Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

7 dicas de como fazer revisão para concurso público?

7 dicas de como fazer revisão para concurso público?

O Momento Descomplica desta semana traz dicas de como fazer revisão para concurso público.

Estudar para concurso público requer tempo e não costuma ser um processo com o qual o resultado vem a curto prazo. Para quem já estuda, a melhor forma de fixar o conteúdo é por meio de revisões. Mas como fazer revisão quando o assunto é preparação para concurso?

A revisão é uma ação que costuma unir a teoria com a prática nos estudos, recapitulando os principais tópicos e praticando. No Momento Descomplica desta semana, você vai conferir 7 dicas de como revisar para concursos públicos.

enlightenedComo funciona concurso público? Descubra agora!

Para a especialista do Descomplica, Juliana Viana, a aprovação no concurso certamente só virá quanto mais as informações do seu edital forem absorvidas e estiverem vivas em sua memória. E ela explica que esse resultado só será possível com bastante revisão.

Mas qual é a melhor forma de revisar? De acordo com a especialista, através da repetição, principalmente dos pontos mais relevantes que você destacou naquela preparação.

"Você deve estudar destacando sempre os assuntos que merecem maior atenção, como também aqueles que costumam ter mais dificuldade. Com o objetivo de voltar nesses tópicos na hora da revisão. É importante na hora de revisar não perder muito tempo pesquisando o que revisar ou pegar qualquer conteúdo aleatório. Por isso, escolha sempre um material mais objetivo que vai te proporcionar sempre a melhor estratégia", explicou.

7 dicas de como revisar para concurso público

  1. Rever aulas em que teve dificuldades com o tema;
  2. Destacar (marca texto, negritar, etc) os pontos mais importantes do material escrito;
  3. Fazer resumos;
  4. Reler resumos prontos;
  5. Destacar (marca texto, negritar, etc) os pontos mais importantes dos resumos prontos;
  6. Fazer esquemas a partir dos resumos (seleção de frases ou termos-chave, reescrevendo em post it, destacando conceitos em separado, etc);
  7. Fazer mapas mentais com termos ou palavras que remetam a algum conceito ou informação importante;
  8. Fazer e refazer muitos exercícios, com base na banca do concurso e no cargo pretendido. O ideal é que o candidato trabalhe com metas diárias e semanais de exercícios.

Na revisão, por onde começar?

Primeiramente, Juliana Viana deixa claro que os estudantes a concurso público devem entender que a revisão não é o momento de aprender, mas a etapa de voltar e rever aquilo que já devia ter sido aprendido - uma forma de reforçar.

Ela explica ainda que, por esse motivo, muitos candidatos caem no desespero quando chega a fase final, próximo da prova, e acham que precisam aprender algo que ainda não viram ou que não conseguiram entender previamente.

"Considero que seja uma péssima estratégia, pois, além do tempo maior para entendimento, haverá também muita frustração quanto ao desempenho, por se tratar de uma informação ainda não apreendida", opinou.

Desta forma, Juliana ressalta que a resposta para o "por onde começar" não se trata de saber se será pela disciplina que tem mais facilidade ou dificuldade. Mas, sim, rever e treinar tudo aquilo que foi estudado e absorvido. 

A melhor estratégia, segundo ela, pode ser começar pelos temas que obteve um menor aproveitamento. O candidato pode tirar como base as suas listas de exercícios durante a preparação, e verificar qual foi o assunto que menos se destacou.

+ Como fazer concurso público? 7 passos para iniciar a sua preparação

yes Memorizar ajuda ou atrapalha?

 Segundo Juliana, ajuda e muito! "O estudo para concursos é extremamente objetivo. Não é aprovado quem sabe mais, e sim quem sabe o que é cobrado naquela prova. Portanto, quanto mais conhecimento a cerca do seu certame, mais focado será o estudo e, consequentemente, a memorização dos 'pontos-quentes' daquela prova."

Como fazer revisão para concurso público? (Foto: Pixabay)

Como administrar o tempo de revisão?

É importante o candidato se atentar em relação ao tempo durante toda a preparação para o concurso. Na fase de revisão não poderia ser diferente. A especialista conta que há um modelo de revisão que é bastante elogiado pelos candidatos já aprovados.
 
Esse modelo tem ainda uma comprovação científica, tendo como base o tempo médio que a informação fica no cérebro - os ciclos de revisão.
 
"Nesse sentido, para cada informação nova estudada, o candidato deverá revisá-la após 24h. E depois, após 155 dias. Por último, realize exercícios regulares juntamente com outros temas em um determinado dia da semana como forma de fixação", orientou Juliana Viana.
 
A especialista, no entanto, explica que, quanto ao tempo, é uma questão variável e que precisa ser adequada à realidade de cada candidato. Ela explica que é posível dar dicas, ideias, o melhor do mundo dos concursos para um desempenho e aproveitamento crescente. No entanto, cabe ao candidato ponderar sobre a sua realidade.
 
Cuidado! A especialista ainda atenta quando às "falsas revisões". São aqueles temas com zero aproveitamento (quando o candidato não entende) ou ainda não estudados. Além disso, pede que os estudantes tenham disciplina para não revisar de maneira muito demorada, como rever todas as aulas/temas/materiais.

"Revisem! É comprovado pela prática e pelos estudos, que nosso cérebro busca a autopreservação, fazendo "limpezas" constantes, daquelas memórias que não são úteis ao seu funcionamento. E, sendo assim, o conhecimento adquirido só permanecerá ativo enquanto for acessado, através de releituras, exercícios, novas formas de processamento, como a feitura de esquemas, etc."







Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações