IFB forma comissão de novo concurso para área de apoio e professores

O Instituto Federal de Brasília prepara novo concurso para técnico-administrativos e professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico.

O Instituto Federal de Brasília deu o primeiro passo para realização de novo concurso IFB para efetivos. A reitora Luciana Massukado nomeou a comissão organizadora da seleção para técnico-administrativos e professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico.

Os nomes foram publicados na edição do Diário Oficial da União de 7 de fevereiro. Ao todo, cinco servidores integram o grupo. Eles ficam responsáveis por conduzir os procedimentos necessários à organização do concurso, desde o levantamento de vagas à supervisão das provas.

Também compete à comissão elaborar o projeto básico, que funciona como um espelho para o edital. Esse documento apresenta dados importantes como vagas, cargos, escolaridades, salários e etapas de seleção.

Quando pronto, o projeto básico integra a licitação para escolha da banca organizadora. As participantes o recebem para que possam propor seus preços em ficar à frente da seleção. Em geral, a que apresenta o menor preço e atende aos requisitos é contratada.

Assim, fica autorizada a receber as inscrições do concurso e aplicar as etapas, como provas objetivas. Questionado por FOLHA DIRIGIDA nesta quinta-feira, 13, o gabinete da reitoria do Instituto Federal de Brasília disse que o número de vagas e os cargos ainda não foram definidos.

IFB prepara novo concurso para ingresso de servidores efetivos
(Foto: Ministério da Infraestrutura)

 

A comissão também não fechou um prazo para publicação do edital e aplicação das provas. O IFB tem concurso válido para técnico-administrativos até 2021. Dessa forma, os cargos que ainda estão com resultado válido não devem ser contemplados na nova seleção.

O último edital para ingresso na área de apoio do instituto foi publicado em 2016 e homologado em outubro do ano seguinte. A oferta foi para as carreiras de auxiliar em administração, técnico em assuntos educacionais, tecnólogo gestão pública, assistente social.

Além de auditor, psicólogo, tradutor e intérprete de linguagem de sinais, técnico em laboratório nas especialidades de Informática, Segurança do Trabalho, Biologia, Física, Química, Móveis e Esquadrias, Audiovisual.

+ IFB: professora aponta leis com mais chances de serem cobradas na prova
Estuda e trabalha? Saiba como superar esse desafio

Último concurso IFB teve 34 vagas para área de apoio

Aberto em 2016, o último concurso IFB para técnico-administrativos teve 34 vagas para os cargos mencionados acima. Profissionais de todos os níveis de escolaridade puderam se inscrever. Na época, os salários eram variáveis de R$2.292 a R$4.326, de acordo com a oportunidades em disputa.

A seleção registrou cerca de 6 mil candidatos. Os cargos mais concorridos foram os de auxiliar em administração, com 3.448 participantes, e técnico em assuntos educacionais, com 1.736 inscritos. 

A seleção foi composta por prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Na primeira etapa, os concorrentes tiveram que responder a questões sobre Língua Portuguesa, Matemática, Informática, Legislação e Conhecimentos Específicos de cada área. Apenas os habilitados a tradutor também passaram por prova prática.

Também em 2016, a instituição também realizou concurso IFB para professores. Ao todo, foram contempladas 105 vagas para as especialidades de Alimentos, Engenharia Elétrica, Espanhol, Eventos, Gestão, Informática, Informática/Desenvolvimento de Sistemas.

Além de Informática/Redes, Libras, Mecatrônica, entre outras. Os candidatos foram selecionados por meio de prova objetiva de conhecimentos específicos, composta por 45 questões, prova de desempenho didático e avaliação de títulos.

O IFB contrata pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia dos servidores.

Comentários