Versão nova do site ativada

Como estudar para o concurso INSS?

Como organizar seus estudos para concurso INSS? Confira detalhes dos cargos e orientações do Especialista, professor Alexandre Prado.

13/08/2019 20:44 | Atualizado: 13/08/2019 21:15

13/08/2019 20:44 | Atualizado: 13/08/2019 21:15

Como estudar para o concurso INSS é uma das maiores dúvidas de quem sonha em ser um futuro servidor da autarquia. Isso porque esse é o edital mais aguardado de 2019 e a cada notícia, a expectativa por uma novidade só cresce.

Enquanto a informação mais desejada – quando sai o edital do INSS – não é divulgada, os interessados no concurso mantêm a preparação a todo vapor.

E você, Como você tem organizado sua rotina? Quer saber o que estudar para as provas? Reunimos detalhes dos cargos e orientações do Especialista da FOLHA DIRIGIDA, professor Alexandre Prado.

O que você vai encontrar nessa matéria? 


Mas, antes, vamos responder algumas dúvidas comuns a quem pretende fazer o concurso.

enlightenedComofazer um planejamento financeiropara o concurso INSS
enlightened Como começar a estudar para o concurso do INSS

1. A digitalização dos processos pode diminuir o número de vagas?

Processos administrativos devem ser digitalizados, o que fará e trará uma maior oportunidade para áreas de Informática, opina O Especialista. 

Digitalizar não significa menos vagas e sim a otimização do trabalho, pois todo pedido sempre terá que ser autorizado e analisado por um servidor público.

2. Qual idade máxima para participar do concurso? 

Idade limite para participar é de 65 anos. Se já for servidor, até os 70.

3. Vai ter redação no concurso do INSS?

No último concurso não teve redação. Sobre a possibilidade de ter neste novo edital, Alexandre Prado explica que não é provável. O motivo é que a redação envolveria um maior custo para a banca organizadora e para o órgão também.

O que estudar para o concurso do INSS
Confira as dicas do Especialista da Folha Dirigida sobre como se 
preparar para o concurso do INSS (Foto: Divulgação)

O que é e como estudar para técnico do INSS?

O que faz um técnico do seguro social?

Realiza atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional especificas;

Coleta informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres;

 Exerce, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionas às finalidades institucionais do INSS.

Segundo O Especialista, os cargos de técnico e analista se assemelham em algumas funções. O técnico também pode participar de cargos de chefia e comissões para definir inúmeros assuntos dentro do órgão.

Especificações do cargo de técnico

Carga horária no INSS: 40 horas semanais

Escolaridade: nível médio

Remuneração em início de carreira: R$5.186,79

Remuneração no fim da carreira: R$9.557,25 (Podendo aumentar dependendo da qualificação e capacitação do servidor)

Concorrência nos últimos dois concursos do INSS

2015: 1.043.807 para 800 vagas - Relação de 1.305 candidatos por vaga*

2011: 904.459 para 1.500 vagas - Relação de 603 candidatos por vaga*

*Número é geral, mas a concorrência era por região.

Os números podem assustar em um primeiro momento, mas O Especialista destaca que desse número, poucos de fato estão se preparando para o concurso. Logo, esses que serão seus concorrentes de verdade.

Nota de corte do último concurso de 2015

Sorocaba-SP: 101 pontos, 2,8 vezes mais do que a pontuação mínima (36 pontos). A referência é a região que ofertou mais vagas.

O que estudar para o INSS

*com base no edital de 2015

Conhecimentos básicos: 50 questões

  • Ética no Serviço Público
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Administrativo
  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Informática

Conhecimentos específicos: 70 questões

  • Direito Previdenciário

Atenção! Na última prova, foram reprovados e eliminados os candidatos que se enquadraram em pelo menos um dos itens a seguir:

a) nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos P1;
b) nota inferior a 21,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2;
c) nota inferior a 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

Confira mais abaixo como foi a distribuição das questões no dia da prova.

Dicas para estudar para técnico

O concurso para técnico do INSS possui um programa extenso e uma grande concorrência. Dessa forma, estabelecer uma estratégia para estudar para as provas é fundamental.

Segundo O Especialista, os interessados nesse cargo devem começar a estudar com antecedência. Os conteúdos de Direito Previdenciário devem ser bem trabalhados. Em relação a Noções de Direito Constitucional, você deve estudar com seriedade.

Alexandre Prado explica que não precisa se preocupar com jurisprudência aprofundada, pois não precisará ficar olhando as orientações jurisprudenciais. Porém, a parte de legislações e interpretação, o INSS perguntará em sua prova com toda a certeza. Logo, esteja preparado!

Para montar uma boa estratégia de estudo, você deve também escolher a sua região, para concorrer onde você tenha mais afinidade.

O foco nessa prova é errar menos possível, estudar todo o edital e fazer bastante exercício.

Materiais de apoio para técnico

Na FOLHA DIRIGIDA, você encontra uma série de materiais gratuitos para o concurso do INSS e também conteúdos exclusivos para assinantes FD. Se você ainda não é um assinante, saiba como fazer.

Como estudar para analista do INSS?

O que faz um analistado seguro social?

O analista é um dos cargos de nível superior do INSS, assim como o perito. Existe analista em áreas específicas e analistas para qualquer formação superior completa. Para o novo concurso, essa informação não foi divulgada.

Dependendo da formação e capacitação do funcionário, ele poderá desempenhar funções com atribuições específicas relacionadas ao cargo.

Prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social – APS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional;

Supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas;

Realizar avaliação social para fins de concessão de direitos previdenciários e benefícios assistenciais;

Promover estudos sociais e socioeconômicos, pesquisa e levantamento de informações visando à emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários e benefícios assistenciais, bem como à decisão médico pericial;

Exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS.

Especificações do cargo de analista

Carga horária no INSS: 40 horas semanais

Escolaridade: nível superior

Pode ingressar como analista com a graduação de tecnólogo? Depende. Alguns cursos como Direito não têm tecnólogo, então o exigido é o bacharel. Entretanto, Alexandre Prado acredita que cargos como TI podem ter essa possibilidade, porém somente com a publicação do edital para sacramentar as especificações das graduações.

Remuneração em início de carreira: R$7.659,87

Remuneração no fim da carreira: R$13.491,79 (Podendo aumentar dependendo da qualificação e capacitação do servidor)

Concorrência nos últimos dois concursos

 2015: 43.989 para 150 vagas - Relação de 293 candidatos por vaga*

 2013: 164.209 para 300 vagas - Relação de 547 candidatos por vaga*

*Número é geral, mas a concorrência era por região.

A concorrência no INSS é regional, ou seja, o candidato concorre para a vaga daquela cidade, região, gerência e estado escolhidos, de acordo com a oferta do edital.

Notas de corte do último concurso de 2015

 Sorocaba-SP: 71 pontos de 36 necessários.

O último convocado como imediato fez 71 pontos. Usamos de referencia a região que ofertou mais vagas.

O que estudar para analista do INSS

Conhecimentos Básicos – 50 questões

Língua portuguesa, RLM, Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Previdenciário, Legislação da Assistências Social

Conhecimentos Específicos – 70 questões

 (Variando de acordo com o cargo de nível superior)

Dicas para estudar para analista

De acordo com O Especialista, não importa o tempo de estudo disponível por dia e sim a qualidade do estudo. Dessa forma, se você trabalha e quer estudar, monte um horário adequado e sem metas impossíveis.

O importante é que você comece a desenvolver o aprendizado dos conteúdos o quanto antes para estar pronto no dia da prova.

enlightened Maratona de dicas - Se Joga no INSS

Dessa forma, para se destacar em relação a grande concorrência, você já deve pensar na sua estratégia e separar os conteúdos e a sua forma de estudo.

Também é importante estar atento a prováveis mudanças que podem ocorrer em leis e nos editais. Lembrando que os interessados no INSS podem fazer os dois concursos: de analista (se atender a escolaridade) e o de técnico.

Uma forma de começar a sua preparação e pegando o edital e prova anteriores do concurso do INSS.

Materiais de apoio para analista

Na FOLHA DIRIGIDA, você encontra uma série de materiais gratuitos para o concurso do INSS e também conteúdos exclusivos para assinantes FD. Se você ainda não é um assinante, saiba como fazer.

7 dúvidas ao estudar sozinho para o INSS

Estudar já é uma tarefa difícil por si só. Isso tudo pode se tornar mais complexo ainda se o concurso tiver muitas disciplinas e matérias diferentes, como no caso do INSS.

Dessa forma, é preciso ter muita disciplina e compromisso, principalmente para encarar a tarefa de se estudar sozinho. Professor Alexandre Prado listou 7 maiores dúvidas ao estudar sozinho para o INSS.

1- Necessariamente quem faz “curso preparatório” tem vantagem?

Não, afinal o grande acúmulo de pessoas presentes em curso preparatório pode se tornar um impeditivo na hora do aprendizado. Além disso, caso o estudante detenha a condição de se distrair facilmente, qualquer acontecimento na sua presença poderá tirar o foco da aula.

Entretanto, a vantagem se destaca independentemente da modalidade para quem possuir foco e disciplina, basicamente esse é o veículo que levará ao alcance do sucesso.

2- Como ter acesso a um material de qualidade para estudar?

Teoricamente quando se estuda sozinho, nós nos isolamos do mundo, não é mesmo? Porém, atualmente temos um aliado muito forte para essa prática: a tecnologia. Com ela, temos acesso a material de estudo, grupos, vídeos e informações sobre o nosso concurso de interesse.

A tecnologia também traz certos questionamentos para atenção, durante o seu uso, devemos controlar o nosso foco para não desvirtuar em redes sociais ou pesquisando assuntos que não tenham nenhuma relevância com o estudo realizado.

Procure sempre obter a troca de informações, disponibilizar provas e materiais e buscar conteúdos que possam agregar.

“Estudar sozinho, mas nunca ficar sozinho”, destaca Alexandre Prado.

3- Como manter o foco e o ânimo estudando sozinho?

Existem dois pontos primordiais e complexos nessa questão: um é começar a estudar e o outro é manter o estudo. Esses itens se relacionam com o foco e o ânimo. 

Dessa forma, o foco vai trazer para o estudante a conquista daquele objetivo com o resultado. Para isso, você precisará de ânimo para encarar o seu planejamento estabelecido.

Uma forma de manter o ânimo, de acordo com Alexandre Prado, é criar metas possíveis de serem realizadas. E, ao final de cada tarefa concluída, se presentear, seja com um momento de lazer, um cinema, ficando ao critério do próprio estudante.

4- Como fazer um bom planejamento e cumprir?

O planejamento é um ponto estratégico para conseguir alcançar o seu objetivo. Você deve começar pela análise do edital. Como o edital do INSS ainda não saiu, você deverá começar a estudar pelo edital anterior.

Além disso, você deve fazer planejamentos factíveis com base no seu estilo e tempo de estudo. Outra coisa que deve ser feita é a mensuração do tempo disponível para o estudo, e preencher com as disciplinas a serem estudadas. Não se esqueça do tempo para praticar com exercícios também.

enlightened5 passos para acabar com a procrastinação nos estudos

5- Como a banca cobra o conteúdo?

Essa é uma pergunta que deve ser respondida pelo estudante. Ao traçar um objetivo, o candidato deve estudar como a banca do concurso costuma cobrar os assuntos.

No caso do INSS, a última banca do concurso em 2015 foi o Cebraspe. Essa é uma organizadora multidisciplinar, em que um item errado invalida um item certo, o que exige uma estratégia até na marcação das questões na prova na hora de confeccionar o seu gabarito.

A configuração da prova de 2015 foi a seguinte, para o cargo de técnico do seguro social:

Conhecimentos básicos - 50 Questões

  • Ética no serviço público (6 questões)
  • Regime Jurídico Único (6 questões)
  • Noções de Direito Constitucional (7 questões)
  • Noções de Direito Administrativo (5 questões)
  • Língua Portuguesa (15 questões)
  • Raciocínio Lógico (6 questões)
  • Noções de Informática (5 questões)

Conhecimentos específicos 70 Questões

  • Seguridade Social

O destaque é para a ênfase em Língua Portuguesa na parte de conhecimentos básicos. Enquanto isso, a banca busca uma equidade no restante das disciplinas.

6- A relação candidato vaga é essencial?

O concurso INSS é esperado há bastante tempo. Com isso, o déficit de pessoal só vem crescendo nos últimos anos. A tendência é que o número de inscritos seja bem elevado. Mas, segundo Alexandre Prado, não é preciso se preocupar com essa questão. Afinal, do número total de inscritos, pouquíssimos de fato estão se preparando.

Outro ponto é que para ser aprovado, basta ir bem na prova, chegar próximo de gabaritar. E isso é algo que só dependerá do seu empenho, dedicação e foco.

7- É possível estudar sozinho e ser aprovado?

Sim, o próprio Alexandre Prado é um exemplo de que é possível estudar sozinho e ser aprovado. O caminho é ter muita disciplina e compromisso, principalmente para encarar a tarefa de se estudar sozinho. 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!