Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso INSS 2015: autorizada a chamada de mais 100 técnicos

Autorizada a chamada de 100 técnicos, aprovados no concurso INSS 2015.

Nesta quinta-feira, dia 26, o Ministério do Planejamento autorizou a contratação de mais 100 técnicos do seguro social, aprovados no concurso INSS 2015. Segundo a Portaria 330, publicada no Diário Oficial da União, o Instituto Nacional do Seguro Social precisa nomear os aprovados até 31 de dezembro. Chamando esses selecionados, faltará ao INSS convocar 100 técnicos, aprovados para as vagas imediatas da seleção.

Não pode ler essa matéria agora? Assinantes FOLHA DIRIGIDA têm acesso ao conteúdo em áudio logo abaixo.
 
Portaria com autorização de 100 chamadas de aprovados do concurso INSS 2015
O INSS divulgará agora informações sobre quando as nomeações vão ocorrer e quais candidatos serão chamados para ocupação das vagas. O texto informa que caberá ao presidente do INSS, Leonardo de Melo Gadelha, autorizar a divulgação de editais, portarias e outros atos administrativos para a realização das convocações.
 
Essas nomeações não deverão demorar muito para acontecer em virtude do grande déficit de servidores no INSS e das aposentadorias rotineiras. Faltam hoje mais de 14 mil servidores e 23.939 (70% da força do trabalho) podem se aposentar até 2019.
 

Adicional de 50% das vagas será solicitado, segundo presidente do INSS

O presidente do INSS, Leonardo de Melo Gadelha, já informou que o órgão solicitará ao Ministério do Planejamento o pedido de adicional de 50% das vagas, para chamar excedentes do concurso. Se autorizado, e a expectativa do presidente é que isso aconteça, mais 475 aprovados serão convocados. Desses 475, 400 seriam técnicos e 75 analistas.
 
A solicitação de mais nomeações, contudo, só será feita após a chamada de todos os aprovados para as vagas imediatas do concurso. O presidente também conta com despachos presidenciais para poder convocar mais aprovados, tendo em vista a carência de pessoal no órgão.
 
O concurso INSS 2015, válido até 5 de agosto do ano que vem, visou a preencher 950 vagas, sendo 800 para técnico de seguro social, com exigência de ensino médio completo e ganhos de R$5.344,87. As outras 150 eram para o cargo de analista, com exigência de nível superior e remuneração de R$7.954,09. O regime de contratação é o estatutário, com estabilidade.
 
Diante do grave déficit de pessoal, o INSS já estuda pedir o concurso INSS 2019. Está interessado e já quer começar a estudar? Confira orientações de Direito Previdenciário com Italo Romano.
 
 



Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários