Concurso PM-SC divulga resultado final da avaliação psicológica

Saiu o resultado final da avaliação psicológica do concurso PM-SC, que conta com mil vagas para soldados. Ao todo, 1.500 foram aprovados.

Os candidatos do concurso PM-SC já podem conferir o resultado final da avaliação psicológica. O documento foi publicado na última terça-feira, 5, no site do “Instituto Carlos Augusto Bittencourt (Incab), banca organizadora.

Com a assinatura do coronel da Polícia Militar e presidente da comissão geral de concursos, Luciano Walfredo Pinho, o resultado final traz a lista dos participantes considerados aptos e os recursos aceitos, habilitando estes concorrentes. Desta forma, 1.500 candidatos estão aprovados no exame.

A terceira etapa do concurso PM-SC, foi alvo de questionamentos por parte dos candidatos, após a publicação do resultado do exame psicológico. Dos 3 mil convocados para os exames, cerca de 1.400 garantiram a aprovação, em um primeiro momento.

Com a reprovação de quase 50% dos candidatos, no último dia 2 de outubro, deputados questionaram o rigor excessivo aplicado ao teste psicotécnico do concurso da Polícia Militar.

"O problema teria sido a exigência de que os testes corroborassem as 22 características do exame psicotécnico, uma exigência fora da curva normal dos exames", argumentou Ricardo Alba (PSL).

Ainda segundo deputado, no concurso de 2015, os candidatos foram aprovados cumprindo 13 das 22 características exigidas. 

"Nos concursos da Polícia Federal o percentual de cumprimento fica entre 40% a 70%", comparou Alba, que previu uma onda de ações judiciais contra a exigência.

Além do exame psicológico, o concurso PM-SC contou com provas objetivas, redação, investigação social, exame toxicológico, avaliação de saúde e teste físico.

Concurso PM-SC oferece mil vagas (Foto: Prefeitura de Florianópolis)
Sai resultado final da avaliação psicológica do concurso PM-SC
(Foto: Prefeitura de Florianópolis)

 

Concurso PM-SC pode ser alvo de CPI

concurso PM-SC para soldados pode ser alvo de uma CPI. No dia 17 de outubro, foi lido, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), o requerimento do deputado Kennedy Nunes (PSD) para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Ao todo, 13 deputados assinaram o pedido pela CPI, com o objetivo de apurar possíveis irregularidades no concurso da PM-SC. De acordo com o presidente da Alesc, o deputado Julio Garcia (PSD), o requerimento será encaminhado para a Procuradoria Jurídica da Assembleia.

Somente após o posicionamento da Procuradoria, a presidência decidirá se acata ou não o pedido para a instalação da CPI. Conforme o requerimento, o alvo da investigação será o concurso aplicado pelo Incab.

No requerimento, Kennedy Nune aponta que dados colhidos pelos candidatos indicam que houve várias irregularidades no processo. Além disso, o parlamentar afirma que há "forte suspeita" que o Incab atue, também, como Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab).

Embora ambas tenham CNPJs diferentes, elas possuem sede em Niterói-RJ, tendo como patrono o professor Carlos Augusto Aguiar Bittencourt Silva. No entanto, segundo o parlamentar, a Funcab é alvo de ações judiciais por fraude em concursos públicos, estando proibida de atuar como banca examinadora em alguns estados.

Na fundamentação do pedido, o deputado também aponta relatos como:

  • Possíveis irregularidades em questões da prova;
  • Aplicação de conteúdo que não constaria no edital;
  • Candidatos que não foram revistados e teriam realizado o exame com relógios e celulares;
  • Possível falta de correção da redação;
  • Candidatos ausentes que teriam recebido nota.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Segundo a Agência de Notícias da Alesc, assinaram o requerimento para a instalação da CPI os deputados: Ana Campagnolo (PSL), Fabiano da Luz (PT), Felipe Estevão (PSL), Jessé Lopes (PSL), Laércio Schuster (PSB), Luciane Carminatti (PT), Marcius Machado (PL), Marcos Vieira (PSDB), Marlene Fengler (PSD), Mauro de Nadal (MDB), Neodi Saretta (PT), Sargento Lima (PSL) e Sérgio Motta (Republicanos).

Conforme o Regimento Interno da Alesc, a CCJ terá o prazo de duas reuniões ordinárias para se pronunciar sobre o requerimento apresentado pelo deputado.

Concurso PM-SC tem ganhos de R$4,8 mil

concurso PM-SC para soldados teve seu edital publicado em junho deste ano, com uma oferta de mil vagas. Desse total, 800 foram destinadas a candidatos do sexo masculino e 200 a candidatas do sexo feminino.

Entre os requisitos estava: idade mínima de 18 e máxima de 30 anos; nível superior em qualquer área de formação; altura mínima de 1,65m para homens e de 1,60m para mulheres. A CNH em qualquer categoria também foi exigida.

Nas primeiras etapas, os candidatos foram avaliados por provas objetiva e discursiva (redação). Para a aprovação era preciso obter, no mínimo, 50% dos pontos. Ao todo, mais de 13 mil foram habilitados, mas somente 3 mil foram convocados para a terceira fase.

enlightenedDescomplique a sua aprovação em concursos públicos!enlightened

Após a terceira etapa, será publicado o resultado final do concurso. Até o momento, a publicação segue prevista para o próximo dia 8 de novembro. Com a homologação, a seleção ficará válida por dois anos, cabendo prorrogação por igual período.

Os aprovados serão convocados para o Curso de Formação de Soldados (CFSd), que terá duração de, aproximadamente, oito meses. O curso ocorrerá na escola do Centro de Aperfeiçoamento de Praças, em Florianópolis.

A remuneração para os soldados, após a aprovação no curso de formação, será de R$3.842,20. Os aprovados receberão ainda até R$739,62 referente à Indenização por Regime Especial de Serviço Ativo (Iresa) e mais R$12 de auxílio-alimentação. Desta forma, os ganhos podem chegar a R$4.845,82.

Comentários