Concurso PM-RJ: mais 500 aprovados são convocados para tomar posse

A Polícia Militar do Rio de Janeiro convocou mais 500 aprovados no concurso de soldado, sendo 450 homens e 50 mulheres.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro convocou mais 500 aprovados no concurso PM-RJ para o cargo de soldado realizado em 2014. O edital de chamamento foi publicado no Diário Oficial do estado na última terça-feira, 26.

Convocação 500 aprovados

Os convocados para incorporação deverão comparecer no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (Avenida Marechal Fontenele, 2.906, Sulacap), no dia 11 de março, às 7h.

Foram chamados candidatos de ambos os sexos, sendo 450 homens e 50 mulheres. É preciso estar atento as exigências, pois a PM-RJ exige que o candidato compareça uniformizado, com enxoval e com a cópia dos seguintes documentos:

  • CPF;
  • Número de PIS/Pasep ou NIT/NIS;
  • Certidão de nascimento, casamento ou divórcio;
  • Carteira de habilitação;
  • Comprovante de residência (com CEP);
  • Documento de identidade;
  • Título de eleitor.

A Polícia Militar informa ainda que o candidato convocado deve ficar atento ao site, diariamente, pois em caso de alteração na data de incorporação o aviso será feito por meio de comunicado.

Ainda segundo a convocação, o candidato que não atender a convocação e suas exigências e será eliminado do concurso. Dessa forma, abrindo a chance de novos candidatos serem convocados, respeitando a ordem de classificação.

PM-RJ chama mais 500 aprovados do concurso de soldado (Foto: Divulgação)
PM-RJ convoca mais 500 aprovados em concurso para soldado
(Foto: Divulgação)

Convocar aprovados é uma das promessas do novo governador

A convocação de mais aprovados no concurso da PM-RJ para o curso de formação faz parte das promessas de campanha do novo governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que em novembro, após ser eleito, afirmou que só dependia de verba para concluir o que prometeu.

Durante entrevista concedida à FOLHA DIRIGIDA, Witzel disse que pretendia chamar mais de três mil soldados ainda em janeiro. No dia 24 de janeiro, o presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), informou que os soldados seriam convocados com recursos da Casa.

A medida foi anunciada após acordo feito com o secretário de Estado de Governo, Gutemberg de Paula Fonseca. A medida também concluia que seriam convocados 195 policiais civis dos concursos de 2014, que não foram chamados por conta da crise financeira.

Na época, o presidente afirmou que solicitaria a alocação de metade do novo efetivo na Baixada Fluminense, considerada como a região que mais tem sofrido com a violência nos últimos anos. "A região tem um déficit imenso de policiais", pontuou. 

“Estamos trabalhando para o dia 18 de fevereiro convocar 500 novos policiais militares. O total de 3 mil serão convocados no decorrer do ano porque o Centro de Formação de Policiais não tem capacidade para receber todos esses soldados em formação”, esclareceu Witzel.

Confira como será o calendário de convocação:

  • Fevereiro: 500 convocações;
  • Abril: 800 convocações;
  • Julho: 450 convocações;
  • Agosto: 450 convocações;
  • Novembro: 400 convocações;
  • Dezembro: 400 convocações.

PM-RJ pode ter novo concurso para soldado

Wilson Witzel já prometeu que pretende reforçar em massa o efetivo das corporações. Em entrevista, ele destacou que pretende convocar mais 3 mil policiais militares em 2020.

Dessa forma, o governador deve autorizar a realização de um novo concurso público. Isso porque não haveria mais cadastro de reserva válido da última seleção.

Realizado em 2014, o último concurso teve 4 mil aprovados. Desse total, 1.300 foram chamados em gestões passadas, e com a chamada de mais 3 mil não resta mais candidatos em condição de serem convocados ao curso de formação.

Para completar a previsão de mais 3 mil chamadas em 2020, sobrarão 3.300 vagas para candidatos de um novo concurso, havendo assim a necessidade por um novo edital. 

Witzel, inclusive, já se mostrou favorável sobre a intenção de realizar concursos anuais. A informação foi confirmada por sua Assessoria de Imprensa, mas ainda não há prazos definidos. 



Comentários