Folha Dirigida Entrar Assine

Planejamento autoriza abertura de 163 vagas

O Ministério do Planejamento autorizou, por meio de publicação no Diário Oficial da União desta quinta, dia 29, a abertura de processo seletivo simplificado para 163 vagas temporárias no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O Ministério do Planejamento autorizou, por meio de publicação no Diário Oficial da União desta quinta, dia 29, a abertura de processo seletivo simplificado para 163 vagas temporárias no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Os profissionais serão contratados para desempenhar atividades no âmbito do IPHAN, devido ao aumento transitório do volume de trabalho em função das ações demandadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os contratos terão duração inicial de um ano, podendo ser prorrogados por, no máximo, cinco.
 
A oferta será de 31 vagas para as chamadas atividades técnicas de complexidade intelectual - em funções que exigirão a graduação em qualquer área e experiência de três anos na área de Logística, Convênios e Contratos do Setor Público. As outras 132 oportunidades serão abertas em atividades técnicas de complexidade gerencial e de Engenharia Sênior - com exigência de graduação em Arqueologia ou pós-graduação stricto-sensu em Arqueologia ou com área de concentração em Arqueologia reconhecida pela CAPES, e experiência de cinco anos ou titulação de mestre ou doutor nessa área (80 vagas) e graduação em Arquitetura ou Engenharia Civil, e experiência de cinco anos ou titulação de mestre ou doutor nessas áreas (52 vagas).

O Iphan foi criado em 13 de janeiro de 1937 pela Lei nº 378, no governo de Getúlio Vargas. Há mais de sete décadas, vem realizando um trabalho permanente de identificação, documentação, proteção e promoção do patrimônio cultural brasileiro. O último concurso para o instituto foi realizado no segundo semestre de 2009, com oferta de 187 vagas em cargos dos níveis médio e superior - e com vencimentos de até R$3.257,22.

Comentários