que ser votada. É uma questão, espero, de poucos meses para isso acontecer”, afirmou em entrevista à FOLHA DIRIGIDA o comandante geral da PM, coronel Ricardo Gambaroni. O texto fixa regras para o ingresso e evolução dentro da corporação, além de alterar o quadro de servidores, atualmente fixado em 36.947 vagas, no caso de soldado. Projetos do gênero costumam tramitar rapidamente. Na última atualização da lei de ingresso, em 2013, foram menos de 36 dias entre a entrada da proposta na Alesp e a sanção da lei.

Com a aprovação da nova lei a expectativa de Gambaroni é de que o novo concurso seja rapidamente autorizado pelo Governador Geraldo Alckmin. “Saindo a lei isso (a autorização) já está quase que no automático”, completou o comandante geral.

De acordo com o setor de Alistamento e Seleção do órgão, a expectativa é que o edital seja publicado ainda no primeiro semestre desse ano. A seleção ofertará duas mil vagas para soldado e já possuía uma autorização do governador de São Paulo, cedida em fevereiro de 2015. Na ocasião foram liberadas 3.741 vagas. Sendo que duas mil delas foram destinadas ao último concurso, realizado em maio de 2015. As 1.741 vagas restantes se juntaram as aposentadorias e exonerações previstas, totalizando a oferta de duas mil vagas. No entanto, como a autorização tinha validade de apenas um ano, expirando no mês passado. Com o atraso no concurso, esta foi a primeira vez, desde 2013, que a PM não publicou dois editais de concurso no ano.

O cargo de soldado conta com vencimentos de R$2.929,27, já incluso o adicional de insalubridade, no valor de R$571,51. A exigência é de ensino médio completo, CNH nas categorias “A” ou “B” e altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres, além de idade entre 18 e 30 anos. A seleção será constituída de prova objetiva, redação, testes físicos e testes psicológicos, além de investigação social, por se tratarem de órgãos da área de segurança.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações