Candidatos fazem nova passeata e recebem apoio do procurador-geral

O procurador-geral de Justiça em exercício, Alexandre Araripe Marinho, comprometeu-se a analisar pessoalmente, junto a um promotor, todas as provas que os candidatos do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) puderem reunir a respeito das alegadas fraudes cometidas durante a realização dos exames. "O procurador-geral nos orientou a fazer um dossiê e encaminhar o documento aos cuidados dele, para análise", disse Anderson Silva, um dos organizadores da manifestação. "Ele prontificou-se a entrar com pedido para anulação das avaliações ou das questões que apresentaram problemas, caso as irregularidades sejam comprovadas."

O procurador-geral de Justiça em exercício, Alexandre Araripe Marinho, comprometeu-se a analisar pessoalmente, junto a um promotor, todas as provas que os candidatos do concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) puderem reunir a respeito das alegadas fraudes cometidas durante a realização dos exames. "O procurador-geral nos orientou a fazer um dossiê e encaminhar o documento aos cuidados dele, para análise", disse Anderson Silva, um dos organizadores da manifestação. "Ele prontificou-se a entrar com pedido para anulação das avaliações ou das questões que apresentaram problemas, caso as irregularidades sejam comprovadas."
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários