Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso MPU: como estudar a quase um mês da prova?

Concurso MPU: como estudar a quase um mês da prova?

A 38 dias das provas do concurso MPU, o coordenador pedagógico da Academia de Concursos, Paulo Estrella, traça estratégia de estudo.

Faltam 38 dias para as provas do concurso MPU. Na contagem regressiva para o dia que pode mudar a vida dos que sonham com o serviço público, muitos concurseiros podem se perguntar: como estudar a quase um mês das provas do Ministério Público da União?

Para ajudar os candidatos na reta final da preparação, o diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, traçou uma estratégia de estudos para o concurso MPU. Ele ressaltou que a organizadora da seleção, o Cebraspe (antigo Cespe/UnB), requer um costume de interpretação das questões e resolução de provas anteriores.

Paulo Estrella, da Academia do Concurso, dá orientações de estudo aos candidatos do concurso MPU (Foto: Divulgação)
Paulo Estrella

Isso porque a banca de Brasília tem um estilo diferente de outras instituições organizadoras. Ao invés das cinco alternativas para cada questão, as provas são compostas por itens em que o concorrente deve julgar como ‘certos’ ou ‘errados’. Esse modelo, na opinião de Paulo Estrella, não permite que “o candidato resolva a prova por eliminação, exigindo mais conhecimento”.

Outra diferença no formato da banca Cespe é a contagem dos pontos nas provas objetivas. Cada erro cometido pelo concorrente anula os pontos de um acerto, enquanto cada marcação correta soma um ponto. Para o coordenador pedagógico da Academia do Concurso, isso valoriza o conhecimento do candidato e inibe os chutes.

“Os erros são punidos pela retirada dos pontos. Por ter essa característica, as provas dessa banca exigem uma preparação bastante focada em questões de provas anteriores para o candidato se acostumar com a linguagem e a profundidade da cobrança”, constatou Paulo Estrella.

Quer garantir a sua vaga no MPU? Saiba como!

Provas do Cebraspe demandam interpretação, diz especialista

Pelos motivos apresentados, o especialista Paulo Estrella acredita que as provas do Cebraspe são as mais complexas de serem feitas. Por isso, demandam uma estratégia de resolução e um costume de interpretação.

“O candidato não tem possibilidades de eliminação, não pode usar o conhecimento para eliminar um item ou outro. Ele terá que julgar todos”, disse. As provas do concurso MPU serão compostas por 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. Veja quais serão as disciplinas cobradas:

 ⇒ Conhecimentos Básicos:

Língua Portuguesa; Acessibilidade; Ética no serviço público; Legislação aplicada ao MPU e ao CNMP; Promoção da Igualdade Racional.

⇒ Conhecimentos Específicos - técnico de administração: 

Noções de Direito Administrativo; Noções de Direito Constitucional; Noções de Administração; Noções de Arquivologia; Noções de Administração Orçamentária, financeira e orçamento. 

⇒ Conhecimentos Específicos - analista em direito: 

Direito Administrativo; Direito Constitucional; Direito do Trabalho; Direito Processual do Trabalho; Direito Civil; Direito Processual Civil; Direito Penal; Direito Processual Penal; Direito Penal Militar; Direito Processual Penal Militar. 

MPU realiza novo concurso para técnicos e analistas
(Foto: Depen)

Candidatos a analista ainda realizarão prova discursiva

Somente os candidatos a analista em direito serão submetidos a exames discursivos. Eles terão que elaborar um texto dissertativo de, no máximo, 30 linhas. O tema dos textos já está definido no edital: Legislação aplicada ao MPU e ao CNMP. 

“É uma prova cansativa e que demanda a resolução de muitas questões”, constatou Paulo Estrella. Para ele, é importante que os candidatos do concurso MPU não estudem apenas pela teoria, mas usem também leituras e resumos.

“É essencial resolver um grande número de questões daquelas disciplinas que o Cespe/UnB tem o costume de colocar na prova. O candidato pode encontrar um ou outro assunto que a banca não produz. Nesses casos, precisa ter uma visão teórica, ler e fazer resumos. Ou seja, entender o conceito geral daquele conteúdo.”

Para os tópicos que o Cebraspe já produziu questões, contudo, a orientação de Paulo Estrella é resolvê-las e avaliar seu desempenho. Confira mais dicas de Paulo Estrella no vídeo a seguir!



Concurso MPU oferece 47 vagas para níveis médio e superior

O Ministério Público da União oferece, neste concurso, 11 vagas para técnico de administração. O cargo teve como pré-requisito o ensino médio completo. Os ganhos são de R$7.772,80.

Há ainda oferta de 36 vagas para analista em direito, destinadas aos graduados na área. A remuneração, nesse caso, é de R$12.169,89. Os valores já contam com os R$910,08 de auxílio-alimentação.  

O MPU também formará cadastro de reserva com 7.236 aprovados. O destaque é o Distrito Federal com mais de 4 mil vagas no cadastro de reserva. Desse quantitativo, 3.583 oportunidades são para técnico de administração e 1.162 para analista em direito. 

As inscrições do concurso MPU foram encerradas na segunda-feira, 10 de setembro, sem prorrogação. As taxas de inscrição, de R$55 para técnicos e R$60 para analistas, no entanto, podem ser quitadas até o dia 1º de outubro. De acordo com o edital, o pagamento será aceito em qualquer banco, casas lotéricas e nos Correios.

As provas objetivas e discursivas do concurso MPU estão marcadas para domingo, 21 de outubro. No dia 8 deste mês, o Cebraspe – banca organizadora – publicará a convocação para os exames. No documento, será informado o dia em que os candidatos poderão consultar os locais onde realização as provas.


Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações