Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Candidatos querem saber quando concurso sairá

Até a próxima segunda-feira, dia 27, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, responderá o requerimento de informação (RIC 163/2015) do deputado Chico Alencar (Psol-RJ), que questiona quando ocorrerá o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), quantas vagas serão autorizadas, para quais cargos e que medidas serão tomadas para cobrir o deficit de pessoal da autarquia.

Até a próxima segunda-feira, dia 27, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, responderá o requerimento de informação (RIC 163/2015) do deputado Chico Alencar (Psol-RJ), que questiona quando ocorrerá o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), quantas vagas serão autorizadas, para quais cargos e que medidas serão tomadas para cobrir o deficit de pessoal da autarquia. Com a proximidade de o ministro se manifestar, os  milhares de interessados na seleção têm grande expectativa de uma resposta objetiva, que dê mais transparência ao processo de autorização.

O RIC foi enviado no dia 27 de março, e o Ministério do Planejamento tem o prazo de um mês para responder. A bióloga Jamille Morais, de 30 anos, estuda há mais de um ano para atuar no cargo de técnico do seguro social, de nível médio. Ela está curiosa por novas informações da seleção. “É grande a minha dedicação aos estudos, e saber quantas vagas serão oferecidas e quando o concurso será autorizado ajuda na motivação. Nos últimos dias, cheguei a ficar desmotivada com o Projeto de Lei 4.330, que prevê a regulamentação das terceirizações, mesmo sabendo que não afeta tanto o INSS por ser uma autarquia. Gostaria que o governo estivesse preocupado com outras necessidades, tais como a Previdência Social. A situação no instituto é alarmante. Espero que a autorização saia o mais rápido possível, e que essa resposta do Planejamento seja clara e objetiva”, pontuou.

Iara de Jesus Oliveira, de 38 anos, trabalha atualmente no INSS. Formada em Ciências Contábeis, ela atua na função de técnico e estuda para ingressar no cargo de analista do seguro social. A autorização precisa sair, segundo ela, imediatamente, pois o cenário nos postos de atendimento é delicado. Ela também espera uma reposta transparente do MPOG. “Que esse concurso seja liberado o mais rápido possível. A expectativa é de uma resposta objetiva do Ministério do Planejamento. É importante que a pasta mostre a preocupação do governo com a Previdência Social. A situação é grave, pois faltam muitos servidores. Diante disso, o INSS está à beira de um colapso, com uma das piores situações no cenário nacional”, assinalou.

O INSS solicitou 4.730 vagas, sendo 2 mil de técnico do seguro social, de nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos iniciais são de R$4.620,91 para técnico, R$7.504,45 para analista e R$10.559,64 para perito. Segundo dados levantados em auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), o INSS possui carência de mais de 5 mil servidores em todo o país, e mais de 10 mil encontram-se em abono de permanência, ou seja, aptos à aposentadoria.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações