Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Provas no próximo domingo, dia 15

Estão confirmadas para o próximo domingo, dia 15 de julho, as provas do concurso para o Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Os 47.813 candidatos devem chegar com antecedência de 60 minutos antes do horário previsto, munidos de  documento de identidade original, de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente, de lápis, e, preferencialmente, do Comprovante Definitivo de Inscrição (CDI), disponível no site da organizadora, a Gestão de Concursos/Fundep.  

Estão confirmadas para o próximo domingo, dia 15 de julho, as provas do concurso para o Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Os 47.813 candidatos devem chegar com antecedência de 60 minutos antes do horário previsto, munidos de  documento de identidade original, de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente, de lápis, e, preferencialmente, do Comprovante Definitivo de Inscrição (CDI), disponível no site da organizadora, a Gestão de Concursos/Fundep.

Os exames objetivos, com duração máxima de quatro horas, terão total de 100 pontos. Serão abordadas questões de Língua Portuguesa Atualidades, Conhecimentos Específicos, Noções de Informática e Noções de Direito. Será aprovado o candidato que alcançar o mínimo de 60 pontos e que não obtiver nota zero em qualquer um dos conteúdos.

Para os concorrentes ao cargo de analista do MP, com especialidade em Direito, será aplicada também, uma prova de redação. O exame, com valor total de 20 pontos, deverá ser desenvolvido em texto dissertativo- argumentativo, elaborado a partir de um tema contemporâneo a ser proposto, relacionado à realidade brasileira.

É preciso que o candidato atinja, no mínimo, 12 pontos para ser aprovado nesta etapa. O texto deve conter, no mínimo, 25 linhas e, no máximo, 30. Quem não obedecer aos limites estabelecidos serão descontados: 0,2 pontos por linha aquém do mínimo estipulado; e 0,2 pontos por linha que exceda o máximo exigido.

As provas serão aplicadas em dois turnos. Na parte da manhã, as provas serão aplicadas a partir das 8h; e à tarde, a partir das 14h. Os candidatos já podem conferir os locais e os horários no CDI.

Durante a realização das provas, será proibido fazer uso ou portar, mesmo que desligados, telefone celular, relógio digital, pagers, beep, agenda eletrônica, calculadora, walkman, notebook, palmtop,
gravador, transmissor/receptor de mensagens de qualquer tipo ou qualquer outro equipamento eletrônico.

De acordo com o edital, o gabarito oficial está previsto para ser divulgado até o dia 25 de julho.

Em caso de empate, terá preferência o candidato que obtiver maior ponto no conteúdo Específico; que tiver maior ponto no conteúdo de Língua Portuguesa; maior número de acertos na prova de Noções de
Direito; maior nota na prova de Legislação (para o cargo de analista, com especialidade em Direito; e o candidato que tiver maior idade.

Quem não concordar com o resultado, poderá interpor recursos três dias após a publicação do gabarito. Os documentos deverão ser enviados pelo site da organizadora, através do link correspondente a cada fase recursal.

Inicialmente, são oferecidas 54 vagas, além de formação de cadastro de reserva, distribuídas pelos cargos de oficial e analista do MP, que exigem os níveis médio e superior. Há oportunidade para as áreas de Administração Pública, Agronomia, Arquitetura, Jornalismo, Geologia, História, Letras, Medicina do Trabalho, Pedagogia, Ciências Contábeis, entre outras.

Os vencimentos são de R$2.254,55 e R$3.935,44, para carga de trabalho de sete horas diárias. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade. O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, permitindo com isso, a chamada de mais aprovados do banco de concursados.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações