Concurso PMERJ: saiba tudo sobre o último edital para soldados

O novo concurso PMERJ despertou seu interesse? O último edital para soldados pode ser um bom guia para os estudos. Veja os detalhes!

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) já deu início aos preparativos do novo concurso para soldados. A confirmação foi dada com exclusividade à FOLHA DIRIGIDA pelo porta-voz da corporação, coronel Mauro Fliess, no fim de janeiro. De acordo com ele, a expectativa é que a autorização para o edital seja publicada ainda em 2019.

Isso porque o governador do Rio, Wilson Witzel, já demonstrou interesse em reforçar os quadros da PMERJ. Em entrevista coletiva no início de seu mandato, o chefe do executivo adiantou a pretensão de realizar concursos anuais com 2 mil vagas para soldados.

“Todo ano faremos concurso público para 2 mil policiais”, disse o governador em coletiva, no dia 5 de janeiro.

Por mais que o concurso ainda esteja nos estágios iniciais, os interessados na carreira de soldado da PMERJ já devem começar os estudos. Especialistas indicam que a preparação antecipada aumenta as chances de aprovação.

Um dos melhores materiais de estudo pode ser o edital do concurso anterior. Por isso, preparamos um resumo com tudo o que você precisa sobre o último concurso para soldados da Polícia Militar do Rio de Janeiro, realizado em 2014. A banca organizadora foi a Exatus.

Baixe o edital do último concurso PMERJ:

É importante destacar que o novo edital deve passar por modificações em função do intervalo de tempo de cinco anos. O conteúdo programático das provas, por exemplo, terá que ser atualizado. A estrutura do concurso, no entanto, deve ser mantida.

Vagas

O edital do concurso PMERJ foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro no dia 5 de junho de 2014. Ao todo, foram oferecidas 6 mil vagas para soldados.

Desse quantitativo, 5.400 foram para homens e 600 para mulheres. Em decorrência da natureza do cargo não há reserva de vagas para deficientes físicos.

Do total de oportunidades, 20% foram destinadas aos candidatos que se autodeclararam negros ou índios na inscrição.

Requisitos e salários

Para se candidatar ao cargo de soldado da PMERJ foi preciso ter idade entre 18 e 30 anos (até a data limite do período de inscrição); ensino médio completo ou estar concluindo até a data prevista em edital para a fase de pesquisa social.

Ainda foi exigido ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e altura mínima de 1,65 metros para homens e 1.60 metros para mulheres.

PM do Rio de Janeiro prepara novo concurso para soldados
(Foto: Divulgação/PMERJ)

 

Durante o curso de formação, os ganhos do soldado são de R$2.213,62. Após a formatura, o valor passa ao vencimento inicial de R$3.452,55.

Os policiais têm direito a benefícios como auxílio-alimentação, assistência médica e odontológica, auxílio-transporte.

Inscrições

As inscrições do último concurso PMERJ foram realizadas exclusivamente pela internet. Para os candidatos que não dispunham de acesso à internet foi disponibilizado polo com computadores.

Primeiro foi necessário preencher uma ficha com todos os dados solicitados. Depois, imprimir o boleto e pagar a taxa de R$100. Apenas membros de famílias de baixa renda puderam solicitar a isenção da taxa de inscrição.

No ato da inscrição, também foi necessário indicar uma cidade para realização das provas objetivas e discursivas. As opções foram: Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Teresópolis e Volta Redonda.

Etapas do concurso

A seleção para soldados foi composta por sete etapas, sendo elas:

  1. Exame intelectual (prova objetiva e redação);
  2. Avaliação psicológica;
  3. Exame antropométrico;
  4. Teste de aptidão física (TAF);
  5. Exame toxicológico;
  6. Exame médico;
  7. Investigação social e documental.

Os aprovados ainda foram submetidos a curso de formação profissional.

Provas objetivas e discursivas

As provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório, foram aplicadas em agosto de 2014, apenas dois meses após a publicação do edital. Durante cinco horas, os candidatos tiveram que responder a 40 questões distribuídas por:

  • Língua Portuguesa – 10 questões;
  • História – 5 questões;
  • Geografia – 5 questões;
  • Sociologia – 5 questões;
  • Informática – 5 questões;
  • Legislação de Trânsito – 5 questões;
  • Direitos Humanos – 5 questões.

Além de elaborar uma redação de 20 a 30 linhas. Foram corrigidas 30 mil provas discursivas. De acordo com o edital, foram aprovados na primeira fase os candidatos que não zeraram em nenhuma disciplina.

Além de alcançarem o mínimo de 50% de aproveitamento nas notas das provas objetivas e discursivas. Na época, concorrentes e professores consideraram que houve uma cobrança exagerada nas avaliações, que exigiam conhecimentos avançados, além do nível médio exigido para o cargo.

As disciplinas citadas como mais complicadas foram História e Informática.

Teste de aptidão física

O teste de aptidão física (TAF), de caráter eliminatório, teve os seguintes exercícios: os homens fizeram tração na barra fixa (duas repetições), 35 abdominais tipo remador e corrida de 2.200 metros em 12 minutos.

Já para mulheres foram cobradas 15 flexões de braços e antebraços, 25 abdominais tipo remador e corrida de 1.800 metros em 12 minutos. 



Comentários