Concurso Marinha: sai edital com 54 vagas para engenheiros

O concurso para o Corpo de Engenheiros da Marinha teve edital publicado com 54 vagas para diversas áreas.

A Marinha divulgou na noite desta terça-feira, 12, o edital do concurso para o Corpo de Engenheiros. Ao todo, são 54 vagas para diversas áreas. Os aprovados ingressarão como Guarda-Marinheiro, com soldo inicial de R$6.993.

Depois da conclusão do curso de formação, eles ingressarão no Corpo de Engenheiros da Marinha, na condição de Primeiro-Tenente. O soldo, então, passa a ser de R$8.245. Tais valores são referentes a 2019. Como o término do curso está previsto para o próximo ano, as remunerações devem ser reajustadas. 

Baixe o edital do concurso Marinha: 

O destaque do concurso é a área de Engenharia Mecânica, com 11 vagas. Na tabela abaixo, veja a distribuição de todas as vagas da seleção por especialidades: 

Área Nº de vagas
Arquitetura e Urbanismo 2
Engenharia Cartográfica 2
Engenharia Civil 5
Engenharia de Materiais 2
Engenharia de Produção 3
Engenharia de Sistemas de Computação 3
Engenharia de Telecomunicações 3
Engenharia Elétrica 7
Engenharia Eletrônica 5
Engenharia Mecânica 11
Engenharia Mecatrônica 2
Engenharia Naval 6
Engenharia Química 3

 

Há reserva de vagas para candidatos negros. Além do nível superior na área, para concorrer ao concurso Marinha será necessário ter menos de 36 anos no primeiro dia de janeiro de 2020 e registro no órgão fiscalizador da profissão.

Inscrições do concurso Marinha ocorrerão até 1º de abril

As inscrições do concurso Marinha para engenheiros serão abertas na quarta-feira, 13. Os cadastros poderão ser feitos até o dia 1º de abril, pelo site da instituição. O primeiro passo será preencher a ficha com todos os dados solicitados.

Em seguida, imprimir o boleto e pagar a taxa de R$126. O pagamento será aceito até o dia 5 de abril. Apenas membros de famílias de baixa renda, que estejam inscritos no programa CadÚnico, e doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa.

Marinha realiza novo concurso para o corpo de engenheiros
(Foto: Divulgação/Marinha)

 

Para isso, será preciso preencher, datar e assinar o requerimento (cujo modelo está disponível no site da Marinha). Depois, entregar o documento, de 13 a 29 de março, em uma das OREL, cujos endereços constam no anexo I do edital.

Concurso Marinha para engenheiros terá diferentes fases

O concurso para o corpo de engenheiros da Marinha será composto pelas seguintes etapas:

  • Provas Escritas Objetiva e Discursiva de Conhecimentos Profissionais;
  • Redação;
  • Tradução de Texto;
  • Eventos Complementares constituídos de: Verificação de Dados Biográficos (VDB); Inspeção de Saúde (IS); Teste de Aptidão Física (TAF); Prova de Títulos (PT); Avaliação Psicológica (AP); Verificação de Documentos (VD); Procedimento de Heteroidentificação Complementar à Autodeclaração (PH).

As provas escritas serão divididas em duas fases. A primeira contará com 20 questões objetivas e uma redação, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Os exames, nesse caso, deverão ser finalizados em cinco horas.

enlightenedComo ingressar na Marinha do Brasil? Veja a lista de concursos!

Na segunda fase, será realizada uma prova discursiva de conhecimentos profissionais e uma tradução de texto. A duração será de cinco horas. As provas ainda não têm data definida, mas devem ser realizadas na 2ª quinzena de maio.

Serão eliminados nas provas escritas os candidatos que obtiverem um número de acertos inferior a 50% das questões objetivas ou discursivas; numa escala de zero a 100 obtiverem nota inferior a 50 pontos na Redação ou na Tradução de Texto.

Tenha acesso a cursos de preparação para concursos: 

Para os classificados, o teste de aptidão física (TAF) será composto por natação e corrida. O concorrente deverá nadar o percurso de 25 metros no tempo máximo de 50 segundos para o sexo masculino e um minuto para o sexo feminino.

Além de correr o percurso de 2.400 metros no tempo máximo de 16 minutos para homens e 17 minutos para mulheres.

O curso de formação do concurso Marinha

O candidato aprovado e classificado na seleção inicial realizará o curso de formação no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no Rio de Janeiro. O curso está previsto para começar em março de 2020 e tem por finalidade o preparo do candidato para o exercício de cargos e funções em Organizações Militares da Marinha, situadas em qualquer Unidade da Federação.

O curso é constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas. Durante essa formação, o Guarda-Marinha receberá remuneração conforme a sua graduação, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

enlightenedMarinha divulga calendário oficial de concursos para 2019

No decorrer do curso, o candidato fará um estágio de aplicação, com duração de até seis semanas. A finalidade é a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e a avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas. 

Todo o curso de formação terá a duração de até 25 semanas. Antes de completar cinco anos da nomeação ao Oficialato, os oficiais serão avaliados pela Comissão de Promoções de Oficiais, visando à sua permanência em caráter definitivo na Marinha.

Os que não obtiverem avaliação favorável serão licenciados “ex ofício” do Serviço Ativo da MB.



Comentários