Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso MPU: candidatos consideram provas justas e dentro do edital

Aplicadas neste domingo, 21, as provas do concurso MPU foram tranquilas e sem surpresas para maioria dos candidatos. Veja cobertura completa

Neste domingo, 21 de outubro, as provas do concurso MPU foram aplicadas em todo país. No turno da tarde, mais de 100 mil candidatos a técnico de administração – cargo de nível médio – tentaram uma vaga para o Ministério Público da União. 

No Rio de Janeiro, a Universidade Castelo Branco, no bairro de Realengo, reuniu grande parte dos 21 mil inscritos para a carreira no estado. FOLHA DIRIGIDA esteve por lá para conferir o que eles acharam da prova. 

Acompanhe a correção AO VIVO das provas do concurso MPU

A maioria achou que os exames estavam dentro do esperado e sem grandes surpresas. A candidata Emily de Oliveira considerou justa a cobrança do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), banca organizadora do concurso. “Estava dentro do edital e do padrão Cespe. A parte de Conhecimentos Específicos que estava um pouco mais difícil.”

Provas do concurso MPU (Foto: Bruna Somma)
Provas do concurso MPU reuniram milhares de candidatos no
Rio de Janeiro (Foto: Bruna Somma)

 

Giuli Rei, de 21 anos, também não encontrou nenhum conteúdo que não estivesse especificado no edital. “Achei dentro do esperado, estava tudo conforme estudei”, relatou a concorrente que se preparou há um ano para o concurso do MPU. Ela se interessou pelos salários atraentes de R$7 mil para nível médio. “Quando saiu o edital, apenas revisei os conteúdos”. Já para a estudante de Direito, Fernanda Kelly, 25 anos, a prova foi razoável.

“Foi simples, eles conseguiram cobrar tudo. Não achei nada absurdo. Até as questões de igualdade racial e estatuto da pessoa com deficiência estavam de acordo com o edital. Foi bem nível médio”.

A candidata também participou do concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro e achou a avaliação do MPU mais fácil. “A do TRT foi bem mais confusa”, definiu. Quem compartilhou da opinião foi a microempreendedora, Daiana dos Santos.

“Como é a Cespe, não achei o nível muito pesado. Essa prova foi mais tranquila, comparando com as do TRT e TRE (Tribunal Regional Eleitoral)”, definiu a concorrente as 11 vagas imediatas de técnico de administração.

Candidatos tiveram problemas com locais de prova distantes

As provas objetivas começaram às 15h. De acordo com o edital, os concorrentes poderiam sair após uma hora do início da aplicação. Do lado de fora, parentes e amigos aguardavam ansiosos. Muitos vieram de longe, de cidades como Nova Friburgo, Guapimirim e São Gonçalo.

Concurso MPU: saiba qual foi a nota de corte da seleção de 2013

Moradora de Niterói, Dayanna Rodrigues, de 39 anos, saiu de casa às 11h para conseguir chegar em Realengo a tempo da prova. “A questão dos locais atrapalhou bastante. Mas a prova estava dentro do edital, caiu tudo, não estava difícil”, disse a candidata que chegou ao local de aplicação dos exames de carona com o namorado.

Danielle Teixeira, que mora em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, também teve dificuldade com o deslocamento. Ela optou por utilizar o serviço oferecido por um aplicativo de celular. “Pensei em desistir. Essa situação é ruim porque acaba restringindo para quem não tem condições de pagar um transporte particular”.

Quem estava na mesma situação foi a concorrente Beatriz de Oliveira, de Del Castilho, Zona Norte do Rio. “Me direcionaram para um local totalmente além do que estou acostumada. Sendo que tinha um local ao lado da minha casa”, lamentou.

Mudanças no último edital trouxeram dificuldades no estudo

Em Realengo, provas não registraram
problemas (Foto: Bruna Somma)

As provas do concurso MPU foram compostas por 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. Os candidatos tiveram que julgar sentenças como ‘certas ou erradas’. Na lógica de cobrança do Cebraspe, um erro anula os pontos de um acerto.

Nos exames deste ano, a banca trouxe algumas mudanças em relação ao conteúdo programático do último edital, publicado em 2013. As disciplinas de Administração Financeira e Orçamentária (AFO) e Promoção da Igualdade Racial foram incluídas no programa.

Evelyn Sousa, 28 anos, realizou a última prova do concurso MPU. Ela sentiu maior dificuldade na seleção passada. “Em 2013, foram mais conteúdos cobrados do que agora, tiraram Informática, por exemplo”, detalhou.

Antes da divulgação do edital deste ano, a candidata Daniele de Castro baseou seus estudos na última prova para o Ministério Público da União. “Como o edital mudou, isso dificultou, porque estava estudando pela última prova. AFO achei mais difícil porque é uma matéria mais trabalhada”, disse a engenheira de formação.

Estephan Almeida teve opinião contrária. “O Cespe continua com o mesmo nível de dificuldade. A mesma coisa”, relatou o concorrente que se inscreveu para as vagas do Distrito Federal.

“Fiz prova no Rio, mas estou concorrendo para Brasília. O maior número de vagas para cadastro de reserva é de lá, onde chama mais. Fiz uma escolha estratégica”, concluiu. E você, o que achou das provas do concurso MPU? Conte para gente nos comentários!

Concurso MPU: gabaritos saem na terça-feira, 23

No turno da manhã, às 8h, foram aplicadas as provas do concurso MPU para os inscritos a analista em Direito. Além de responderem as 120 questões, eles também tiveram que elaborar uma redação - texto dissertativo com, no máximo, 30 linhas. Para todos os candidatos, os gabaritos e cadernos de questões serão publicados na terça-feira, 23 de outubro, no site do Cebraspe

Abaixo, veja cronograma com as próximas etapas do concurso para técnicos e analistas do MPU:

Etapa Data
Divulgação dos gabaritos preliminares 23 de outubro
Recursos contra os gabaritos

24 a 25 de outubro

Resultado final das provas objetivas e resultado provisório das provas discursivas 7 de novembro

 

No vídeo abaixo, saiba o que fazer após as provas do concurso público:

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Comentários