Em meio a reivindicações, Mapa pede concurso para 555 vagas

Às vésperas do aniversário da carreira de auditor fiscal, sindicatos cobram concurso e Mapa envia novo pedido para 555 vagas.

O  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é mais um órgão a pedir concurso para 2019. A solicitação para 555 vagas foi enviada no dia 30 de maio para o Ministério do Planejamento. O pedido ocorre em meio às reivindicações dos sindicatos de auditores fiscais federais agropecuários, que realizarão uma mobilização no próximo dia 29.

Às vésperas do aniversário da carreira de auditor fiscal, celebrado no dia 30, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) fará uma mobilização nacional na próxima sexta-feira, 29, com reivindicações como realização de concurso e equiparação com outras carreiras de auditores.

Mapa envia pedido de concurso ao Ministério do Planejamento para 555 vagas. (Foto: Governo Federal)
Mapa envia pedido de concurso ao Ministério do
Planejamento para 555 vagas (Foto: Governo Federal)

Durante todo o dia serão realizadas atividades em todas as delegacias do Anffa Sindical. "Nossa intenção é informar a sociedade sobre nossas pautas e sensibilizar o Mapa e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para nossas reivindicações", afirma o presidente do Anffa Sindical, Maurício Porto.

Segundo o presidente, há uma defasagem, hoje, de 1.600 profissionais só na área de Fiscalização Animal, e existem ainda cerca de 900 Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Affas) na ativa que já reúnem condições para a aposentadoria. 

"Se todos os colegas que já têm os requisitos resolverem se aposentar, a fiscalização agropecuária vai parar", alerta Maurício Porto. 

De acordo com estudo da Fundação Getulio Vargas publicado no ano passado, houve um crescimento de 123% no Valor Bruto de Produção do setor Agropecuário nos últimos 20 anos, acompanhada de uma redução de quase 40% no número de profissionais que atuam na fiscalização desse segmento.

Mapa envia pedido de concurso para 555 vagas

De acordo com o Anffa Sindical, entre as reivindicações da categora, está a realização de concurso público, principalmente para a carreira de auditor fiscal, nas especialidades de médico/ veterinário; engenheiro químico, farmacêutico, engenheiro agrônomo e zootecnista.

Ainda de acordo com o sindicato, existe hoje um déficit de 2.500 servidores no Mapa, podendo ainda ser elevado, com as aposentadorias já previstas pela categoria.

Em meio às reivindicações, o Mapa enviou no último dia 30 de maio ao Ministério do Planejamento uma solicitação para 555 vagas. Além disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento pediu a nomeação adicional de 150 auditores fiscais federais agropecuários, na especialidade de médico veterinário, para o concurso vigente. 

Inicie os estudos para concursosEstas últimas 150 vagas seriam acrescidas às, já autorizadas, 300 oportunidades para a carreira. O concurso de auditor fiscal na área de médico veterinário ocorreu em 2017 e teve a nomeação dos 300 aprovados autorizada pelo Planejamento no último dia 11 de junho

Em respostas à FOLHA DIRIGIDA, o Mapa explicou que a nomeação adicional proposta objetivou a recomposição do quadro técnico, considerando "o elevado quantitativo de servidores em abono permanência, bem como a crescente demanda pelos serviços prestados pelo Ministério frente à expansão do agronegócio brasileiro para atendimento do mercado nacional e internacional". 

Ainda de acordo com o Mapa, para suprir o déficit de servidores, além da nomeação adicional, o Ministério do Planejamento precisa autorizar a realização de concurso para 555 vagas, em cargos de níveis médio e superior.

As oportunidades solicitadas são para a carreira de auditor fiscal federal agropecuário, nas especialidades de engenheiro agrônomo (100), zootecnista (10), químico (3) e farmacêutico (2). 

Além destas, o pedido inclui vagas ainda para: agente de atividades agropecuárias (200), agente de inspeção sanitária e industrial de produto de origem animal (100); economista (10), estatístico (10), analista técnico administrativo (80) e agente administrativo (40).

Últimos concursos ocorreram em 2014 e 2017

Últimos concursos do Mapa foram realizados em 2014 e 2017. (Foto: Governo Federal)
Últimos concursos do Mapa ocorreram
em 2014 e 2017 (Foto: Governo Federal)

Não faz tanto tempo assim que o Mapa não realiza concurso público. No entanto, a última seleção para diversos cargos ocorreu somente em 2014, com oferta para áreas da carreira de auditor fiscal, cargos de atividade técnica e do plano geral do poder executivo. 

O concurso de 2014 foi prorrogado e teve sua validade expirada em 2016. Foram oferecidas na época 796 vagas, em níveis fundamental, médio, médio/técnico e superior. 

O concurso, realizado em 2014 e que contemplou diversos estados, além do Distrito Federal, reuniu 412.118 candidatos. A seleção oferecia remunerações de até R$12.912,38. As contratações ocorrem pelo regime estatutário, com estabilidade empregatícia.

Já no ano passado, o Mapa realizou concurso apenas para o cargo de auditor-fiscal agropecuário na função de veterinário. No último dia 11 de junho, o Ministério do Planejamento autorizou a convocação de 300 aprovados na seleção.

Os aprovados terão direito a remuneração de R$15.042,71 para jornada de trabalho de 40 horas. Esse valor já inclui o auxílio-alimentação de R$458. O regime contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia. 

Inicie os estudos para o concurso Mapa

Com novo pedido de concurso enviado ao Ministério do Planejamento, quem deseja atuar no Mapa deve iniciar sua preparação com antecedência. Para isso, FOLHA DIRIGIDA reuniu algumas dicas de materiais para concursos. Confira! 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Comentários