Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Autorização para 1.900 vagas da PM/SP nos próximos dias

O pedido de concurso para 1.900 vagas de soldado da Polícia Militar de São Paulo deve ser encaminhado para aprovação do governador Geraldo Alckmin nos próximos dias. Com isso, a PM pretende publicar o edital até o início de abril. O concurso será destinado a todo o  estado e para ambos o sexos, podendo participar interessados de 18 a 30 anos, com ensino médio completo e carteira nacional de habilitação a partir da categoria "B". Homens devem ter estatura mínima de 1,65m e mulheres, de 1,60m. A remuneração inicial é de R$2.427,38, valor que inclui o adicional de insalubridade de R$497,60.

O pedido de concurso para 1.900 vagas de soldado da Polícia Militar de São Paulo deve ser encaminhado para aprovação do governador  Geraldo Alckmin nos próximos dias. Com isso, a PM pretende publicar o edital até o início de abril. O concurso será destinado a todo o estado e para ambos o sexos, podendo participar interessados de 18 a 30 anos, com ensino médio completo e carteira nacional de habilitação a partir da categoria "B". Homens devem ter estatura mínima de 1,65m e mulheres, de 1,60m. A remuneração inicial é de R$2.427,38, valor que inclui o adicional de insalubridade de R$497,60.

A remuneração varia de acordo com o local de exercício. Os soldados em início de carreira que atuam em cidades com até 500 mil habitantes recebem R$2.242,38. Em cidades maiores, o valor é de R$2.427,38, incluso o valor do adicional de insalubridade. Depois de dois anos, os profissionais recebem aumento, pois passam da segunda para a primeira classe. Atualmente, a diferença é de R$248,68 e R$249,18, segundo o local de exercício. Além do salário, os policiais recebem R$4 de auxílio-alimentação por dia de serviço e assistência médica e odontológica.

No último concurso, em 2011, foram oferecidas 500 vagas para soldado  masculino, disputadas por 50.995 candidatos. O concurso foi composto de seis etapas: prova objetiva, prova de condicionamento físico, exames de saúde, exames psicológico, investigação social, análise de documentos e títulos. A prova objetiva, organizada pela Fundação Vunesp, contou com 50 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 15 de Matemática e 15 de Conhecimentos Gerais (História, Geografia e Atualidades), além de redação.

Para ser aprovado na parte objetiva é necessário acertar, no mínimo, 25 questões e obter, no mínimo, 50 pontos na redação, que vale 100. Além disso, é preciso classificar-se entre a quantidade limite de convocados, expressa no edital de abertura. O teste físico costuma solicitar a execução de flexão, abdominal, corrida de 50 metros e corrida de 12 minutos. Após aprovação, o soldado faz curso de
formação de um ano.

Segundo a chefe da Seção de Planejamento da Divisão de Alistamento e Seleção da corporação, capitão Adriana Nunes, não haverá mudanças relevantes no conteúdo programático. Ao que tudo indica, a organizadora será a Fundação Vunesp, responsável pela primeira fase dos concursos de soldado efetivo, temporário e oficial da corporação.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações