Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso PGE-RS está no orçamento, mas edital ainda não tem data

Concurso PGE-RS está no orçamento, mas edital ainda não tem data

O concurso PGE-RS está no Orçamento do Estado para 2019 e órgão não nega intenção de realizar a seleção.

O concurso da Procuradoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul (PGE-RS), embora conste no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) para 2019, ainda não tem datas definidas. Essa é a informação transmitida pelo órgão à FOLHA DIRIGDA nesta sexta-feira, 8. 

Conforme explica a Assessoria de Comunicação, o Estado passa por um contingenciamento de gastos. Por isso, a PGE-RS ainda não pode estabelecer previsão de quando vai divulgar o edital. O órgão, contudo, não negou a intenção de abrir o concurso este ano.

O primeiro passo para realizar a seleção será uma autorização formal do governo. A partir daí a Procuradoria poderá formar uma comissão organizadora e dar início aos preparativos para divulgar o edital. 

♦ Os 13 passos de um concurso público. Entenda!

Quando aberto, a expectativa é que as vagas contemplem cargos dos níveis médio e superior. Vale ressaltar que, embora especule-se sobre a oferta para secretário de diligências, de nível médio, essa carreira foi extinta com a Lei nº 14.668/2014, segundo a PGE-RS. 

PGE-RS (Foto: Divulgação/ PGE-RS)
Concurso PGE-RS está previsto no Orçamento do Estado para 2019
(Foto: Divulgação/ PGE-RS)

Últimos concursos aconteceram há quatro anos

Um fator que reforça a necessidade de concurso para a PGE-RS é que os últimos editais foram publicados em 2014. Em janeiro foi aberta seleção para o quadro geral e em novembro para procuradores. Desse modo, as validades estão próximas de serem expiradas. 

Os dois concursos somaram 82 vagas, sendo 73 distribuídas entre cargos de níveis médio, médio/técnico e superior, e nove para procurador. Os vencimentos variavam de R$2.685,79 a R$18.460,82. 

Todos os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva. Também houve exame discursivo para cargos de nível superior e elaboração de trabalho jurídico para concorrentes a procurador. 

No exame de múltipla escolha para cargos do quadro geral foram aplicadas 50 questões sobre Português, Legislação, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos. Já o exame de procuradores teve 100 questões, sendo 20 de Português e 80 de Conhecimentos Específicos. 






Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações