Sai edital do concurso MP-RS para promotor com ganhos de R$25,8 mil

Saiu o edital do concurso do Ministério Público do Rio Grande do Sul para promotor. São 15 vagas imediatas com ganhos de R$25,8 mil.

Foi publicado nesta terça-feira, 7, o edital do concurso do Ministério Público do Rio Grande do Sul para promotor. A seleção visa o provimento de 15 vagas para o cargo de promotor de justiça. Os ganhos iniciais são de R$25.851,96.

Para ser promotor no Rio Grande do Sul é preciso ter bacharel em Direito e três anos de experiência na área jurídica. Além disso, é preciso ser brasileiro, estar em dia com as obrigações militares (para homens) e eleitorais, gozar dos direitos políticos e possuir sanidade física e mental.

Do total de vagas, 11 são destinadas à ampla concorrência, uma para pessoas com deficiência e três para candidatos negros.

As inscrições poderão ser feitas pelo site do MP-RS entre os dias 9 de janeiro a 7 de fevereiro. O valor da taxa de inscrição é de R$272,71 e o pagamento deve ser efetuado até o último dia de inscrição.

Pessoas com deficiência com renda per capita de até 1,5 salário poderão solicitar isenção da taxa. O formulário para solicitação está disponível no anexo III do edital e deve ser entregue entre os dias 9 a 15 de janeiro via SEDEX ou carta registrada ao MP-RS.

O endereço da unidade de concursos do órgão para entrega dos formulários de isenção é na Rua General Andrade Neves n. 106, 14º andar, Centro, Porto Alegre- RS - CEP 90010-210.

O concurso MP-RS terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

MP-RS
Sai edital do concurso MP-RS para promotor
(Foto: Divulgação)

Concurso MP-RS terá 6 etapas

O concurso do Ministério Público do Rio Grande do Sul será composto por seis etapas. Confira:

  • 1ª etapa: prova preambular (eliminatória);
  • 2ª etapa: provas escritas (classificatórias e eliminatórias) ;
  • 3ª etapa: inscrição definitiva (eliminatória);
  • 4ª etapa: provas orais (eliminatórias e classificatórias);
  • 5ª etapa: prova de tribuna (eliminatória e classificatória);
  • 6ª etapa: avaliação de títulos (classificatória).

Prova preambular

A prova preambular, de caráter eliminatório, está prevista para o dia 5 de abril e será realizada na cidade de Porto Alegre. O exame será composto por 100 questões objetivas, sendo 70 de Conhecimento Jurídico e 30 de Língua Portuguesa.

Para ser aprovado é preciso obter, no mínimo, 50% de acertos em cada disciplina. Porém, só serão considerados aptos para as próximas etapas os candidatos classificados dentro das seguintes posições:

  • 200ª para ampla concorrência;
  • 50ª para pessoas com deficiência;
  • 200ª para negros.

Provas escritas

A segunda etapa será composta por quatro provas escritas, mas ainda não tem data definida. Cada prova será composta por quatro questões e dentro de um grupo temático diferente, distribuídos da seguinte maneira:

  • PROVA I: GRUPO TEMÁTICO I – Direito Constitucional, Direito Ambiental, Direito Administrativo, Direito Municipal, Direito Financeiro, Direito Tributário e Direito Urbanístico;
  • PROVA II: GRUPO TEMÁTICO II - Direito Civil, Direito do Consumidor, Direito de Empresa, Direito Registral e Direito Processual Civil;
  • PROVA III: GRUPO TEMÁTICO III – Direito Penal e Direito Processual Penal;
  • PROVA IV: GRUPO TEMÁTICO IV - Direito Institucional do Ministério Público, Direito da Criança e do Adolescente, Direito Eleitoral, Direito do Idoso e Direito das Pessoas com Deficiência.

A etapa é eliminatória e classificatória. Serão aprovados apenas os candidatos que obtiverem média final igual ou superior a 6 pontos e que não tiverem tirado nota inferior a 5 pontos em nenhuma das provas.

Botão com link para assinatura FOLHA DIRIGIDA

Inscrição definitiva

Os candidatos aprovados nas provas escritas terão cinco dias para entregar, no horário e local a serem indicados pelo Edital de convocação, documentos que comprovem os requisitos para ingresso na carreira do Ministério Público. 

A lista de documentos pode ser conferida no edital de abertura. Ainda nessa fase, os candidatos passarão por exames de saúde física e mental.

Provas orais

As provas orais serão realizadas em sessões públicas e possuem caráter eliminatório. Os candidatos terão 15 minutos para argumentar sobre o tema que será sorteado, sendo proibido qualquer tipo de consulta durante o exame.

Os candidatos serão examinados numa escala de 0 a 10 pontos. Para ser aprovado, é necessário obter média final igual ou superior a 6 pontos.

Prova de tribuna

Assim como na prova oral, os candidatos terão 15 minutos para realizarem a prova de tribuna, de caráter eliminatório e classificatório. O tema será Direito Penal e o ponto para debate será sorteado na hora.

A prova terá valor de 0 a 10 pontos e para ser aprovado será preciso obter nota igual ou superior a 6 pontos. Para a avaliação, serão levados em consideração os seguintes critérios e percentuais:

  • Comportamento (10%);
  • Tempo de Prova (10%);
  • Dotes Oratórios (15%);
  • Clareza na Exposição (30%);
  • Conhecimentos Jurídicos (35%).

Avaliação de títulos

A última etapa será a avaliação de títulos, de caráter classificatório. Serão aceitos doutorado, mestrado, especialização, cursos, produção científica e experiência profissional.

Confira o material de preparação da FOLHA DIRIGIDA e comece já os estudos para o concurso!

 E-books 
 Provas para download
 Artigos sobre concursos
 Editais verticalizados
 Vídeos com dicas

Comentários