Concurso INSS 2019: gerente executivo do Piauí fala de autorização

"O concurso INSS está autorizado", revelou o gerente executivo do Instituto Nacional do Seguro Social no Piauí, Ney Ferraz.

*Matéria atualizada em 05/02/2019, às 14h40

O gerente executivo do Instituto Nacional do Seguro Social no Piauí, Ney Ferraz, informou que o concurso INSS 2019 está autorizado. Segundo ele, são esperadas 17 mil vagas, distribuídas por todo o país.

"O ex-presidente do INSS, Edison Aguiar, deu o pontapé inicial. Já há um concurso autorizado pelo Ministério do Planejamento (atual Ministério da Economia), de quase 17 mil vagas para o Brasil todo", revelou Ney Ferraz, em entrevista ao Piauí TV, telejornal da Rede Clube, afiliada da TV Globo no estado.

Apesar das declarações do gerente executivo, a portaria autorizativa do concurso do INSS ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. Ou seja, o aval oficial ainda não foi concedido. Na entrevista, Ney Ferraz também deu previsões para que o INSS abra a seleção.

"Creio que até o final deste semestre (até junho) já deva estar lançado o edital, tanto para a Assistência Social e serviços meio (técnicos e analistas), quanto para médicos peritos", confirmou.

As declarações de Ferraz foram dadas, após o dirigente ter sido questionado sobre o grave déficit de pessoal nas agências da Previdência do estado.

Procurada pela reportagem da FOLHA DIRIGIDA, a Assessoria de Imprensa do INSS informou que apura a internamente a informação. Contudo, a princípio, o que tem a informar é que o pedido de concurso do instituto segue sob análise do Ministério da Economia.

Superintendente do INSS no Piauí, Ney Ferraz diz que concurso INSS está autorizado (Foto: Governo do Piauí)
Gerente executivo do INSS no Piauí, Ney Ferraz (à direita da foto)
diz que concurso INSS está autorizado (Foto: Governo do Piauí)

 

A solicitação de concurso do INSS, sob análise do governo desde 2017, é para 7.888 vagas, sendo 3.984 para técnicos, 1.692 para analista e 2.212 para peritos. Entretanto, neste pedido, o INSS aguardava também a liberação para convocar excedentes do concurso de 2015. O total, portanto, era de 16.548 vagas.

Como a seleção de 2015 teve validade encerrada em agosto de 2018, é possível que o governo tenha realocado essas vagas para um novo edital, totalizando as quase 17 mil mencionadas pelo gerente.

Essas informações, contudo, ainda não foram esclarecidas, nem pelo INSS, nem pelo Governo Federal. Confira na tabela a seguir como tramita o pedido do INSS para um novo edital de concurso público.

Cargos Vagas Escolaridade Remuneração
Técnico 3.984 nível médio  R$5.186,79
Perito 2.212 nível superior R$12.638,79
Analista 1.692 nível superior R$7.659,87

 

No início de 2019, o pedido de concurso INSS teve novas movimentações e chegou à assessoria parlamentar. Antes, foi concluída na Divisão de Concursos Públicos.

A falta de concursos e de servidores no instituto reflete diretamente nos atendimentos prestados à população, como a concessão de benefícios.

Em agências do Estado do Rio de Janeiro, por exemplo, mais de 32 mil pessoas aguardam a análise da aposentadoria. Os dados foram transmitidos pelo próprio INSS. O motivo para a demora nos pareceres é a falta de profissionais.

Gerente executivo mostra-se preocupado com déficit de pessoal

O gerente executvo do INSS no Piauí mostrou-se preocupado com a grave necessidade de servidores no INSS. Segundo ele, a falta de profissionais afeta todo o país. Ney Ferraz fez um alerta para a situação do quadro de peritos médicos.

"Em 2016 tínhamos 60 médicos, todos concursados. Hoje, são pouco mais de 40. A demanda não para de aumentar, e o nosso quantitativo de médicos caiu pela metade", revelou.

"Isso só vai resolver efetivamente com concurso, porque todos os médicos são concursados", completou. A situação, segundo ele, é igual no caso de técnicos e analistas do seguro social.

"Já levei três vezes esse pleito ao governo federal, mostrando essa carência, não só de médicos peritos, mas de servidores administrativos (técnicos e analistas), que também estão na iminência de se aposentar. Hoje nós temos no Piauí cerca de 800 servidores ativos e, recebendo abono, ou seja, em condições de se aposentar, quase 300. Não é só o Piauí. É o Brasil. O INSS está à beira de um colapso de servidores", disse.

No Piauí, o gerente espera o dobro dos profissionais que atuam hoje. "No mínimo nós tínhamos que dobrar os nossos médicos. Ou seja, com mais 40 médicos iríamos melhorar a situação. Não ficaria perfeito, mas para o que temos hoje seria um quantitativo considerado", informou. 

Orçamento 2019 tem previsão de recursos para o concurso INSS

O Orçamento de 2019, aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro em 16 de janeiro, traz boas notícias para o INSS. Ele apresenta reserva de recursos para inscrição em concurso e processo seletivo na Seguridade Social.  

Existe a previsão de R$10.745.945 para inscrição em concursos públicos ou processos seletivos. O valor consta nas despesas do Orçamento da Seguridade Social e pode ser destinado ao concurso INSS.

A Assessoria de Imprensa do INSS ainda não confirmou se essa verba será para o novo concurso. O Orçamento também confirma a previsão de 48.224 vagas federais, sendo 4.851 para criação e 43.373 para provimento.

Esse número pode resultar em novos concursos em 2019. No total, a Lei 13.808, que trata do Orçamento, prevê R$3,3 trilhões de gastos. 

Playlist especial traz conteúdos cobrados em 2016

Está estudando para o concurso INSS? Então confira como foi a prova INSS 2016, ano do último concurso do Instituto Nacional do Seguro Social. Nesta playlist, você conferir o Por Dentro da Prova de Direito Previdenciário, Direito Administrativo, Raciocínio Lógico e Regime Jurídico Único.

FOLHA DIRIGIDA vai atualizando a playlist, conforme os programas forem colocados no ar. Fique ligado! Se ainda não é assinante FOLHA DIRIGIDA, faça já sua adesão

No vídeo abaixo, confira as possibilidades do governo Bolsonaro autorizar o concurso para o INSS:



 

Comentários