Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Fiscal do trabalho: sindicato ataca a redução do quadro

Para entidade que representa auditores-fiscais do trabalho, redução do quadro de servidores é uma das facetas do sucateamento da carreira. Segundo sinait, postura vai ao encontro das medidas anunciadas pelo governo na direção de uma reforma trabalhista, com retirada de direitos e aumento da vulnerabilidade dos trabalhadores, como alertaram em manifesto ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Com um déficit de mais de 5 mil auditores, Ministério do Trabalho solicitou concurso para 847 vagas no cargo, que é de nível superior e tem iniciais de R$18.754,20. Faça login e saiba mais! 

Para entidade que representa auditores-fiscais do trabalho, redução do quadro de servidores é uma das facetas do sucateamento da carreira. Segundo sinait, postura vai ao encontro das medidas anunciadas pelo governo na direção de uma reforma trabalhista, com retirada de direitos e aumento da vulnerabilidade dos trabalhadores, como alertaram em manifesto ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Com um déficit de mais de 5 mil auditores, Ministério do Trabalho solicitou concurso para 847 vagas no cargo, que é de nível superior e tem iniciais de R$18.754,20. Faça login e saiba mais! 
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações