Concurso MPU: saiba qual foi a nota de corte da seleção de 2013

No último concurso MPU para técnico em administração, realizado em 2013, nomeados tiveram que acertar 62,5% a mais do que o exigido.

*Matéria atualizada em 22/10/2018, às 10;07

Com provas realizadas no último domingo, dia 21, o concurso MPU atrai milhares de interessados em todo país. Foram esperados 264.924 candidatos - número de faltosos ainda não foi divulgado. Mas, você sabe quantos pontos são necessários para ser nomeado para técnico em administração, de nível médio, no Ministério Público da União?

FOLHA DIRIGIDA fez um levantamento para descobrir essa nota de corte, tendo por base o último concurso, realizado em 2013. O guia foi a região que apresentou mais nomeações no último concurso: o Distrito Federal. A localidade, que inicialmente tinha oferta de 38 vagas para ampla concorrência, registrou 1.154 nomeações durante o prazo de validade, que chegou a quatro anos.

⇒ Saiba o que os candidatos acharam da prova

O último nomeado para a região alcançou 65 pontos. De acordo com o edital, para ser aprovado era preciso de nota superior a 40, no conjunto das provas de Conhecimentos Básicos e Específicos. Isso significa que, em 2013, os nomeados precisaram acertar 62,5% a mais do que o exigido em edital.

No edital atual são necessários 36 pontos na soma das duas provas, quatro a menos que em 2013. Os candidatos precisam ainda de pelo menos dez pontos em Conhecimentos Básicos e 21 na parte específica. 

Concurso MPU está previsto para outubro deste ano (Foto: Reprodução)

 

A tendência é que os números da nota de corte sejam ainda maiores este ano, tendo em vista que o MPU não realizava concurso para técnico em administração desde 2013. Na ocasião, as provas do último concurso MPU foram compostas por 120 questões. As disciplinas foram distribuídas da seguinte maneira: 

Conhecimentos Básicos:

  • Língua Portuguesa;
  • Legislação aplicada ao MPU e ao CNMP;
  • Ética no Serviço Público;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Informática.

Conhecimentos Específicos:

  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Administração;
  • Administração de Recursos Materiais.

Este ano a avaliação também contou com 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Gerais e 70 de Conhecimentos Específicos, distribuídas da seguinte maneira:

⇒ Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa; Acessibilidade; Ética no serviço público; Legislação aplicada ao MPU e ao CNMP; Promoção da Igualdade Racional.

⇒ Conhecimentos Específicos - técnico de administração: Noções de Direito Administrativo; Noções de Direito Constitucional; Noções de Administração; Noções de Arquivologia; Noções de Administração Orçamentária, financeira e orçamento. 

Assista correção da prova de técnico do concurso MPU

Você fez as provas de técnico de administração do concurso MPU neste domingo, dia 21? Se sim, não pode perder a correção do exame, que iniciou às 21h do mesmo dia. Em parceria com o curso Degrau Cultural, FOLHA DIRIGIDA disponibiliza no link a seguir a correção da prova do cargo de nível médio.

Concurso MPU terá mais de 7 mil aprovados em cadastro

O concurso MPU tem oferta de 47 vagas para provimento imediato. Das oportunidades, 11 são para o cargo de técnico de administração, que tem como pré-requisito apenas o ensino médio completo. Os ganhos são de R$7.772,80.

As outras 36 vagas são para analista em direito, carreira destinada aos graduados na área. A remuneração, nesse caso, é de R$12.169,89. Os valores já contam com os R$910,08 de auxílio-alimentação.  

A boa notícia é que o órgão também formará cadastro de reserva com até 7.236 aprovados. O destaque é o Distrito Federal com mais de 4 mil vagas no cadastro. Desse quantitativo, 3.583 oportunidades são para técnico de administração e 1.162 para analista em direito. 

O concurso para MPU contabilizou 264.924 inscrições para os cargos de técnico e analista. Ao todo, foram contabilizados 191.045 concorrentes para as 11 vagas imediatas. Isso representa a relação candidato/vaga de 17.367 para as contratações imediatas.

A carreira de analista em direito, que teve como pré-requisito nível superior na área, contou com 73.879 candidatos. Nesse caso, 2.052 concorrem às 36 vagas para o cargo. Dentre as regiões contempladas, o Distrito Federal foi a que obteve o maior número de inscritos: 133.508. O número de faltosos no exame ainda não foi informado.