Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Fiscal do Trabalho: categoria cobra novo concurso

O Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Sinait) cobrou dos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, do Planejamento, Dyogo Oliveira, e do Trabalho, Ronaldo Nogueira, além do secretário executivo do Ministério do Trabalho (MT), Jânio Macedo, o cumprimento das pautas remuneratória e não remuneratória dos acordos assinados com o governo federal em março. Entre os termos acordados está o compromisso do MT de defender a autorização do concurso para 847 vagas para auditor do trabalho (de nível superior, com remuneração inicial de R$18.754,20), solicitado ao Ministério do Planejamento.

O Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Sinait) cobrou dos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, do Planejamento, Dyogo Oliveira, e do Trabalho, Ronaldo Nogueira, além do secretário executivo do Ministério do Trabalho (MT), Jânio Macedo, o cumprimento das pautas remuneratória e não remuneratória dos acordos assinados com o governo federal em março. Entre os termos acordados está o compromisso do MT de defender a autorização do concurso para 847 vagas para auditor do trabalho (de nível superior, com remuneração inicial de R$18.754,20), solicitado ao Ministério do Planejamento.
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações