Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Declarações do ministro reanimam candidatos

Anunciado há vários meses, como uma necessidade urgente do INSS, o concurso para técnico do seguro social acabou adiado por conta de vários fatores, entre os quais, o período de eleições e isso deixou muitos candidatos em dúvidas, mesmo diante das reiteradas confirmações de que o concurso seria inevitável. Considerada uma das melhores opções de nível médio na carreira pública (sobretudo pela remuneração inicial: R$4.400 mensais para nível médio), esse concurso vinha despertando o interesse de milhares de candidatos, muitos dos quais tiveram uma nova injeção de ânimo depois das recentes declarações do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, semana passada, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA.

Anunciado há vários meses, como uma necessidade urgente do INSS, o concurso para técnico do seguro social acabou adiado por conta de vários fatores, entre os quais, o período de eleições e isso deixou muitos candidatos em dúvidas, mesmo diante das reiteradas confirmações de que o concurso seria inevitável. Considerada uma das melhores opções de nível médio na carreira pública (sobretudo pela remuneração inicial: R$4.400 mensais para nível médio), esse concurso vinha despertando o interesse de milhares de candidatos, muitos dos quais tiveram uma nova injeção de ânimo depois das recentes declarações do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, semana passada, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA.
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações