Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Ministério Público da Alagoas abre concurso para promotor de justica

Estão abertas as inscrições para o concurso do Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL) que oferece 28 vagas no cargo de promotor de justiça de 1ª entrância. Para participar da seleção é necessário possuir curso superior em Direito, além de ter exercido atividade jurídica por, no mínimo, três anos. A remuneração é de R$17.581,75 e a validade da seleção será de dois anos, prorrogável por igual período.

Estão abertas as inscrições para o concurso do Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL) que oferece 28 vagas no cargo de promotor de justiça de 1ª entrância. Para participar da seleção é necessário possuir curso superior em Direito, além de ter exercido atividade jurídica por, no mínimo, três anos. A remuneração é de R$17.581,75 e a validade da seleção será de dois anos, prorrogável por igual período.
 
Os interessados podem se increver até as 14h do dia 11 de setembro no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora. A taxa custa R$240 e o pagamento do boleto poderá ser efetuado em qualquer agência ou por débito em conta corrente de bancos conveniados, em dinheiro ou em cheque do próprio candidato.
 
Para requerer isenção o candidato deverá se enquadrar em uma das seguintes condições: ser carente, doador voluntário de sangue, ganhar até um salário mínimo por mês, estar desempregado ou residir em Alagoas por mais de dois anos. A solicitação deve ser feita durante o período de inscrições provisórias, via sedex ou aviso de recebimento (AR), para o Núcleo de Tratamento da Informação localizado na sede do organizador da seleção.
 
Das vagas, 5% do total serão para os portadores de necessidades especiais. Para concorrer a estas vagas é necessário declarar tal condição no ato da inscrição. Posteriormente, RG, CPF e laudo médico devem ser encaminhados, também dentro do prazo das inscrições provisórias, via Sedex ou aviso de recebimento (AR), só que para o Departamento de Execução de Projetos.

Avaliações - A prova preambular acontecerá no dia 21 de outubro e será composta por 100 perguntas divididas entre as disciplinas de Direito Penal, Processual Penal, Civil, Processual Civil, Administrativo, Constitucional da Criança e do Adolescente, Eleitoral, Institucional, Comercial e Tutela de Interesses Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. Já a prova discursiva será aplicada no dia 16 de dezembro e serão considerados habilitados nesta etapa os candidatos que obtiverem nota maior ou igual a 50. Quem for aprovado nesta fase será convocado para a inscrição definitiva, entrevista e exame psicotécnico.
 
Além disso, haverá exame oral que será uma sessão pública, com sorteio dos pontos, previsto para a ocasião de sua realização e uma prova de tribuna também composta de uma sessão pública que versará sobre a prática do exercício do cargo disputado. Para sua realização será feito sorteio 24 horas antes da apresentação de caso hipotético a ser desenvolvido. Durante a realização da prova de tribuna, serão avaliados os seguintes quesitos: articulação do raciocínio,convencimento da argumentação, poder de síntese, emprego da linguagem técnico jurídica, uso correto do vernáculo, postura e dicção do candidato. As datas destas etapas serão divulgadas no decorrer do concurso.


Serviço

Pedido de isenção: Fundação Carlos Chagas, Núcleo de Tratamento da Informação, Av. Prof. Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala, CEP:05513-900, São Paulo/SP.
Envio do laudo médico: Fundação Carlos Chagas, Departamento de Execução de Projetos, Av. Professor Francisco Morato, 1565, Jardim Guedala, CEP: 05513-900, São Paulo/SP.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações