Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Saíram os gabaritos oficiais das provas de domingo

Saíram os gabaritos oficiais das provas objetivas do concurso para Liquigás Distribuidora (empresa subsidiária da Petrobrás), aplicadas no último domingo, dia 20, para até 84.250 inscritos (o número de faltosos aindanão foi informado).(...)

Saíram os gabaritos preliminares oficiais das provas objetivas do concurso para Liquigás Distribuidora (empresa subsidiária da Petrobrás), aplicadas no último domingo, dia 20, para cerca de 53 mil candidatos (37,1% dos 84.250 inscritos não fizeram as provas, segundo levantamento preliminar). Os recursos referentes aos gabaritos e às questões das provas serão recebidos até esta terça-feira, dia 22, no site da Fundação Cesgranrio (organizadora). A seleção prevê ainda testes de capacitação física, marcados para os dias 7 e 8 de novembro, apenas para ajudante de carga/descarga e oficial de produção I. Os resultados finais deverão ser divulgados em 1º de dezembro, com os habilitados devendo ser convocados imediatamente, de acordo com a gerente corporativa de Recursos Humanos da Liquigás, Vera Regina Benedet Barreiros. As contratações são via regime celetista, e a seleção terá validade de seis meses, podendo dobrar. Ao todo, o concurso é para 145 vagas e 4.335 posições em cadastro de reserva. No Rio, são 210 chances, para oficial de produção (100 chances, sendo uma imediata; R$2.270,53) e ajudante de carga e descarga (100; 1; R$1.972,36), no nível fundamental, e assistente administrativo, no nível médio (dez; 1; R$2.446,41).

Serviço
Recursos: www.cesgranrio.org.br


Provas sem problemas

A avaliação, que teve início às 9h, compreendeu provas objetivas para todos os cargos e discursiva apenas para profissional júnior de Direito. Os exames foram aplicados em 45 municípios do país, sem ter sido registrado nenhum incidente, segundo os organizadores. No Rio de Janeiro, os candidatos chegaram aos locais de prova debaixo de um céu nublado, após um sábado típico de Verão nos últimos dias de Inverno.No bairro boêmio da Lapa, que contou com uma sede de prova, era necessário um olhar mais atento para diferenciar os que chegavam daqueles que davam aquela famosa esticada. E em fim de semana de Rock in Rio, a noite foi mais comprida até mesmo para os concorrentes mais animados.

"Saí da Cidade do Rock umas 23h. Infelizmente, perdi o show do Metálica, mas não faz mal. Ainda vou hoje e na sexta", disse o estudante de Administração Jorge André de Souza, de 25 anos. Candidato ao cargo mais concorrido da seleção, assistente administrativo, de nível médio - foram 53.972 inscritos em todo o país -, ele aproveitou os minutos antes da prova para uma última olhada no caderno. Afinal: 'é dia de prova, bebê'. "Mesmo que haja poucas vagas (são dez no Rio, sendo uma imediata), acho que dá para passar. O conteúdo é fácil de estudar", avaliou.

Para o concorrente Pedro Alcântara, de 27 anos, o festival de rock que completa 30 anos não foi um problema. "Não gosto muito. Aproveitei para dormir cedo, relaxar e vir bem para fazer a prova. Estudante de Ciências da Informação, ele viu no concurso da Liquigás uma boa oportunidade de ingressar na carreira pública, mas tem consciência que a disputa não será fácil. "Meu foco mesmo é inspetor da Polícia Civil", contou. Os portões foram fechados às 9h em ponto, sem que uns pouco atrasados deixassem de marcar a tradicional presença.

Na saída, quando o Sol já voltava a dar as caras, a estudante de Ciências da Computação Jéssica Cezar, de 23 anos, fez uma boa avaliação do concurso. "Gostei. A prova estava bem elaborada. Já fiz outros concursos da Fundação Cesgranrio e são sempre bem organizados. Com facilidade em Matemática, a candidata acredita ter ido bem na disciplina e em Português. "A parte de Conhecimentos Específicos que pegou um pouco", lamentou ela, que também concorre para assistente administrativo.

E lembra do Jorge? Após apenas duas horas de prova, ele deixou a sala confiante na aprovação. "Em Conhecimentos Específicos caiu tudo o que eu esperava. E estava muito fácil. Quem errar uma questão, já era", apontou ele, que também considerou fáceis as provas de Português e Matemática. "Acho que gabaritei", apostou, mostrando que as horas perdidas de sono não fizeram falta. "Estudei bastante. Me preparei durante três meses", contou ele, que tem o concurso da Liquigás como um teste para as seleções em vista para agências reguladoras federais, seu real objetivo.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações