Concurso Marinha: sai edital com 27 vagas para quadro técnico

A Marinha divulgou edital de concurso com 27 vagas para ingresso no quadro técnico do corpo auxiliar em 2018.

O edital do concurso Marinha para ingresso no quadro técnico do corpo auxiliar (CP-T) foi divulgado nesta sexta-feira, 20, no Diário Oficial da União. Ao todo, são oferecidas 27 vagas para carreiras de nível superior.  As remunerações são de R$10,5 mil. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 10 de maio pelo site de seleções da Marinha.
 
Baixe o edital do concurso Marinha para quadro técnico:
 
Das oportunidades do concurso, três são para Ciências Biológicas, quatro para Comunicação Social, quatro para Direito, seis para Informática, duas para Oceanografia, duas para Pedagogia, duas para Psicologia, duas para Serviço Social e duas para Segurança do Tráfego Aquaviário (composto pelas profissões de Engenharia Naval e Ciências Náuticas).   
 
O Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha destina-se ao preenchimento de cargos e funções técnico-administrativos que visam às atividades de apoio técnico e às atividades gerenciais e administrativas em geral e das atividades inerentes à carreira militar.
 
Marinha
Marinha realiza novo concurso para quadro técnico do corpo 
auxiliar (Foto:Divulgação)
 
Além do diploma de nível superior completo, para se candidatar é preciso ter menos de 36 anos no primeiro dia de janeiro de 2019. Os aprovados ingressarão no cargo de Primeiro-tenente e terão remuneração de R$ 10.524,60, incluindo o soldo de R$7.796, adicional militar de R$1.481,24 e adicional de qualificação de R$1.247,36.
 
Antes de completar cinco anos de nomeados, os oficiais serão avaliados visando à sua permanência em caráter definitivo na Marinha. Os que não obtiverem avaliação favorável serão licenciados “ex offício” do Serviço Ativo.

Concurso Marinha: inscrições ocorrem até maio

As inscrições do concurso Marinha começaram às 8h desta sexta-feira, 20, e permanecem abertas até o dia 10 de maio. Todo procedimento pode ser feito pelo site de seleções da Marinha. Para completar a candidatura é necessário pagar a taxa de R$120 até 16 de maio.

Os interessados ainda poderão se candidatar pessoalmente nas Organizações Militares Responsáveis pela Execução Local (OREL), cujos endereços estão no anexo I do edital. O atendimento é feito das 8h30 às 16h.
 
Membros de famílias de baixa renda que estejam inscritos no CadÚnico poderão solicitar a isenção da taxa. Para isso, será necessário preencher, datar, assinar e entregar em uma das OREL o requerimento entre os dias 20 de abril e 10 de maio, cujo modelo está disponibilizado na página de seleções da Marinha.
 
O requerimento de isenção poderá, ainda, ser encaminhado via Carta Registrada, considerada a data final de postagem em 30 de abril de 2018, para o Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha - Divisão de Inscrição (Rua Visconde de Itaboraí, nº 69 - Centro - Rio de Janeiro/RJ - CEP 20010-060). O resultado dos pedidos de isenção será divulgado a partir de 11 de maio.

Concurso Marinha é constituído por diversas etapas

O concurso Marinha para ingresso no corpo técnico auxiliar será composto pelas seguintes etapas:
  • Prova Objetiva;
  • Prova de redação;
  • Verificação de dados biográficos,
  • Inspeção de saúde,
  • Teste de aptidão física,
  • Prova discursiva de Conhecimentos Profissionais para Direito
  • Avaliação Psicológica,
  • Verificação de Documentos,
  • Prova de títulos,
  • Curso de Formação de Oficiais.  
A cidades de realização das provas e eventos complementares serão Rio de Janeiro-RJ, Vila Velha-ES, Salvador –BA, Natal-RN, Olinda-PE, Fortaleza-CE, Belém-PA, São Luís-MA, Rio Grande-RS, Porto Alegre-RS, Florianópolis –SC, Ladário-MS, Brasília-DF, São Paulo-SP e Manaus-AM.

Prova objetiva e redação

Na primeira etapa do concurso Marinha, os candidatos terão quatro horas para responder a 50 questões de conhecimentos profissionais e escrever uma redação. O texto será dissertativo cujo título versará sobre assunto considerado de importância pela Administração Naval. A data para realização do exame ainda não foi definida e será divulgada posteriormente.
 
Não sabe como elaborar uma boa redação? No vídeo abaixo, os professores Alexandre Praso e Lilian Furtado explicam tudo o que você precisa saber. 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


 
Serão considerados eliminados nas provas escritas os candidatos que obtiverem nota inferior a 50 pontos na objetiva de conhecimentos profissionais; não se classificarem entre as maiores notas na prova objetiva, até o limite do número correspondente a três vezes ao das vagas estabelecidas, considerando-se os empates na última posição; classificarem-se dentro do limite descrito na alínea anterior, mas que obtiverem nota inferior a 50 na Redação.

Eventos complementares

Os candidatos não eliminados nas provas objetiva e redação serão dispostos em uma relação ordenada por número de inscrição, não se tratando da ordem de classificação. Primeiro, serão submetidos a verificação de dados biométricos, que terá como propósito averiguar se o candidato preenche os requisitos de bons antecedentes de conduta para ingresso na Marinha.
 
Depois, passarão pela inspeção de saúde, de caráter eliminatório. Essa etapa consiste na perícia médica para verificar se os candidatos preenchem os critérios e padrões médicos de aptidão para a Carreira Militar na Marinha. Critérios como tatuagem serão avaliados. Não sabe quais tatuagens são permitidas? Tire suas dúvidas no vídeo abaixo: 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


 
No período de 30 de agosto a 28 de setembro serão realizados os testes de aptidão física (TAF), de caráter eliminatório. O objetivo é aferir se o candidato preenche os padrões físicos exigidos para a carreira da Marinha . O exame será constituído por dois testes: natação e corrida.
 
  • Nadar o percurso de 25 metros no tempo máximo de 50 segundos para o sexo masculino e um minuto para o sexo feminino;
  • Correr o percurso de 2.400 metros no tempo máximo de 16 minutos para o sexo masculino e 17 minutos para o sexo feminino.
Baixe o e-book “10 erros que você não pode cometer em testes físicos”
 
Por último, haverá ainda a avaliação de títulos, realizada pelas Comissões Examinadoras, compostas de Oficiais e/ou servidores civis assemelhados indicados e designados pelas Organizações Militares Orientadoras Técnicas (OMOT) de cada profissão.

Curso de formação de oficiais (CFO)

A partir do dia 7 de março de 2019, os classificados realizarão o Curso de Formação de Oficiais (CFO), no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, no Rio de Janeiro. O Curso tem por finalidade o preparo do candidato para o exercício de cargos e funções em Organizações Militares da Marinha, situadas em qualquer Unidade da Federação, de acordo com as suas qualificações e atendendo à conveniência do serviço, por meio da necessária instrução militarnaval.
 
O Curso é constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas e uma etapa básica, compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. Durante esse curso, o Guarda-Marinha perceberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na Lei de Remuneração dos Militares, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.
 
Durante o CFO, o candidato fará um Estágio de Aplicação (EA), com duração de até quatro semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e a avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas.

Prepare-se para o concurso Marinha

Com a divulgação do edital, os interessados devem intensificar a preparação para o concurso. Assista aos vídeos abaixo e multiplique suas chances de aprovação!


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários